Grêmio joga mal, empata e é vaiado pela torcida

A torcida já não teve paciência no fim do primeiro tempo. E vaiou o time. Perdeu definitivamente o humor no fim da partida e protestou forte pelo empate em 0 a 0 com o Criciúma, na Arena. Além de mostrar, mais uma vez, um futebol ruim, o Grêmio chegou à terceira rodada consecutiva da Série B sem vitória (derrota para o Cruzeiro, empates com Ituano e Criciúma).

A consequência está na tabela de classificação. O time segue fora do G-4, o grupo dos classificados, com 12 pontos, quatro atrás do líder.

Mais uma vez, o futebol em campo foi desanimador – e isso explica a frustração demostrada pelos 10.824 torcedores que enfrentaram o frio quando a partida terminou.

Diante de um adversário que parecia interessado apenas em buscar o empate, o Grêmio foi incapaz de pressionar, de incomodar a defesa catarinense, de conseguir os lances capazes de empolgar a torcida. Foram dois momentos com chances de gol, na verdade. Um aos 30 minutos do primeiro tempo, quando o goleiro Gustavo foi preciso em dias defesas em sequência, ao evitar o gol de Diego Souza e, no rebote, ao defender o chute de Biel. O outro no fim dos acréscimos, já aos 50 minutos, mas Elias cabeceou para fora, com toda a frente livre.

Foi só. Muito pouco para o time que abriu a Série B com prestígio de favorito, já que tem um grupo definido há muito, boas revelações da base e situação financeira superior a todos os concorrentes.

O pior do Grêmio a torcida viu no segundo tempo. Depois de um primeiro ruim, sem imaginação, o time voltou do intervalo com a expectativa de que pudesse, finalmente, pressionar o adversário. Mas o time conseguiu piorar ainda mais, mesmo com todas as trocas efetuadas por Roger Machado. Ele substituiu Rodrigues, Lucas Silca, Elkeson, Biel e Villasanti por Matheus Sarará, Campaz, Elias, Gabriel Silva e Fernando Henrique,

Dos cinco que entraram, quatro foram jogadores da base, na tentativa clara de ao menos dar mais velocidade e entusiasmo à equipe. Mas nem assim o futebol desanimador do Grêmio mudou. Chegou a tal ponto que a partir dos 30 minutos, o Criciúma passou a trocar passes com toda serenidade, sem pressão e com sua defesa adiantada.

Roger terá de buscar soluções rapidamente, antes que a pressão de ficar ao menos entre os quatro comece a causar estragos.

Dia 29, domingo, longe de sua torcida, o time joga contra o Vila Nova, em Goiânia. Roger terá pelo menos 10 dias para buscar caminhos que devolvam a confiança ao torcedor.

Sobre mariomarcos

Jornalista, natural de criciúma, fã incondicional de filmes, bons livros e esportes
Esse post foi publicado em Grêmio, Série B e marcado , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Grêmio joga mal, empata e é vaiado pela torcida

  1. Marcelo - Rio de Janeiro disse:

    Não gosto de comentar posts do coirmão. Mas, o time estava igual a torcida: cheio de espaços vazios. Uma coisa que me chama a atenção é o gramado da Arena. Não conseguem dar jeito no gramado. Parece gramado de Série B!

  2. 66 disse:

    Vendo o jogo é de impressionar a falta de pegada do time do Gremio. Ninguém marca. Time frouxo.
    Tem que melhorar muito pra ficar mais ou menos e com a bolinha apresentada ontem, não sobe de jeito nenhum.
    O Roger já está na marca do pênalti. Se não vencer pelo menos uma das duas partidas fora ( Vila Nova e Vasco da Gama), já pode procurar clube pq será demitido.
    Arerê!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s