Depois do alívio, dois reforços para o jogo contra o Goiás

Aliviado pela vitória sobre o Oeste, o Inter deve ter duas mudanças importantes no próximo jogo, contra o Goiás de Argel Fucks, no Beira-Rio. Os dois últimos reforços, o meia Camilo e o centroavante Leandro Damião, já tiveram os nomes divulgados no Boletim Informativo Diário e devem estrear.

Camilo é uma alteração lógica. Ele entra no lugar de D’Alessandro, que levou o terceiro cartão amarelo no fim da partida contra o Oeste.

Damião deve estar no ataque, mas em lugar de quem?

Sasha foi o maior destaque na vitória sobre o Oeste, mostrou a importância de alguém desempenhar a função de recompor o meio e deve permanecer. Assim, Damião vai entrar no lugar de Pottker ou Nico López. O mais provável é que o uruguaio volte à reserva.

Mas o grande reforço de Guto Ferreira certamente é o ânimo renovado, depois de garantir os três pontos que aliviaram o ambiente e reduziram a pressão.

 

Anúncios

Sobre mariomarcos

Jornalista, natural de criciúma, fã incondicional de filmes, bons livros e esportes
Esse post foi publicado em Inter, Série B e marcado , , , . Guardar link permanente.

24 respostas para Depois do alívio, dois reforços para o jogo contra o Goiás

  1. Fifaldino disse:

    A vitória foi um alívio temporário. Todo o cuidado é pouco… porque depois que mudaram a regra em que subiam DOZE times, a série B realmente ficou mais difícil.

  2. Guasca disse:

    Segunda divisão é complicada para quem nunca jogou, vide o rival.

    Embora não ocupasse cargo no Grêmio entre os anos de 1984 e 1990, nunca me desliguei do clube, nem das questões do futebol no Brasil.
    Em 1990 fui eleito presidente do Conselho Deliberativo do Grêmio. Foi um período muito ruim para o clube que culminou com o rebaixamento para a segunda divisão do Campeonato Brasileiro em 1991.
    Depois o clube conseguiu subir graças a duas alterações no regulamento, assunto que me fez ir duas vezes ao Rio de Janeiro para falar com o Diretor de Futebol da CBF, na época Eurico Miranda.
    O regulamento atual previa a ascensão de oito clubes da segunda divisão para a primeira, enquanto o Grêmio ocupava o décimo lugar. Alteramos para dez e num segundo momento para doze. E o Grêmio ficou com a última vaga.

    Do livro Fábio André Koff, Memórias e Confidências.

    • Fifaldino disse:

      Realmente, ainda estamos aprendendo a lidar com a série B. Outros times aqui dos limites da cidade tem o costume de frequentar a B, mas para o colorado isso é tudo novidade. Não é mole, não!!

    • Maurício disse:

      Será que a segunda alteração, pra doze, foi quando anunciaram que o Empate F.C. também participaria?

  3. Nicolau disse:

    Ednilson, Charles, Camilo e Sasha:
    Nico e Damião.
    Agora temos banco: Pottker, Dalle, Dourado….

  4. Guasca disse:

    Ainda sobre ontem: Vale ressaltar a dividida do Fabinho e a antecipação do Sasha no primeiro gol e a insistência no segundo. Nesse, ninguém arregou quando a bola caiu no pé, todos arriscaram chutes ao gol.

  5. Roberto disse:

    Parece que Camilo e Damião já participaram de 7 jogos na série A e não poderão jogar pelo inter no campeon… OH, WAIT…
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  6. Maurício disse:

    Não vejo motivo pra que o Damião deva entrar já como titular.

    Não pude assistir o jogo nem o vt (5 da manhã???)… A julgar pelo compacto na internet, fora uma entregada do Charles no meio-campo e uma cabeçada pra trás na área, já no final, que pifou um atacante adversário, não corremos maiores riscos.
    Sei que tivemos jornadas em que houve pouca ou nenhuma conclusão a gol, mas também já tínhamos feito algumas em que a bola foi caprichosa em não entrar; me parece que a grande diferença dessas pra de ontem foi que ontem a bola entrou, e relativamente cedo, tranquilizando um grande dificuldade nossa – vazar o adversário em casa – e dando início a outra – manter a pegada e tentar o 2º.
    Aguardemos a continuidade depois de uma semana de treinos, pois as últimas experiências com semana livre não foram boas. Mas que aliviou, aliviou.
    A má notícia da noite foi que o esforçado Fabinho quebrou o tornozelo e para por 4 meses.
    Acabei de ler que o Inter teria voltado a procurar lateral-direito!

    É muito ECG nessa série B, todo mundo oscilando bastante de uma rodada pra outra – tanto que agora o favorito dos cronistas-à-deriva é o América-MG. Ontem o moribundo ABC derrotou o Xavante, que vinha de vitória em casa, num jogo pavoroso, com ambos jogando absolutamente nada.

  7. INTERminável COLORADO disse:

    Como todos colorados, estou apreensivo com os jogos ruins que o time está fazendo. Não foi o caso de ontem. Tivemos jogos sofríveis (ABC, Paysandu, Santa Cruz, Paraná, BEC, CRB, Vila Nova), outros bons jogos contra Londrina, Figueirense, Brasil, Ceará (a melhor partida do Inter na B, na minha visão), todos fora de casa. Em casa, tirando os jogos contra Náutico e Oeste, que foram apenas razoáveis, apesar das vitórias, e o jogo dramático contra o Luverdense, o que o Inter vinha apresentando é para esquecer, ou melhor, para lembrar e não repetir.

    Ontem o time jogou focado, com garra, com marcação alta e forte, foi um time esforçado e solidário, determinado e em busca da vitória, embora em alguns momentos, vi um time afobado e que resultou em inúmeros passes errados. O futebol apresentado não foi de brilhar os olhos, mas o suficiente para superar o adversário e que pouco ameaçou o Inter. Este é o tipo de jogo que o Inter deve propor dentro de seu estádio. Ir pra cima, não dar espaços, sufocar o adversário, que os gols surgirão naturalmente, assim como as vitórias. Tudo isso trará a tranquilidade necessário ao time, por consequência a sua estabilidade.

    Sou contra troca de técnicos, ainda mais no meio de uma competição. Fui contra a troca de Zago por Guto, como sou contra tirá-lo agora. Que permaneça Guto, e que ele tenha tranquilidade para trabalhar e fazer o time crescer. O que o Inter necessita é de sequência de vitórias. Elas começarão contra o Goiás.

    Mesmo jogando esse futebol tosco, estamos 3 pontos atrás do líder (podemos ficar com 6 atrás se o América vencer o Juventude; 4 se o Guarani vencer e o América perder para o Ju). Pouco me importa ser o líder ou ser campeão. O que quero é subir, seja em primeiro ou quarto. Com DAMIÃO e CAMILO, o time crescerá, disso não tenho dúvida. Então, acho que que a torcida deve abraçar o time e parar de cornetear. E me incluo aí.

    • 66 disse:

      INTERminável, futebol é acima de tudo confiança. Confiança pra arriscar, pra driblar, pra ousar, pra improvisar.
      Pra adquirir essa confiança, o time tem que aliar desempenho com resultado, mas o desempenho é que tem deixado a desejar. Com isso os resultados positivos são mais difíceis.
      Contra o Luverdense, a vitória apenas impediu um novo quebra-quebra no Beira-Rio. A torcida sentiu um alívio pelo resultado mas não foi embora confiante.
      Ontem o time do Inter foi aplaudido ao final da partida muito mais pelo desempenho e espírito de luta do que pelo resultado. A torcida reconheceu o esforço de todos. Se não vencesse, sairia aplaudido também porque a torcida sempre reconhece quando vê um time aguerrido dentro de campo. A vitoria juntou as duas coisas. Reconhecimento pelo esforço e os 3 pontos.
      Não existe ufanismo. Apenas o reconhecimento.
      Com um time inseguro e instável como o do Inter, não vai existir ufanismo de ninguém em momento algum.
      OBVIAMENTE que seria melhor estar liderando a competição…10 pontos na frente dos outros e etc..mas tentando ver essa nossa dificuldade por um lado positivo ( se é que é possível ), a posição na tabela exige do Inter atenção máxima em todas as partidas…relaxamento zero e espaço pra evoluir.
      Nessa altura do campeonato, melhor estar em ascenção do que em queda porque a coisa vai coemçar a afunilar a partir de agora.

  8. Roberto disse:

    “#SerieB” qué qué qué

  9. Moscão Tricolor disse:

    Oba! Começou a sessão Orkut de hoje! Ié ié!

  10. CAMPEÃO DE TUDO disse:

    Hoje é dia cornetearem o Cornetão! É da vida faz parte mas sigo sendo mais eu. Pra mim foi uma vitória que só serviu para prolongar a agonia e adiar a necessária contratação de uma comissão técnica. Até o final da rodada estaremos fora do G4. Guto é o legítimo “empata f…”! Sempre que está para cair ganha uma para seguir iludindo e enganado os desavisados. Começo a me preocupar seriamente com a possibilidade de acesso pois está se desenhando que o Guto “Besta” vai ficar até não termos mais chances de subir, assim como o Roth no ano passado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s