Três questōes para Guto Ferreira


A vitória sobre o Ceará:

– Tivemos a inteligência de saber encarar o jogo. Fomos inteligentes, tivemos rendimento e saímos daqui com um resultado importante. A repetiçāo faz com que o desempenho melhore. Nem sempre se consegue porque muitas vezes é preciso poupar alguns jogadores, pela sequência de jogos na competiçāo.

O ‘equilíbrio maduro’:

– No jogo tivemos um equilíbrio maduro, inteligente. Nāo nos limitamos a defender ou a dar chutōes. Fomos bem defensiva e ofensivamente. O time soube circular a bola e controlar o ritmo. Aos poucos, o grupo vai se conscientizando de que só bola no pé nāo adianta. É preciso marcar. Todas as grandes equipes do Inter se caracterizaram assim. Marcaçāo forte e eficiência na frente.

A acusaçāo de Elton (atacante do Ceará disse que o zagueiro Cuesta o chamou de macaco):

– Eu prefiro acreditar no Cuesta, que eu conheço bem. Ele negou a acusaçāo. E nestas primeiras semanas de Inter aprendi a conhecê-lo. É um jogador experiente, correto. Espero que tudo fique be.

Anúncios

Sobre mariomarcos

Jornalista, natural de criciúma, fã incondicional de filmes, bons livros e esportes
Esse post foi publicado em Inter. Bookmark o link permanente.

38 respostas para Três questōes para Guto Ferreira

  1. analista disse:

    Boa vitória. De reparos, a grande quantidade de gols desperdiçados. Diego, Mel Delz…. A melhorar a questão defensiva de Winck e seu temperamento. Gutierrez também pediu para ser expulso… mas antes um time brigador do que uns pamonhas que não estavam nem aí para o jogo… evolução, portanto!

  2. 66 disse:

    Lembram quando o Guto declarou que, o Inter precisa se igualar em disposição e garra que a maior qualidade técnica ia se sobressair.
    E é isso mesmo.
    Não basta ser melhor. Tem que mostrar que é melhor.
    Se o Inter demonstrar em todas as partidas a disposição que mostrou ontem, subirá com tranquilidade.
    O problema é basicamente esse e isso é tarefa do treinador.
    Não tem nada de ufanismo nem de otimismo exagerado.
    * Muito importante também é manter o Sasha no banco de reservas.

  3. Marcião disse:

    O segundo gol foi um golaço.
    É isso ai! time que quer a vitória tem que chutar a gol.

  4. Maurício disse:

    É preciso considerar que ambos gols saíram cedo e praticamente em sequência, desnorteando o Vovô, que jogava completo e com bom público (não divulgado) apoiando.
    Continuo achando O Winck um perigo defensivamente, com o atenuante de que uma boa sequência repetindo escalação pode melhorar seu entrosamento. Aliás, espero o mesmo do Gutierrez.
    Já o Dourado preocupa porque se sabe que não vai evoluir muito daquilo ali. E o banco também não passa muita confiança. Diego e principalmente Juan até têm potencial, mas ainda são muito guris. Menos mal que o bruxismo com as nabas [ao menos por enquanto] não vingou.

    Mas que foi alvissareiro perto do que vínhamos assistindo, foi.

  5. ANDREAS BOOS disse:

    assisti so o primeiro tempo. gostei da estrategia “a la time pequeno” ou “retranqueira” de deixar o outro time vir pra cima e sair em contra ataque… o potker jogou bem nessa forma pois tem velocidade e o gutierrez tbm. tanto ele, gutierrez, quanto o potker sempre puxavam o contra golpe visando o uruguaio… ja ja eles endireitam o pe. questão de tempo.
    mais 3 rodadas com esse mesmo time e assumimos a lideranca

  6. Guasca disse:

    Estava assistindo os gols agora.
    O segundo gol iniciou justamente como mencionaram aqui sábado ou domingo: Escanteio cobrado de forma que a bola saia do alcance do goleiro. Pela esquerda, tem que ser cobrado com a perna esquerda. Pela direita, com a perna direita.

    • Maurício disse:

      Depois de um belo chute do Winck, uma CAIXA do Nico. Se o problema era uma chamada no apito, o GF deve ter usado um megafone na orelha do dentuço.

      Em oito minutos o ataque colorado pôs os ‘jornalistas de tabus’ a procurar outro assunto pra caçar cliques.

    • Rafael disse:

      A boa e velha cobrança tradicional (perdão pela redundância). Há certas verdades no futebol que permanecem mesmo que tentem a todo custo combatê-las com alternativas sofríveis.

  7. casiorabello disse:

    Passadas algumas horas tenho cada vez mais certeza, pela reação da diretoria do inter e pelo silêncio de Cuesta, que o jogador do Ceará disse a verdade. Como dificilmente se consigam provas claras, não vai dar em nada. Fico triste é pela atitude da maioria de colorados tentando por “panos quentes” ou simplesmente desqualificando o acontecido. Só Cuesta praticou o ato racista, não o clube e nem a torcida. Temos que agir certo para não ferir a história do nosso clube.

    • Maurício disse:

      Certeza?!?

      • casiorabello disse:

        Eu estava no Castelão e estava olhando para dois no momento que começou tudo. Fiquei espantado com o destemperamento do Elton logo após ele e Cuesta trocarem algumas palavras. Estava com dois amigos torcedores do Fortaleza, foram secar o Ceará, e um deles disse: “- O Elton tá falando que foi chamado macaco.” Brinquei dizendo não ser possível pois aqui era Inter e isso só acontecia no lado azul. Após o jogo, no carro, ouvimos a entrevista de Elton pelo rádio. Silenciamos pelo constrangido. Possivelmente o mesmo silêncio de Cuesta.

      • Maurício disse:

        Me parece que, ao pensar que ‘isso só acontecia do lado azul’, já partiste de uma premissa equivocada. É pueril imaginar que coisas abjetas como racismo e homofobia são exclusividade de uma determinada torcida ou clube. É como se na entrevista colorada pré-contratação houvesse uma averiguação a respeito dos preconceitos do jogador e na tricolor não.
        Não se trata de pôr panos quentes ou defender, todos sabemos que o ônus da prova cabe ao acusador: se provar, condene-se o infrator; senão, todo o cuidado é pouco ao se abrir um precedente como esse.
        Imagina se, a cada jogo, dois ou três combinarem de acusar um outro – os castelhanos naturalmente seriam alvos mais fáceis – de ter dito isso ou aquilo?

      • Fifaldino disse:

        Casiorabello, o racismo é nojento e condenado por QUASE TODOS os torcedores gaúchos (alguns acham que se for música de torcida tá tudo bem), mas o tema não pode ser conduzido como nos tempos da Inquisição espanhola. É preciso apresentar provas INCONTESTÁVEIS antes de julgar e condenar quem quer que seja. Ter “certeza” através de impressão pessoal ou reação de terceiros??? Não, né?

      • Maurício disse:

        Se bem que, a partir de hoje, parece que prova não é mais pré-requisito pra condenação.

      • Fifaldino disse:

        Pois é. Tempos sombrios estes….

      • Arthur Vanderlei disse:

        Engraçado, Mauricinco, eu tinha na minha memória que tu havias sido um dos muitos que, à época do episódio Aranha, generalizaram aqui que todos gremistas seriam racistas.
        A sensatez de tuas palavras agora me mostram que minha memória me traiu, palmas pra ti.

      • Maurício disse:

        Tenho a impressão que não foi a primeira vez que foste traído.

      • Arthur Vanderlei disse:

        Não entendi.
        E não faço a menor questão….

      • Maurício disse:

        Então, caso encerrado.

      • Fifaldino disse:

        Xiii…. o AVC optou por tirar o sofá da sala!!! Ehehe….

  8. casiorabello disse:

    Eu nunca tive essa premissa, Maurício. Veja que que usei “brinquei” antes de dizer.

  9. CAMPEÃO DE TUDO disse:

    Tem uma galera que até poucos dias atrás andavam borrando as cuecas e agora já celebram o time e até o “treinador”! Como se enganam e se iludem fácil! Tá loco!
    A vitória de ontem sequer serviu para nos colocar no G4 e mesmo que vençamos o próximo também não entraremos no G4. Depois é jogo no Beira-Rio que já sabemos que termina em vidraças quebradas! Essa vitória só serviu para adiar a inevitável troca do comando que cedo ou tarde terá de ser promovida. Espero que ainda exista chances de acesso quando isso acontecer!

    • 66 disse:

      Calma, CT. Calma.
      O Inter apenas jogou duas boas partidas na sequência.
      Se destacamos quando a atuação é ruim, temos que enaltecer quando a atuação é boa.
      Isso independe do treinador.
      Pô…ontem o Inter demonstrou uma consistência defensiva como há muito tempo não demonstrava. A zaga tirou praticamente todas as bolas que foram lançadas pra dentro da área. E mesmo nas tentativas de infiltrações pelo meio, parecia quem nem era o Inter que nos acostumamos a ver nos últimos tempos. Ontem, tinha sempre alguém marcando, abola sempre batia num dos nossos e nenhum jogador do Ceará aparecia sozinho pra concluir. Não oferecemos contra-ataques ao Ceará.
      Temos o direito de ficar felizes com o time, mas sem ufanismo.

    • andreas boos disse:

      Eu concordo com vc CT. Eu sou um dos que estava TOTALMENTE desanimado com o futebol do inter. Porém, se analisarmos os jogos onde os salarios top10 do time estavam todos juntos, veremos que o inter ja jogou bem. Acho que isso foi no tempo do zago. Entao… como ja disse antes, estaremos (independente do “treinador”) na liderança depois das proximas 3 rodadas se esse time se repetir.
      Vamos torcer pro RDA, edenilson e o gutierres nao ficarem fazendo forca pra receberem 2 cartoes a cada 4 jogos e assim termos sequencia.

    • Maurício disse:

      Li celebrações pela vitória e várias ponderações quanto à equipe.
      O GF, que escalou o óbvio e substituiu bem, sequer foi mencionado. Aliás, treinador é que nem árbitro: quanto menos precisar ser comentado, melhor.

      • Rafael disse:

        Como no filme Moneyball, o treinador é uma figura quase decorativa. O gerente, responsável pela montagem dos elencos, é que faz a diferença

    • Rafael disse:

      Mesmo se o Inter for campeão da Série B, não haverá coisa alguma para ser exaltada. Será apenas uma página virada.

  10. Zeca disse:

    Na última questão a situação está muito estranha. Um argentino chamar o cara de Macaco, quando os castelhanos chamam macaco de mono. É também de Preto de m…, quando a cor é chamada de negro…..

    Isto tem que ser exaustivamente investigado. Se o Jogador do Ceará inventou, deverá ser punido severamente, para dar o exemplo. Claro, se ocorreu a injúria racial, o Inter deverá ser desclassificado da Série B (como já aconteceu com o Grêmio, apesar de o autor das i júrias não ser contratado…..)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s