Gol contra define derrota do Grêmio para o Palmeiras

O time reserva do Grêmio resistiu até os 33 minutos do segundo tempo quando uma jogada de Rafael Veiga, pelo lado direito, acabou garantindo a vitória de 1 a 0 do Palmeiras – também com time misto -, na tarde deste sábado, no Pacaembu.

Renato deixou os titulares treinando e descansando em Porto Alegre, poupados para o jogo da Libertadores contra o Godoy Cruz, e mandou a campo um time de reservas, reforçado por alguns das opções imediatas do time titular, como Fernandinho e Éverton.

Cuca mudou menos no Palmeiras. Poupou boa parte dos titulares, utilizou jogadores que são reservas com status de titular (Borja e Zé Roberto, por exemplo) e, no segundo tempo, diante das dificuldades, ainda mandou a campo Willian.

O Grêmio controlou bem o Palmeiras no primeiro tempo e só permitiu uma boa chance do adversário (chute de Michel Bastos, defesa de Leo, aos 40 minutos). Não teve oportunidades, é verdade, mas também não foi ameaçado.

No segundo, o Palmeiras aumentou o ritmo, quase marcou logo aos seis minutos (Borja cabeceou por cima, livre diante do goleiro do Grêmio), mas esteve a ponto de sofrer o gol aos nove. No ataque do Grêmio, Zé Roberto desviou contra seu próprio gol, mas Egídio salvou quase sobre o risco.

O jogo se encaminhava para o empate quando Rafael Veiga fez a jogada pela direita e cruzou rasteiro. Machado, que entrara pouco antes no lugar de Éverton, deu um carrinho na bola, ela desviou na perna e enganou o goleiro Leo. Um a zero.

Foi a terceira derrota do Grêmio no Brasileirão, duas com reservas (a primeira foi em Recife, diante do Sport) e outra com titulares (Corinthians, na Arena).

 

 

 

 

 

Anúncios

Sobre mariomarcos

Jornalista, natural de criciúma, fã incondicional de filmes, bons livros e esportes
Esse post foi publicado em Brasileirão, Grêmio e marcado , , , , . Guardar link permanente.

9 respostas para Gol contra define derrota do Grêmio para o Palmeiras

  1. Roberto disse:

    Tricolor perdeu, mas com reservas. Tudo bem. Tô de BOA. Qué qué qué

  2. Maurício disse:

    Aquele gol foi um achado.

  3. Arthur Vanderlei disse:

    Ruim, mas podia ser pior.
    Podia ter sido com os titulares.
    Podia ter sido em casa.
    Podia ter sido contra um adversário sem patrocinador.
    Podia ter sido por uma divisão inferior.
    O adversário poderia estar com 10 jogadores.
    Enfim, foi muito ruim.

  4. Gaudêncio disse:

    Que este jogo tenha ensinado ao Renato algumas questões básicas:
    – Bresan não é jogador;
    – Marcelo Oliveira não serve nem para reserva

    • Rodrigo R. disse:

      Ele conhece a ruindade do Bressan desde a passagem de 2013, e não duvide que Oliveira, bruxo do treineiro, tome o lugar de Cortes, e não duvide que Edilson (outro bruxo, como todos os titulares da copinha do brasil/2016) seja “esquecido” na titularidade, com Leo Moura, o maior destaque técnico do Grêmio no ano junto com Arthur e Luan, já em condições de voltar a esquentar banco. Renato não aprende nada, restam as lesões enfrentarem o bruxismo.

  5. Ricardo - DF disse:

    A preferência do Renato pelo Bressan é um mistério. Bruno Rodrigo é muito mais zagueiro. Com Bressan temos a certeza de que ele vai falhar em algum momento. O gol contra foi um momento pastelão de dois jogadores. Um deles tinha que ser o Bressan…
    O outro, Machado, meu conterrâneo de Santa Maria, dá pena. Bom jogador, bom domínio de bola e passe, mas sofre com nervosismo, amarela quando sob pressao. Entrou e em 3 min já fez aquela besteira, dando um chute contra o próprio gol para cortar o cruzamento.
    A ausência do Raul na lateral direita é outro mistério. Alguém espera alguma coisa desse Leonardo, ex-lateral do BOA? Por que Raul não recebe chances?

    • Rodrigo R. disse:

      Se a imprensa esportiva gaúcha não fosse uma instituição FALIDA DE TALENTO E CULHÕES essa pergunta seria feita na lata do treineiro. Mas para preservar os convites aos churrascos e bocas livres, para preservar o espaço na cobertura do clube, ou por serem cagalhões mesmo, os reporteres só dão uma de macho quando sente cheiro de demissão. Fora isso é só perguntas escadinhas, protocolares, bajuladoras, apoiadoras de decisões. Parece que a qualquer momento pedirão a caceta do entrevistado.

  6. Rodrigo R. disse:

    TIME GRANDE GANHA BRASILEIRÃO PONTOS CORRIDOS.
    TIME ARREGÃO E PEQUENO POUPA TIME NO DIFÍCIL PARA FICAR INTEIRO NAS COPINHAS OU CONTRA TIMECOS VARZEANOS COMO GODOYCRUZ.
    E VAI PARA AS ENTREVISTAS DIZER DEPOIS QUE “SE TIVÉSSEMOS JOGADO COM OS TITULARES SERÍAMOS CAMPEÕES”…
    Tá legal…Se eu tivesse lutado contra Floyd Mayweather eu acabaria com a invencibilidade dele…

  7. Carlos disse:

    Como ninguem tocou nos nomes de Linconl e Machado, eu faço. Lincoln é de um insolencia incomum, ele acha que é melhor que o Messi, eu acho. Não marca ninguem, se arrasta em campo e nos treinos, e não cria nada. Deve ser emprestado para qualquer time e virar um Bruno Soneca. O Machado é o volante mais badalado da base, e o que tem o melhor empresário, pois ele chega a ser RIDICULO. Jogou 3 jogos e foi o PIOR nos tres jogos. Esse não deve nem ser emprestado, pode dar para quem queira. É PODRE DE RUIM !!! Bressan é ruim e azarado. Tá na hora de mandar embora. Chega !!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s