Guto, no fim do retiro: ‘É um time inteligente, aplicado’

O Inter terminou na tarde de sexta-feira, véspera da partida contra o Boa Esporte, a primeira semana de imersão completa no trabalho na fase de Guto Ferreira. E foi isolamento mesmo. Guto não deu pistas sobre as eventuais mudanças no time, não falou em escalações e não permitiu que a imprensa assistisse a um único treino neste período de Vila Ventura. Concedeu apenas aqueles 15 minutos iniciais protocolares para fotos.

Nem a volta do zagueiro Cuesta, depois de um período de recuperação, foi confirmada. Guto manteve o mistério. Nada indicou sobre quem vai ocupar a lateral-direita, já que Fabinho terá de ocupar a vaga de Edenílson (que terá de ter um novo registro de contrato de empréstimo, já que o anterior terminou antes da abertura da janela).

Na manhã desta sexta, Guto faz um último trabalho, desta vez no Parque Gigante. Na próxima semana, segue em Porto Alegre. Antes do retorno de, o técnico fez um rápido balanço do trabalho na entrevista coletiva. Vejam o que ele disse:

Sobre os ajustes da equipe:

– Trabalhamos comportamentos de jogo, posicionamentos, marcação. A maneira de executar a transição e a maneira de a equipe entrosar no último terço do campo a parte ofensiva. O número de repetições em uma semana é bom, melhor do que nada, mas ainda é curto em relação ao que temos necessidade. É um time inteligente, aplicado, concentrado, que trabalhou muito de forma profissional e mostrou muitas valências importantes. Agora esperamos que eles consigam reproduzir nas partidas. Se isso acontecer, a tendência é realizar um grande jogo.

A evolução do time:

A medida que você vai colocando as suas ideias e treinando, a tendência é estar mais perto do ideal. Agora, o quanto mais perto é o detalhe. Não consigo dimensionar ainda. É uma questão de repetição, de tempo, de sentir a equipe jogo a jogo, o quanto ela melhora e o onde pode chegar. Difícil de dimensionar ações humanas nesta situação. Esperamos que aconteça como no último sábado. Mais do que nunca, o Inter precisa seguir vencendo. 

O apoio da torcida:

– O torcedor é fantástico e empurrando, jogando junto, o Inter fica muito forte. Neste momento é disso que o time precisa. Guerrear e brigar para passar esse espírito para o torcedor. E ele repercutindo em incentivo, em ovação e puxando uma situação de um elo entre torcida e a equipe para que possamos fazer um grande jogo e buscar a vitória para nos colocar bem na tabela.

Anúncios

Sobre mariomarcos

Jornalista, natural de criciúma, fã incondicional de filmes, bons livros e esportes
Esse post foi publicado em Inter e marcado , , , , . Guardar link permanente.

16 respostas para Guto, no fim do retiro: ‘É um time inteligente, aplicado’

  1. 66 disse:

    Azeitou a máquina!!

  2. Maurício disse:

    ‘Imersos’ já estamos desde o ano passado, no mínimo.
    O objetivo agora seria EMERGIR dessa m&rda.

  3. 66 disse:

    Se contra o Boa Esporte o time não conseguir jogar bem, vou “começar” a ficar preocupado.

  4. Marcião disse:

    Hora do Guto mostrar que é Gordiola mesmo. Também, se ele escalar o Cirino no ataque de novo dai sim perco a paciência com esse cara.

  5. analista disse:

    Danilo; Winck, Klauss e Cuesta; Carlinhos; Charles e Dourado; Dalessandro e Juan; Sasha e Brenner. Esse seria o time para amanhã.

  6. CAMPEÃO DE TUDO disse:

    O Cornetão
    Como não se guia pelos resultados de ocasião
    Informa que segue com a mesma convicção

  7. alessandro machado disse:

    é brabo, mas o jeito é torcer para o palmeiras pq torcer contra o BOA é complicado..

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s