Inter busca o torcedor da velha popular. Golaço do Conselho

Enquanto Guto Ferreira busca aprimorar a pontaria dos atacantes, nos treinos fechados no Vila Ventura, em Viamão, o Conselho Deliberativo marcou um gol de placar nos últimos dias.

Para trazer de volta às arquibancadas o torcedor mais humilde, aquele que foi afastado  pelo aumento no preço dos ingressos e elitização de vários setores dos estádios, os conselheiros aprovaram a criação do Sócio Popular.

Por esta modalidade, torcedores que tem renda mensal máxima de dois salários mínimos (o equivalente a R$ 1.874) poderão se associar pagando mensalidade de apenas R$ 10. Não é só. Quem participar da categoria, terá sua carteirinha e o direito de comprar ingressos também a R$ 10 para arquibancadas superior e inferior, nos setores livres.

É uma bela ideia. Frequentar os novos estádios ficou caro demais para aquele torcedor que buscava sempre os setores populares. Mesmo os lugares mais baratos são caros para quem precisa controlar o pouco dinheiro recebido no fim do mês.

Fez bem o Conselho do Inter.

Anúncios

Sobre mariomarcos

Jornalista, natural de criciúma, fã incondicional de filmes, bons livros e esportes
Esse post foi publicado em Inter e marcado , , , . Guardar link permanente.

9 respostas para Inter busca o torcedor da velha popular. Golaço do Conselho

  1. Marcião disse:

    Pela bolinha que o time vem jogando, foi uma boa ação da diretoria pra chamar a torcida para o estádio. O time precisa muito do torcedor.

    • Rodrigo R. disse:

      O duro, Marcião, é que esse troço é manjado no Grêmio, no Inter, em todos no Brasil. Depois, na boa fase, colocam os preços nas nuvens e os tapinhas nas costas do “povo” vira um pontapé na bunda para a TV em casa. e nem estádios vazios os fazem repensar.

  2. Ricardo - DF disse:

    Bela iniciativa.

  3. Roberto disse:

    Por 10 pila não tem desculpa para não ganhar o diploma de rebaixado aquele no final do ano, qué qué qué

    • Andreas Boos disse:

      kkk … ta se superando ne? … pena que a gente nunca vai ter o diploma de pós nessa área, pois precisariamos frequentar o segundo estágio no curso, coisa que, no sul, so os bbremistas tem. Tirando por essa logica eu respeito sua opnião de especialista (pós graduado).

      • Rodrigo R. disse:

        Nº de Brasileirões desde 1959 – Nº de participações = Nº de Segundonas (ou “Taças de Prata”) O Grêmio caiu duas vezes para “Taça de Prata”…legal esse eufemismo colorado.

  4. juliocolbeich disse:

    Muito boa, só um porém, vão colocar todos na área livre? é o único local do estádio que já enche. Se formos ver, o meio, parte mais cara continuará vazia, nos jogos de maior público, vai, como sempre faltar ingresso para a área livre, como já costuma acontecer.

    • 66 disse:

      A média de público durante o ano inteiro é menos de 20 mil pessoas.
      Jogo que enche o estádio, mesmo nas áreas livres, não passa de uma meia dúzia de partidas.
      Cadeira vazia é inútil na arquibancada.
      A volta do torcedor realmente popular deve ser saudada sempre no Beira-Rio. Tomara que esse torcedor mais humilde realmente volte a frequentar o estádio, de onde ele foi tirado a alguns anos.
      Enquanto o clube não consegue usufruir ou disponibilizar os lugares mais centrais no estádio, que estão sempre vazios, que permita que o seu torcedor mais pobre volte a ver seu time do coração ao vivo e a cores.
      A briga tem que ser com a BRIO, que detém os melhores lugares e que já deu todas as mostras que não tá nem aí se o torcedor vai ou não vai ao jogo.
      Chega de Beira-Rio com torcedor engomadinho. Quero ver de novo aqueles malucos de radinho na orelha, desdentados, felizes apenas por estar vendo o seu time do coração.
      Tem muito espaço no Beira-Rio
      O Inter podia aproveitar e dar uma olhada nos preços e forma de venda das camisas modelo 2016/2017.
      A Loja está vendendo duas camisas peplo preço de uma, mas tu é obrigado a comprar duas camisas do mesmo tamanho. É piada.

      • juliocolbeich disse:

        Exato, todas as ações são para a mesma parte do estádio, enquanto o centro vai continuar vazio. tem que pensar em outras soluções para a área central. dos 18mil de média, a maioria fica na área livre e isso tem um limite. O problema é encher as outras partes que são caras e não há a mínima ideia de como baixar os preços, até pq o Inter não tem o poder de fazer isso. Deram o filé para terceiros.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s