Da série ‘Perguntar não ofende’

Renato fez bem em escalar um time quase inteiramente reserva (dois titulares no início, três no segundo tempo) na partida da noite de quinta-feira contra o Guarani, em Assunção, pela Libertadores, poupando os titulares para o confronto com o Novo Hamburgo, pelas semifinais do Gauchão, ou foi um exagero, já que a viagem foi realizada em avião especial, com volta já na madrugada desta sexta?

Anúncios

Sobre mariomarcos

Jornalista, natural de criciúma, fã incondicional de filmes, bons livros e esportes
Esse post foi publicado em Grêmio e marcado , , , . Guardar link permanente.

14 respostas para Da série ‘Perguntar não ofende’

  1. Miguel disse:

    O Grêmio não está classificado ainda. O Iquique ganhou ontem, fora, vai ganhar a próxima em casa contra o mesmo time. Se Grêmio e Guaraní empatarem embola tudo. Estou pra dizer que os titulares também não venceriam ontem. Vi um time reserva quase igual ao titular, porém, com mais empenho. No mais, perdeu muitas chances, assim como os titulares também perdem, sempre. Mais fraco,talvez, a parte defensiva, Guaraní criou várias chances, coisa que não acontece contra os titulares. Mas… O gol surgiu numa falha defensiva, falhas que sempre acontecem e se transformam em gol, em cada jogo dos titulares.
    Agora, é obrigação dos titulares patrolar o Novo Hamburgo.

  2. Arthur Vanderlei disse:

    É isso, do jeito que a coisa andava, é possível que os titulares não ganhassem ontem.
    Os reservas mantiveram o primeiro lugar, os titulares ganharam um descanso e uma sacudida.
    Portanto, Renato fez bem.

  3. alessandro machado disse:

    eu achei ridículo fazer isso numa competição como a libertadores, falta de respeito

  4. alessandro machado disse:

    Não deveria fazer isso numa competição como a libertadores, faltou humildade

    • Miguel disse:

      Bah, cara, cada um vê de uma maneira. Eu vejo que o Grêmio quer porque quer o gauchão e se perder não tem aquela de que “eu não queria mesmo”. Muitas vezes o Grêmio sofreu críticas por jogar gauchão com reservas, pois era o único título possível. Se for feito uma enquete 90% dos gremistas querem o gauchão, não queremos ver o hepta do Inter. Claro que fiquei surpreso com a escalação dos reservas e temi por uma goleada, mas os reservas foram à altura dos titulares.

  5. Ricardo - DF disse:

    Eu achei exagero colocar 9 reservas. O meio campo, principalmente, sofreu muito com as limitações de Jailson e Michel. A escalação do Bressan foi de uma teimosia burra, inexplicável. Barrios foi uma decepção.

    Eu já acho que com alguns titulares, especialmente Bolanos, Luan, Ramiro e Kannemann, o Grêmio ganhava com relativa facilidade.

    Foi arriscado, pois dos times que o Grêmio enfrentou, o Iquique me pareceu o mais qualificado. Se o Grêmio bobear em casa a coisa pode complicar. Além disso, num grupo relativamente fraco, é importante garantir o primeiro lugar, pois o próximo adversário vai ser sorteado. Se for segundo do grupo, vai enfrentar um time sorteado entre os primeiros, que pode ser uma pedreira.

  6. Maurício disse:

    De acordo com a cultura da desimprensa local, como deu certo foi genial.

  7. Ricardo - DF disse:

    Futebol é mesmo curioso. Lincoln, tão celebrado, a grande jóia da base, custa a emplacar. Jogou com mais energia ontem, mas nervoso, precipitado, perdendo bolas fáceis. Arthur, que sempre esteve por ali sem nenhum destaque especial, tem aproveitado as chances e mostrado um bom futebol, credenciando ele para ser titular. Com Maicon e Arthur, o meio ganha mais qualidade e Ramiro pode voltar à direita, onde rende mais.

    • Kikomarques disse:

      Ricardo-DF, acompanho futebol desde 1974 e há muito reparei uma coisa: jogador que vem da base do Grêmio cheio de fama, tendo servido a seleções brasileira de base, chega no profissional não vinga. A lista é Grande. Começa com Jorge Leandro, lançado por Telê Santana em 1977, passando por nomes como Renato Lima (Também conhecido como Tiajoana), Assis e Bruno (O Soneca). Para teres uma ideia, na seleção brasileira juvenil (atual sub-20) campeã mundial em 1985, tinha no time titular três gremistas: a dupla de zaga Luiz Carlos e Henrique, mais o volante João Antônio. E na reserva ainda tinha o goleiro Eduardo (Chico), e o meia Cléber. E também fez parte deste grupo, mas não foi ao mundial, o Edson Lima, que é irmão do Renato Lima que mencionei anteriormente. Nenhum deste grupo de selecionáveis vingou. E a lista é muito maior. Lembro-me de vários nomes. Enquanto isso, Renato e Valdo vieram quietinhos e se tornaram os maiores jogadores já surgidos na base do Grêmio. E outros tantos vieram sem alarde e se tornaram titulares. Alguém aí vai lembrar do Ronaldinho. Verdade. Ele é a exceção que justifica a regra. Este jogou na seleção desde o sub-13 e vingou no profissional. Foi a exceção. Mas para o Grêmio ainda foi menos importante que Valdo. E com Renato nem se compara.

      • Miguel disse:

        Até mesmo Ronaldinho demorou um pouco até mostrar oque se falava dele. Tinga se firmou mais rápido e também não era falado.

  8. 66 disse:

    Priorizar o Gauchão em detrimento da Libertadores, só pode ser:
    1 – Admitiram a ruindade do time e sabem que não vão ganhar a Libertadores.
    2 – Desespero com o hepta do Inter
    3 – Soberba por achar que já está classificado na Libertadores
    Aposto na opção 2

    • Miguel disse:

      É claro que é preocupação, ou desespero, como você diz, com o hepta do Inter. Aliás tanto Renato quanto a direção deixam claro que pouparam para o jogo com o Novo Hamburgo. Tudo oque o Grêmio quer é evitar o hepta do Inter.

  9. Kikomarques disse:

    Fico com a opção 1, pois é o que eu penso. Por isso “a prioridade até pode ser a Libertadores, desde que ganha o gauchão”. Há seis anos digo: para perder para o Inter, só mesmo o Grêmio com o monte de bobagens que fez dos últimos seis anos. E o Inter, se enganando com estes títulos gaúchos em cima de um Grêmio totalmente equivocado, demorou, mas caiu na real. E quando a realidade veio, veio com tudo mesmo.

    • Miguel disse:

      Pois é, nesse caso, então, são as opções 1 e 2, pois a preocupação/desespero com o possível hepta do Inter também existe.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s