Da série ‘Perguntar não ofende’

Uma classificação como a conquistada pelo Inter, diante do Corinthians, na noite de quarta-feira, no Itaquerão, mesmo pressionado pela necessidade de buscar o resultado e de compensar a ausência de titulares importantes, pode garantir uma motivação a mais para o jogo decisivo do próximo domingo, contra o Caxias, ou a própria importância da partida já garante um desempenho emocional adequado?

Anúncios

Sobre mariomarcos

Jornalista, natural de criciúma, fã incondicional de filmes, bons livros e esportes
Esse post foi publicado em Inter e marcado , , , . Guardar link permanente.

18 respostas para Da série ‘Perguntar não ofende’

  1. Miguel disse:

    Jogo jogado.

    • Fifaldino disse:

      Mimimi….

    • Guasca disse:

      Começou a campanha de vacinação de Febre Amarela?

      • Miguel disse:

        Ah, agora entendi qual o motivo quando os colorados postam essa mesma frase. Obrigado por esclarecer. Kkkk…

      • Guasca disse:

        Não posso falar pelos outros.
        Como dizia o grande aspirador de pó Nelson Rodrigues, “toda a unanimidade é…”

        Aliás, ao perceber a palavra que falta para para completar a frase acima, lembrei-me de uma música da banda liderada pelo Marcelo Nova.

        Dá uma Googlada aí e digite: LADRÃO DE BANCO(LP Batalhões de Estranhos).

        Não se ofenda, apenas uma brincadeira.
        Excelente feriadão.

  2. Fifaldino disse:

    Vencer o Curintias no seu próprio campo alugado é um campeonato à parte. No jogo de domingo que vem as circunstâncias são outras. Certamente o time ganhou moral, mas futebol é muito imprevisível nestes dias atuais.

  3. INTERminável COLORADO disse:

    Com PAULÃO no banco não há placar em branco…

  4. Ricardo - DF disse:

    Na verdade, o sistema de marcação adiantada do Inter tem um impacto maior contra times do interior. Contra times como o Curinga, que tem bons jogadores, nem sempre funciona. Escaparam ontem de tomar uns 2 ou 3 gols por milagre. Mas contra times do interior, que perdem mais facilmente a bola, é uma grande vantagem, pega a defesa aberta.

  5. Maurício disse:

    Dá mais moral sim e, do jeito que estão com sangue no olho, duvido que se crie salto alto pra domingo. Ontem, mesmo com outra formação o time teve mais uma vez elementos que denotam maturidade do grupo e competência do treinador. Em que pese uma ou outra escolha equivocada, há que se admitir que o homem conseguiu fazê-los render bem numa empreitada dificílima.

    A propósito, fiquei com a impressão de que a torcida gambá jogou contra o próprio time arrefecendo o jogo logo após o gol deles e permitindo que o time colorado colocasse a cabeça no lugar.

  6. Maurício disse:

    Assisti o jogo pela Fox, e o Prietto e o Pascoal simplesmente não conseguiam disfarçar a parcialidade. Na cobrança de pênaltis, por exemplo, a diferença na narração era ridícula. Mas a pérola foi aos 42′ do 2º tempo, quando o Pascoal lançou algo como ‘é um teste pra cardíaco, cada vez que o Corinthians vai ao ataque… [segundos de constrangimento] ou que o Inter ataca’. Foi um aji-no-moto no sabor daquele gambá azedo.

  7. CAMPEÃO DE TUDO disse:

    Como eu não costumo errar 100% domingo vai dar Caxias. Só que ninguém vai dar bola porque o povo se ilude fácil e já está até celebrando o “treinador”!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s