A foto e o drama da fotógrafa

O curta-metragem Um Centésimo de Segundo, de 2006, de Susan Jacobson, mostra um drama comum em fotógrafos envolvidos na cobertura de zonas de guerra ou em regiões de conflitos permanentes. No caso, é a história de Kate, que faz uma foto premiada, mas se recusa a receber o prêmio porque não gostaria de ter estado no local. É um drama recorrente: o fotógrafo ou repórter deve interferir ou ser apenas a testemunha?

Vejam as imagens:

Anúncios

Sobre mariomarcos

Jornalista, natural de criciúma, fã incondicional de filmes, bons livros e esportes
Esse post foi publicado em imprensa e marcado , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para A foto e o drama da fotógrafa

  1. Kiko Marques disse:

    É uma atividade que exige muito sangue fio. As vezes até um dose de “desumanizacao”. Na verdade, o grande prêmio de um fotógrafo deve ser quando uma dura realidade começa a mudar a partir das suas fotos que trouxeram ao mundo o conhecimento de algum fato como o deste filme.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s