Victor Cuesta: ‘Não podemos nos desesperar’

Ele chegou, assumiu o lugar de titular tão logo seu nome apareceu no Boletim Informativo Diário da CBF e virou um dos pontos de segurança da defesa do Inter. Argentino, 1m87cm, pé esquerdo preferencial, Victor Cuesta (direita, na foto, ao lado de Carlinhos) já se considera adaptado e começa a surgir como um dos líderes do grupo. Foi este Cuesta que apareceu para a entrevista coletiva da segunda-feira, véspera do embarque do Inter para a decisão diante do Corinthians, no Itaquerão. No primeiro jogo, houve empate em 1 a 1.

Vejam o que ele disse:

A estratégia do Inter:

O Inter sai em busca da vitória em qualquer partida e em qualquer estádio. Fizemos um grande jogo contra o Corinthians em casa, podemos fazer lá também. Estamos tranquilos, precisamos finalizar bem as jogadas para sair com o resultado. O importante é jogar com calma, não podemos nos desesperar porque precisamos fazer um gol. A gente vem em um bom caminho, temos que ficar concentrados os 90 minutos.

A adaptação ao clube:

As partidas vão passando e eu consigo mais ritmo pra jogar. Me sinto muito bem, com muita vontade de crescer no futebol brasileiro. É diferente do que na Argentina, aqui jogamos mais seguido sem muita pausa.

Anúncios

Sobre mariomarcos

Jornalista, natural de criciúma, fã incondicional de filmes, bons livros e esportes
Esse post foi publicado em Gauchão, Inter e marcado , , , . Guardar link permanente.

9 respostas para Victor Cuesta: ‘Não podemos nos desesperar’

  1. Maurício disse:

    Tem demonstrado ser um zagueiro de qualidade. Assim como o Edenílson, chegou, jogou e aprovou, sem frescura de ‘temporada de adaptação’.
    São dois verdadeiros achados desta gestão.

  2. INTERminável COLORADO disse:

    Sem RDA, com lesão no tornozelo, e possivelmente sem o EDENILSON, ir a SP é para fazer turismo e se cansar…

    • Maurício disse:

      Mas INTER, essas defecções só nos tiram peso e tornam o mandante cada vez mais favorito, o que, dependendo das circunstâncias, pode acabar nos favorecendo. E considerando o histórico recente da disputa, não me parece tão mau negócio assim essa ausência do Dale.
      Essa decisão dependerá como nunca da competência do Zago.

      • Maurício disse:

        E antes que me esqueça… que se fºda a Copa do Brasil.

      • Fifaldino disse:

        Calma gurizada!!! A essa hora o Zago já está bolando uma forma do ROBERSON substituir o D’ale e o Edenilson ao mesmo tempo.

      • INTERminável COLORADO disse:

        Maurício, a questão é que o MEIO-DE-CAMPO se desmantelou. RDA lesionado, assim como EDENILSON (arrumou o galinheiro) e UENDEL voltando para a lateral (CARLINHOS cumpre suspensão). Teremos DOURADO, GUTIERREZ e mais 2, que podem ser ANSELMO, CHARLES, SEIJAS, VALDÍVIA, ROBERSON ou até mesmo GUSTAVO FERRAREIS (Mel delz do céu!).

        ANSELMO sabemos o que pode agregar,
        CHARLES está na geladeira e é muito novo para uma fogueira dessa.
        SEIJAS não joga nada há muito.
        VALDÍVIA é o peladeiro que pode em 1 minuto resolver, mas só.Falta-lhe intensidade. ROBERSON nós já sabemos,
        FERRAREIS seria a cereja do bolo.

        É de chorar! Mas como você disse: Que se foda a Copa do Brasil…

      • INTERminável COLORADO disse:

        Tem o WILLIAN que pode virar meia…Qué qué qué!

  3. Miguel disse:

    Que tal um meio com Paulão, Anselmo, William e Geferson e no ataque Ferrareis e Roberson?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s