Inter joga bem, mas fica no empate com o Corinthians

A melhor avaliação para o que foi a partida entre Inter e Corinthians, na noite desta quarta-feira, foi dada pelas 37.259 pessoas que estavam no Beira-Rio (renda de R$ 1.019.637). Assim que o árbitro apitou o fim do jogo, a torcida aplaudiu, apesar de frustrada pelo empate em 1 a 1, que deixa o Inter na obrigação de buscar a vitória (ou empate por mais gols) na próxima semana, no Itaquerão, para seguir na Copa do Brasil.

E por que a torcida aplaudiu? Porque além de ter visto uma boa atuação do Inter, de ver que aos poucos a equipe ganha organização, assistiu a uma grande partida. As duas equipes buscaram a vitória, cada uma dentro de sua proposta tática. O Inter teve o maior número de chances, especialmente no primeiro tempo, mas contraditoriamente o goleiro Marcelo Lomba foi um dos maiores destaques em campo porque foi decisivo ao evitar gols do Corinthians em pelo menos quatro momentos do jogo.

A primeira delas aos três minutos, quando Lomba fez duas defesas na sequência, em conclusões de Romero. O Inter respondeu aos oito, quando Cuesta ficou livre na pequena área, chutou e, desta vez, foi o goleiro Cássio que evitou o gol.

A partir daí, o Inter passou a dominar, com boa movimentação no meio e o apoio constante de William pela direita. Aos 19, Edenílson cruzou da direita, a bola desviou no zagueiro, encobriu o goleiro Cássio e bateu na trave. Na volta, Nico López errou ao tentar o chute de primeira.

Aos 25, Nico López chutou por cima, de direita, e aos 26, Brenner, livre, ficou em dúvida entre cabecear e chutar, perdeu tempo e a chance. Aos 32, a segunda defesa excepcional de Lomba: Maicon chutou e o goleiro desviou a escanteio. Brenner tentou de cabeça aos 36, Carlinhos chutou aos 36 e, novamente Brenner, aos 38, em nova pressão do Inter.

Na volta do intervalo, o Corinthians surpreendeu logo aos sete minutos, aproveitando um descuido do sistema defensivo do Inter: Arana avançou pela esquerda, cruzou rasteiro, entre o goleiro e os zagueiros, e Romero completou do outro lado. Um a zero.

O Inter reagiu rápido. Quando minutos depois, D’Alessandro bateu escanteio da direita, curto, para Nico López. O uruguaio girou e cruzou. Dourado, um dos melhores em campo, foi mais rápido que o zagueiro (foto) e desviou de cabeça, no canto direito. Um a um.

Antônio Carlos trocou Brenner, pouco produtivo desta vez, por Carlos, em busca de mais velocidade, e aos 27, Nico López por Valdívia. E no primeiro lance, Valdívia foi autor de um lance espetacular: ele dominou pela esquerda, puxou do fundo para a área e quando foi perseguido por Fágner, deu um novo corte, desta vez para o fundo. O chute rasteiro passou bem perto da trave esquerda, depois de ter vencido Cássio. Seria um golaço.

A partir daí, claramente, o Inter reduziu o ritmo, desgastado pela correria da partida, e o Corinthians aproveitou para dois contra-ataques que só não garantiram a vitória do time paulista porque Marcelo Lomba foi preciso. No primeiro, Giovanni entrou livre, mas o chute parou em Lomba. E aos 44, Rodriguinho aproveitou um rebote, na área, e outra vez o goleiro do Inter defendeu.

Antônio Carlos trocou ainda Edenílson por Felipe Gutiérrez, que estreou diante da torcida. Teve pouco tempo para mudar alguma coisa na partida.

Agora, o Inter deixa a Copa do Brasil para a próxima quarta-feira e se prepara para o jogo de sábado, contra o Caxias, pelas semifinais do Gauchão.

Anúncios

Sobre mariomarcos

Jornalista, natural de criciúma, fã incondicional de filmes, bons livros e esportes
Esse post foi publicado em Copa do Brasil, Inter e marcado , , , . Guardar link permanente.

15 respostas para Inter joga bem, mas fica no empate com o Corinthians

  1. Gaudêncio disse:

    Mario…
    O futebol é fantástico.
    O seu texto e a realidade negam tudo que você colocou no título.
    Aprendi, jogando futebol na várzea, quando o “meu” goleiro é o melhor jogador em campo e o “meu” time só empatou graças ao gol de um volante em falha do goleiro adversário, que o resultado foi injusto para o “meu” adversário.
    Avalia isto com menos paixão…

    • 66 disse:

      Gaudêncio, o futebol pode ser fantástico também por isso.
      O fato do Lomba ter feito defesas importantes e sido escolhido o melhor em campo ( eu escolhi o Rodrigo Dourado como o melhor do jogo ), não quer dizer obrigatoriamente que o adversário foi melhor. O Inter desperdiçou inúmeras chances de gol, só que seus jogadores sequer conseguiram fazer com que o Cássio fosse exigido. A escolha do melhor jogador é algo absolutamente subjetivo. Pra mim o Lomba fez efetivamente duas grandes defesas no jogo enquanto o Inter perdeu gols praticamente embaixo da goleira.
      Mas essa é apenas a minha opinião.

    • mariomarcos disse:

      Eu espero que os debates aqui sejam sempre em cima de fatos, sem tentar rotular os outros. Se discordas de um argumento, contesta-o com teus próprios fatos, sem necessidade de insinuar determinadas coisas que os meus quase 50 anos de jornalismo já não têm paciência para suportar. Um antigo amigo, já falecido, dizia sempre o seguinte sobre goleiros: ‘O goleiro ideal é aquele que defende todas as bolas possíveis e algumas impossíveis’. Acho que isso se aplica ao que fez o Lomba. Aliás, eu faço planilhas e sei contar as chances de gol.

  2. Gaudêncio disse:

    Outro pequeno detalhe:
    Antes de incensarem o Brenner, como já fizeram com o Dami-não, um lembrete: não vinga contra times mais estruturados e com treinador (menos o Grêmio, do Renato).

  3. 66 disse:

    Que baita jogo.
    Que ninguém mais ouse escalar ou querer que o Dorado jogue de segundo volante. O lugar dele é ali onde ele jogou hoje. Ele foi um monstro. O gol foi um prêmio pela sua brilhante atuação.
    Quem fez força pra entregar o jogo foi o Cuesta. Perdeu umas três bolas pelo meio que quase custaram a derrota.
    Não gostei da substituição do Nico Lopez. Quando ele finalmente ia poder jogar de centroavante já que o Brenner havia saído, o Zago tirou ele do time. Acho uma perda de tempo ele ficar jogando pelo lado direito do campo. Ali já tem o RDA, que tenta fazer a mesma coisa. Puxar pra esquerda e chutar ou cruzar. Só que o Nico tem que concluir as jogadas e não cruzar a bola pra dentro da área. Se for pra jogar apenas como atacante pelo lado, deveria ir pra esquerda.
    O Edenilson não foi bem mas não precisava ter saído.
    Não lembro de termos tantas chances de gol enfrentando o Corinthians. Os times são absolutamente equivalentes e o jogo da volta está em aberto.
    Já está mais que na hora de eliminarmos o Corinthians num mata-mata.

    • Gaudêncio disse:

      Olhei o jogo na condição de “franco secador”.
      A exemplo do começo do segundo tempo do Grenal, ficou claro que o Inter fez um jogo de exceção. Sem nenhuma maldade: mas foi aquele jogo no qual um time da série B tenta mostrar que é um erro histórico ele estar na B. Não sei quem do teu time disse que os jogadores se desdobrariam, visto que Corinthians e Grêmio seriam os únicos times de ponta que o Inter enfrentaria no 1º semestre – ainda que eventuais times de relevância técnica o Inter só enfrentará se PASSAR pelo Corinthians… E isso tem ficado claro: nos jogos contra o Grêmio (por absoluta incompatibilidade mental entre a realidade e a fantasia do “nosso” imbecil da casamata) e contra o Corinthians foi um Inter tentando mostrar uma grandeza que, contra os pequenos do miserento futebol gaúcho, não consegue expor.
      Digo mais: para mim, se chegar na final do Ruralito, o Inter é favorito.
      Podem reclamar, mas o Zago é MUITO mais treinador do que o pai da Carol…

      • 66 disse:

        O Zago ainda tem muito chão pra percorrer. Não ganhou nada na carreira.

        A rivalidade entre Inter x Corinthians, principalmente de 2005 pra cá, não se restringe mais apenas ao jogo em si. E a dimensão dessa rivalidade não é mais uma coisa local. A bronca entre os dois times já foi percebida pela imprensa do centro do país também, portanto, esse confronto mexe com todos os colorados de uma maneira diferente. Tirando o grenal, nenhum jogo é mais importante do que Inter x Corinthians para os colorados. Existe aquele clima de guerra ( no bom sentido ), aquela adrenalina, aquela ansiedade, que faz desse enfrentamento uma coisa especial.
        Então, obviamente que os jogadores entram mais pilhados, mais concentrados e acabam se desdobrando em campo.
        Não tem nada a ver com querer demonstrar ser um erro histórico o Inter estar na série B porque todo mundo sabe que É um erro histórico. Se Inter e Corinthians estivessem na série C ou D, o jogo teria a mesma carga de emoção.
        O que aconteceu ontem foi o que normalmente acontece nos clássicos, seja onde ele for. Os times correm mais, se esforçam mais, se concentram mais,
        No ano passado, o Inter com aquele time ruim, também venceu Cruzeiro, Santos e fez uma baita partida contra o Flamengo.

      • INTERminável COLORADO disse:

        Eo Gaudêncio vem nos falar em “avaliar com menos paixão”…Qué qué qué! Que imparcialidade de secador!

  4. Marciano disse:

    E o DVD, hein?
    Hihihihihihihi

  5. analista disse:

    Bom jogo. No Inter destoou o Brenner. O técnico errou nas substituições. Nico não poderia sair do jogo.

  6. Arthur Vanderlei disse:

    Jogaram como nunca. Se ferraram como sempre.

  7. CAMPEÃO DE TUDO disse:

    A culpa é do “Urubuzão de Tudo” que sempre avisa antes!

  8. Robert disse:

    Zago substituiu bem, sábado tem jogo importante.
    Talvez pudesse manter Nico e tirar D´Alle…
    INTER

    • Marcão disse:

      É o que acho que ele deveria ter feito. D’Ale não estava muito bem no jogo, e já visivelmente cansado no segundo tempo. Nico vinha bem, deveria ter ficado em campo para a saída do argentino.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s