O novo Brasil

Viram o que aconteceu nos últimos dias?

Fim do programa Ciência sem Fronteiras, fechamento anunciado de quase 400 farmácias populares, terceirização ampla, geral e irrestrita aprovada, reforma da Previdência (aquela que vai transformar aposentadoria em fantasia), ameaças cada vez maiores à CLT, almoços e jantares elegantes dos ocupantes de Brasília e alguns dos empresários mais poderosos do país nos palácios de Brasília ou nos salões de São Paulo.

Você já soube de algum jantar de trabalhadores com o homem do Jaburu,  omo diria meu amigo Moisés Mendes, ou os chefões do Congresso, para debater o futuro da turma que dá duro todos os dias?

Prepare-se que vem mais por aí.

O que vai restar quando 2018 chegar?

 

Anúncios

Sobre mariomarcos

Jornalista, natural de criciúma, fã incondicional de filmes, bons livros e esportes
Esse post foi publicado em Gonza e marcado , , , . Guardar link permanente.

20 respostas para O novo Brasil

  1. Maurício disse:

    Calma, ‘primeiro a gente tira a Dilma’.

  2. Rafael disse:

    Quem quebrou o país por institucionalizada corrupção e absoluta incompetência não tem autoridade moral para criticar as reformas que há muito são urgentes mas que nunca foram pautadas esses mesmos que mais se preocupavam com o projeto criminoso de poder do que com a sustentabilidade fiscal e econômica.

    • CAMPEÃO DE TUDO disse:

      E você acha que os mesmos que quebraram o país com a corrupção institucionalizada agora estão pensando em reformas para ajudar o país e não para seguir garantindo seus interesses podres?

      • Rafael disse:

        Essa contaminação de interesses é quase inevitável com esse Congresso e sistema político. Mas, vale sempre lembrar, todos eles, incluindo o atual presidente, foram eleitos pelo povo, e estão cumprindo a função delegada constitucionalmente pela sociedade. Sendo assim, as reformas devem ser feitas, mesmo que pelas pessoas erradas. O país não pode mais continuar abraçado ao atraso.

      • Fifaldino disse:

        Mas peraí, ô!!! Não basta ser eleito pelo povo. O Temer, por exemplo, não foi “eleito pelo povo” por ter prometido que faria essa reforma da previdência e muito menos demolir a CLT. Ele está fazendo tudo COMPLETAMENTE ao contrário do que aqueles que “votaram na chapa da qual ele era parte”. É ou não é?

      • Rafael disse:

        Aquela política estava nos levando ao abismo. Continuar no erro significaria manter o descalabro fiscal, a maquiagem das contas e a quebra da economia, o que redundou no impeachment. Temer é o síndico da massa falida. Assumiu com a missão de colocar a casa em ordem na economia e encaminhar as reformas no Congresso, sabendo desde logo que não seria candidato à reeleição. Gostem ou não dele, está cumprindo seu dever.

      • Fifaldino disse:

        Num país politizado, o dever do Temer seria cumprir o programa político proposto pela chapa pela qual foi eleito, não uma política TOTALMENTE OPOSTA àquela pela a qual foi eleito. Se houve descalabro ou algo mais que o está forçando a tomar atitudes diametralmente opostas ao que foi proposto (pela chapa dele), o mínimo que ele tem que fazer é discutir as mudanças de rumo, não forçar a barra e demolir conquistas sociais importantes a toque de caixa (numa pressa no mínimo suspeita).

      • Campeão FIFA disse:

        Sim está cumprindo o seu dever de pagar a fatura aos patrocinadores do golpe. Mas a voracidade predatória é espantosa

      • CAMPEÃO DE TUDO disse:

        O dever que Temer está cumprindo é nomear pilantras para proteger ele e a sua gangue das maracutaias que realizaram durante todo este tempo e ajudaram a afundar o país. Tem uns aqui que deveriam se ater a comentar sobre futebol onde acreditar em mentirosos é mais aceito.

    • Hermes disse:

      Reformas urgentes????
      Que nos conduzem para parâmetros trabalhistas e sociais do século XX pré Vargas???
      Tem muito alienado neste mundo!!!

      • Rafael disse:

        É retrocesso somente para aqueles que ainda acreditam que a hiperregulamentação protege realmente o trabalhador e a sociedade.
        Tem muito alienado neste mundo!!! (2)

  3. INTERminável COLORADO disse:

    Ao pobre o que é do pobre: a pobreza!

  4. Carlos disse:

    Acho engraçado o espanto com o que ocorre em brasilia, queriam o que? qualidade com gente desqualificada?? é isso que da ficar votando em qualquer lixo para dizer que no pais existe democracia, que voce pode escolher um representante digno, para representar esse povinho bunda… qualquer pais da america latina, teoricamente inferior ao Brasil , o seu povo vai no congresso e quebra tudo , pressiona o governo, arranca os seus direitos a ferro e fogo, no Brasil o povo é cheio de melindres, cuidados , aí, vai ofonder o Dr, a rede Bobo, o ratinho , o faustão os bbbs….Tem que ter espaço para os pseudo intectuais e cientistas politicos debaterem a fio e suas ideias e ideaís nos jornais e Tvs comprados… O brasil tem solução se de 200 milhoes da população 150 milhões sumirem da face da terra…ou seja NUNCA.

  5. Kikomarques disse:

    O Brasil é uma monarquia disfarçada de república.Os partidos políticos (todos juntos) formam a família real. O poder vai passando de pai para filho. Não filhos sanguíneos, mas afilhados políticos. Se bem que em alguns lugares (Maranhão, por exemplo) os laços são sanguíneos mesmo. O povão formam a classe plebeia que não apita nada. Um político trabalhar para eleger o seu sucessor é algo absolutamente normal, se dentro dos parâmetros da lei; Quando métodos ilegais são usados com este fim, isso é ganância pelo poder. É uma tentativa de manter o poder em família. E nós os pobre não fazemos parte desta família. Concordo com o Carlos, em muitos países, por muito menos do que acontece no Brasil, o povo já teria “resolvido” esta situação.

  6. Ricardo - DF disse:

    É inacreditável a fúria com que estão atacando direitos duramente conquistados em décadas de luta, consolidados na própria Constituição do país. A gente se sente em um daqueles filmes de ficção, onde o inimigo dominou tudo: polícia, justiça, política e, principalmente, os meios de comunicação. Não adianta berrar indignado que a Previdência não é deficitária, basta o governo pagar o um terço da conta – que ele deve – e cobrar os bilhões sonegados pelas empresas que ela se torna superavitária. A resposta é um muxoxo do Gilmar Mendes, e o massacre segue como se nada estivesse acontecendo.

    Foram anos de crescimento econômico com Lula. Com toda a propalada “corrupção institucionalizada”, o país cresceu como nunca. Nunca esteve tão bem. Caiu um pouco com a Dilma, que não tem perfil para cargos políticos, mas ainda assim, estava longe do caos e da miséria onde o Brasil foi lançado pelos golpistas. O golpe destruiu a economia brasileira. Voltamos a Casa Grande e Senzala. O presidente governa para os patrões, nacionais e estrangeiros. Entrega o pré-sal, quer vender terras brasileiras para estrangeiros. Temer et all são os novos capatazes, ávidos de mostrar serviço para o patrão.

    Pobre Brasil, um passo à frente, cinco para trás.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s