Renato ganha reforços para jogo contra o Juventude

Em poucos dias, o técnico Renato ganhou reforços de peso. Grohe, Edílson, Geromel, Maicon e, no último momento, Miler Bolaños, estão à disposição até mesmo para a partida do início da noite deste sábado, contra o Juventude, na Arena.

Nem todos estarão em campo.

De certo, Marcelo Grohe, recuperado do edema na musculatura da coxa, que recupera o lugar ocupado nas últimas partidas por Leo. Geromel e Maicon devem ser poupados, e Bolaños deve começar no banco de reservas – a menos que Renato conclua que ele não sofreu qualquer desgaste com a viagem do Paraguai a Porto Alegre.

O Grêmio busca a vitória, depois de quatro empates consecutivos no Gauchão. No momento, o time ocupa o terceiro lugar, com 15 pontos, a um do Caxias. Uma vitória, portanto, pode assegurar o segundo lugar.

O Juventude vem em sétimo, com 11 pontos, e também luta pela vitória porque segue ameaçado de perder a posição para os times que estão logo atrás.

O jogo começa às 19h.

Anúncios

Sobre mariomarcos

Jornalista, natural de criciúma, fã incondicional de filmes, bons livros e esportes
Esse post foi publicado em Gauchão, Grêmio. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Renato ganha reforços para jogo contra o Juventude

  1. Kikomarques disse:

    A volta destes jogadores não muda nada ou quase nada no time do Grêmio. O Léo não comprometeu. Até o Grhoe levaria aquele gol contra o Veranópolis. O problema do Grêmio não foi a ausência do Geromel, pois o Rafael T. foi muito bem. Léo Moura não deixou sentir saudades do Edilson. Acredito que Maicon e Michel deve ser uma dupla um pouco superior a Maicon e Jailson, Mas também não é isso que vai fazer grande diferença no time. A volta do Bolanos sim acrescenta uma significativa melhora. Mas não decisiva. Pois o principal problema do Grêmio não está nas ausências e sim na “presença.” Na presença de Pedro Rocha como o homem a ter de fazer os gols do time. Enquanto o PR não melhorar, e muito, sua eficiência, ou enquanto ele não for substituído por outro, pode colocar quem for à sua volta que nada muda. Ah! E se o Luan resolver jogar um pouco do que sabe, também ajuda. Domingo passado, no sala de domingo (Rádio Gaúcha) exaltaram que o Luan fez 12 gols em 2016. Sim, é verdade. Só que foram 10 gols antes das Olimpíadas e apenas dois depois dos Jogos Olímpicos. Contra o Galo, naquele jogo do gol de empate do Robinho aos 43 min. do segundo tempo, e contra o Cruzeiro nas semifinais da Copa do Brasil. Isso coloca em números o que é visível a olhos nus. Depois das Olmpíadas sumiu o futebol do Luan.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s