Leo Moura marca no fim e garante empate do Grêmio

Em um jogo de muita marcação e raros lances de gol, Grêmio e Novo Hamburgo ficaram no empate em 1 a 1, na noite desta quarta-feira, no Estádio do Vale.

Com o empate, o Novo Hamburgo chega aos 19 pontos e segue líder isolado. O Grêmio continua entdre os quatro primeiros.

Os dois times tiveram sérias dificuldades para superar a marcação, especialmente o Grêmio. O que fez o técnico Beto Campos?

Quando o Grêmio tinha a bola, sua última linha de marcação recuava, mas não tanto. Como a defesa do Grêmio avançava, o futebol ficava muitas vezes sendo jogado em um espaço curto. Cada jogador com a bola esbarrava em uma barreira.

Foi tão intensa a marcação que houve apenas um bom lance de ataque em todo o primeiro tempo, o lançamento que encontrou Pedro Rocha livre. Ele avançou e só não marcou porque o goleiro Matheus fez uma excepcional intervenção.

O Novo Hamburgo não teve qualquer lance de ataque.

Neste período, o Grêmio jogou com Éverton e Pedro Rocha, deixando o meio para Luan. Não deu certo. Faltou troca de passes com mais velocidade para superar os marcadores.

No segundo, aos poucos, o desgaste físico provocou o surgimento de alguns espaços, que os times tentaram aproveitar.

O Novo Hamburgo, que não tinha conseguido atacar com força, só não marcou aos 18 minutos porque Thyere salvou em cima do risco. Aos 28, em um contra-ataque puxado por Conrado, Juninho recebeu livre na área e tocou por cobertura, na saída de Leo. Um a zero.

Renaro abriu o time. Trocou os volantes Jaílson e Michel por Fernandinho e Lincoln e o atacante Pedro Rocha por Gaston Fernandez. Mesmo assim, a primeira chance só surgiu aos 42 minutos, quando Gaston concluiu, mas o zagueiro Júlio Santos desviou a escanteio.

O gol salvador surgiu aos 45 minutos – outra vez com excelente e decisiva participação de Leo Moura, um lateral de 38 anos com fôlego de garoto. Ele recebeu livre, em um raro descuido de marcação da defesa do Novo Hamburgo, e concluiu com categoria. Um a um.

Renato saiu cabisbaixo do campo com razão. Outra vez o time nào conseguiu superar suas próprias dificuldades.

Anúncios

Sobre mariomarcos

Jornalista, natural de criciúma, fã incondicional de filmes, bons livros e esportes
Esse post foi publicado em Gauchão, Grêmio e marcado , , , . Guardar link permanente.

8 respostas para Leo Moura marca no fim e garante empate do Grêmio

  1. Maurício disse:

    Poderia ser também Leo Moura marca no fim e garante o bicho do 6rêmio.

  2. INTERminável COLORADO disse:

    Foi um massacre!

  3. Kikomarques disse:

    “…. Pedro Rocha livre. Ele avançou e só não marcou porque o goleiro Matheus fez uma excepcional intervenção.” Não preciso dizer mais nada. É quarto gol feito perdido pelo Pedro Rocha. Quatro gols que se marcados dariam mais sete pontos ao Grêmio. O Pedro Rocha e o Éverton tinham que ter a humildade de chegar no Léo Moura e falar para ele assim: “Ô VÉIO, ensina NÕIS a FAZÊ uns GOL que tu FAIZ”. Eu estou enganado ou o Léo Moura tem sozinho mais gols que todos os atacantes do Grêmio somados? Não. Lembrei. O Fernandinho tem no mínimo dois também. Mas tirando o Fernandinho, não lembro de gols de nenhum outro atacante do Grêmio, Agora o Pedro Rocha tinha mesmo de tomar umas aulas e finalização na cara do gol. Por que ele tem um mérito que eu reconheço. Ele é o jogador que melhor se posiciona, que mais se faz presente nos lances de gol, mas falta o principal. Será também que não é esta obrigação de ajudar o Marcelo Oliveira que está matando o guri?. Correndo de uma área a outra ele pode estar chegando cansado na área adversária, Não é normal o que ele perde de gol. Vamos Pedro Rocha!! Tu poderias ser um dos melhores do Brasil hoje. Só falta o gol guri,

  4. Ricardo - DF disse:

    “Só falta o gol…” boa, Kiko. A gente deve resistir a tendência de execrar alguns jogadores e vc enumerou algumas qualidades que o Rocha realmente tem. Mas, no caso de um atacante, o gol é essencial. Tu deves lembrar do Dada Maravilha, que mal sabia dominar uma bola, extremamente limitado tecnicamente, mas fazias gols a rodo. Um atacante sem faro de gol não tem futuro.

    Rocha, o aleatório, pode crescer ainda. Mas quanto tempo o time do Grêmio atual, que tem uma dificuldade imensa em criar chances de gol, pode se dar ao luxo de desperdiçá-las ? Se a chance de gol do Nóia caísse nos pés do Rocha, ele certamente ia perder, chutando reto em cima do goleiro. Não sei se é questão de habilidade ou sangue frio. Mas é brabo aguentar as rateadas do Rocha.

    • Kikomarques disse:

      “Ele é o jogador que melhor se posiciona, que mais se faz presente nos lances de gol, mas falta o principal.” É como eu escrevi. “FALTA O PRINCIPAL”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s