Como nos velhos tempos

Estamos de volta aos velhos tempos dos clássicos Gre-Nal, aqueles em que os técnicos mantinham um silêncio completo na semana de preparação, não davam pistas sobre a escalação dos times, incentivavam dúvidas ligando geralmente os principais jogadores e trabalhavam longe dos olhares dos repórteres.

A semana do Gre-Nal 412, pelo Gauchão, está assim.

Lucas Uebel/Divulgação GrêmioLucas Barrios teve o nome publicado no Boletim Informativo Diário da CBF no início da tarde de quinta-feira e até o fim desta sexta deve estar registrado também na Federação Gaúcha. Tudo certo para estrear no Gre-Nal de sábado? Não dá para garantir. Renato nada falou, nem garante mudança do esquema para o clássico.

O mais provável é que um reforço com esta qualidade entre em campo, mas nada confirmado.

Para complicar ainda mais, o lateral-direito Edílson, que vem de longa parada treinou, mas o capitão Maicon, um dos líderes técnicos da equipe, não trabalhou. Mais duas posições para deixar analistas e repórteres em dúvida.

Ricardo Duarte/Divulgação InterNo Inter, para evitar qualquer risco de vazamento, seletivo ou não, Antônio Carlos levou seus jogadores até Viamão. Protegido pelos muros do Vila Ventura, ele fará treinos fechados e só sairá de lá para o deslocamento de sábado até a Arena.

A principal dúvida envolve simplesmente o principal jogador do time, o meia D’Alessandro, que faz tratamento na musculatura da perna direita desde o início da semana. Ninguém viu treinos do argentino, nem no Parque Gigante, e ele segue como mistério para ser levado até o fim da tarde de sábado.

A indefinição envolve até o eventual substituto. Pode ser Roberson, que jogou contra o Brasil, mas a lista inclui também Seijas, Valdívia e até William improvisado no meio para dar mais consistência ao setor. O próprio Antônio Carlos garantiu, dias atrás, que William tem qualidade técnica até para ser um meia do Inter.

Como nada indica que as habituais entrevistas dos técnicos no fechamento da semana de treinos vão acabar com os mistérios, até porque eles fazem parte do DNA do Gre-Nal, os torcedores só terão as esperadas respostas no fim da tarde de sabado.

Anúncios

Sobre mariomarcos

Jornalista, natural de criciúma, fã incondicional de filmes, bons livros e esportes
Esse post foi publicado em Gauchão, Grêmio, Inter e marcado , , , , . Guardar link permanente.

10 respostas para Como nos velhos tempos

  1. Maurício disse:

    Vazamento seletivo no futebol não cria problema algum.
    Já na política…

  2. Maurício disse:

    Pergunto:
    – vai haver torcida mista?
    – a exigência absurda [não pela ótima ideia, mas pela falta de tempo hábil] do cadastro biométrico está mantida?

  3. Papa Charlie disse:

    Só quero ver o Internacional se portando nesse clássico. Seria importante a presença do RDA no jogo, isto por si só já impõe respeito. AInda mais contra o nosso freguês desde 1945.

  4. Kikomarques disse:

    Não ficarei surpreso se o Grêmio for de time reserva,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s