São José surpreende o Grêmio e empata no fim

Lucas Uebel/Divulgação GrêmioUm descuido na marcação, aos 42 minutos do segundo tempo, custou caro ao Grêmio. Em um lance iniciado em sua intermediária, o São José avançou, trocou passes e Rafinha concluiu com precisão. Gol do São José, empate em 1 a 1, na noite deste domingo, na Arena, pelo Campeonato Gaúcho.

Diante de pouco mais de 6 mil torcedores, em noite quente e com chuva, o Grêmio tinha um jogo tranquilo. Cedia muitas vezes espaços para os contra-ataques do São José, mas dominava e buscava o gol.

Apesar de ter maior controle da partida, o Grêmio só foi marcar aos 18 minutos do segundo tempo, por Bolaños. Ele tabelou com Lincoln, dominou e bateu na saída do goleiro. No domínio, ele usou o braço esquerdo para ajeitar a bola.

A partir daí, o Grêmio reduziu o ritmo e procurou manter o jogo sob controle, evitando riscos. Acabou surpreendido aos 42 minutos, em um contra-ataque iniciado na intermediária. Na troca de passes, já na área, Rafinha acertou o canto. Um a um.

O Grêmio volta ao Gauchão no sábado, contra o Cruzeiro, em Gravataí.

 

 

Anúncios

Sobre mariomarcos

Jornalista, natural de criciúma, fã incondicional de filmes, bons livros e esportes
Esse post foi publicado em Gauchão, Grêmio e marcado , , , . Guardar link permanente.

9 respostas para São José surpreende o Grêmio e empata no fim

  1. Marciano disse:

    Estamos na parte de cima da tabela e eles lambendo o rebaixamento. Tudo normal, portando. Aliás, já seria hora de procurar um novo Victor Ramos ou ainda é cedo?
    Hihihihihihihihi

  2. Ricardo - DF disse:

    O gol do zequinha foi uma justa punição para a acomodação do time do Grêmio hoje. Como pode fazer um gol no zequinha (!!!) e recuar para manter resultado, a ponto do Grohe levar um amarelo por cera ??? Me irrita demais essa mania do Grohe de ficar fazendo cera, não importa contra quem, bastando estar em vantagem no placar. Parece faltar espinha dorsal nesse time, que se acomoda, recua, dá espaços de forma que até o zequinha, que não tinha feito nenhum gol até hoje, consegue marcar.

    De bom, o desempenho do Bolaños, grande jogador. Bastou outro jogador hábil no time para sair o gol. Lincoln não pode ficar fora desse time. Sem Luan e Douglas, o time se perde na dispersividade do Fernandinho, que SEMPRE tenta mais um drible e perde a jogada; na inconstância de Éverton e P. Rocha (qdo joga), que desperdiçam inúmeras jogadas por falta de habilidade; na incompetência do M. Oliveira, uma burra insistência do Renato. Ramiro tem sido um bom jogador, não tem grande habilidade com a bola, mas sabe jogar, se movimenta bem, tem sido importante para o time.

    No gol zequinha, uma incrível displicência do Éverton, que podia ter ganho a bola do zagueiro mas inexplicavelmente nem dividiu, deixou o zagueiro ficar com ela. Maicon ficou xingando ele por isso, não tem justificativa. Até em pelada a gente disputa a bola. Depois, um show de erros de marcação, com Kannemann deixando o atacante deles sozinho para cruzar, e Léo Moura ficou olhando o Rafinha dominar e chutar. Qualquer um dos dois poderia ter evitado o gol. Muita displicência da defesa.

    O Grêmio “prioriza” o gauchão, poupa jogadores, nosso técnico nem vai a Brasília ver o jogo dos reservas contra o Fla, e o time está assim, ficando com a cara do Renato.

  3. Miguel disse:

    Bah, pelo andar da carruagem nem gauchão esse ano. Tá loko!

  4. Rubens disse:

    Nem um comentáriozinho sobre o gol irregular do Bolanhos?

  5. Kiko Marques disse:

    O Bolanos dominou com o braço. Comentei. Meu comentário não muda nada. O juiz, deu gol. Aliás, o juiz vai ver o taipe (ou já deve ter visto) verá que errou, e nem ele poderá mudar. Quanto ao Maicon, não tem condições de ser capitão do time. É um completo descontrolado.

  6. Kiko Marques disse:

    Gostanto estou das campanhas do Caxias, que é o meu time do interior. É do NH por ser o time da minha cidade. Mas o Caxias marcou para mim com aquele time que tinha Bagattini, Sérgio Vieira, Cedemir, Luis Felipe e Tabajara. Clóvis, Nana e Paulo César, Zé Guimarães (Moisés), Bebeto e Jurandir. Primeiro time do interior gaúcho a disputar o nacional. Bons tempos em os times do interior eram fortes e a dupla GreNal.mais forte ainda.

    • almiro disse:

      Teve antes o Flamengo, espinha da fusão c\ o Ju, Barreira, Celso, Taquari (defesa), Sidney, Caio, Jarinha e Téquio (ataque), Gaspar e Darlan no meio, Gaspar e Caio depois contratados pelo GFBPA, não lembro do Scolari, acho q já era ‘Caxias’, time forte, como o Esportivo de Bento.

  7. Kiko Marques disse:

    Pois é… Antigamente os times do interior abasteciam a dupla GreNal com jogadores profissionais. Hoje os grandes vão na base dos clubes do interior pegar os melhores. E os melhores de hoje nem são tão bons assim. Em 75 o grêmio troxe Cacau e Neca do Esportivo de Bento. Mais o treinador. Simplesmente o seu Enio Andrade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s