Sílvio Benfica deixa o rádio e parte para novos projetos

ReproduçãoO rádio gaúcho sofre mais uma perda considerável.

Depois de 33 anos e 45 de jornalismo, Sílvio Benfica decidiu deixar a Rádio Gaúcha e dar novos rumos a sua vida. Sílvio apresentava o Esportes ao Meio-Dia e dirigia o Bola Parada e o Balanço Final nas jornadas esportivas.

Foi uma decisão pessoal, amadurecida durante muito tempo, informou seu irmão, o repórter Luís Henrique Benfica, no seu Facebook.

Sílvio é um velho amigo, parceiro de longa data, solidário nas viagens cansativas para grandes coberturas que a gente fazia (ainda nos tempos de comunicação precária) e um dos melhores profissionais que conheci. É criativo, corajoso, inquieto, pertence a uma geração que consagrou o rádio gaúcho.

Admiro quem tem a coragem de mudar no auge para buscar novos rumos, mas o Sílvio Benfica fará uma falta danada às coberturas esportivas do rádio gaúcho.

Anúncios

Sobre mariomarcos

Jornalista, natural de criciúma, fã incondicional de filmes, bons livros e esportes
Esse post foi publicado em imprensa e marcado , , , . Guardar link permanente.

6 respostas para Sílvio Benfica deixa o rádio e parte para novos projetos

  1. INTERminável COLORADO disse:

    Acabou, enfim, a polêmica ao meio-dia…

  2. juliocolbeich disse:

    Gosto muito do trabalho dele, vou continuar acompanhando onde ele estiver. Desejo sucesso nestes novos projetos!

  3. Rafael disse:

    Faltou dizer quais são esses “novos projetos”?

  4. Dartanhan Pires disse:

    Ótimo profissional, carro chefe em determinados programas/horários. Estranho este desligamento da RBS pois, como é conhecimento de todos, as mídias dada a situação econômica do país estão dispensando os seus funcionários mais antigos e com salários mais elevados. Sinceramente não como acreditar.

  5. 66 disse:

    A geração do Silvio Benfica pra trás, incluindo os ícones do rádio esportivo gaúcho como Lauro Quadros e Ruy Carlos Ostermann, simplesmente não tiveram substitutos sequer próximos dentro dos atuais nomes da imprensa esportiva. A qualidade caiu demais.
    Aguentar o Luciano Périco, Manhago e DeBona nos microfones de onde já ouvimos Ranzolin e Haroldo de Souza, é dose pra mamute.
    O Reche também saiu da Band.
    A imprensa esportiva do RS caiu demais.

    • Rafael disse:

      A imprensa em geral decaiu, em conteúdo e também em forma. O português é massacrado diariamente e ainda temos que conviver com licenciosidades mercadológicas. A concordância foi abolida, o pronome “nós” foi proibido (em seu lugar, só vale o pavoroso “a gente”), o verbo estar agora se resume a um “tá” e seus derivados, os pronomes átonos são suprimidos inapelavelmente nos verbos reflexivos, o gerundismo grassa. E essa linguagem coloquial já contaminou os noticiários, inclusive a Voz do Brasil. O caminho agora é ladeira abaixo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s