Da série ‘Perguntar não ofende’

Ricardo Duarte/Divulgação InterO Inter deve tentar uma solução para o impasse com o lateral-direito William, já que ele não foi negociado com a Europa como queria, ou a situação é incontornável depois da carta divulgada pelo jogador e o melhor é mesmo deixá-lo de lado à espera de outro encaminhamento? 

Anúncios

Sobre mariomarcos

Jornalista, natural de criciúma, fã incondicional de filmes, bons livros e esportes
Esse post foi publicado em Gauchão, Inter e marcado , , , . Guardar link permanente.

3 respostas para Da série ‘Perguntar não ofende’

  1. Guasca disse:

    MM, já ouvi radialista – hoje denominado comunicador de rádio – afirmando que, se os torcedores soubessem dos podres do futebol, deixariam de acompanhar seus times.

    Respondendo sua pergunta: Futebol é negócio para os clubes. Que renove para ganhar um bom dinheiro no futuro, pois, do jeito que está, sairá de graça.

  2. INTERminável COLORADO disse:

    Quem criou a situação foi WILLIAN, portanto, ele que resolva. Mas pelo jeito, ele não tem interesse algum em renovar. Então, que fique treinando o resto de seu contrato em Alvorada. Sozinho!

    Em termos de futebol o Inter não perde, pois para o lugar dele há trocentos…

    • Guasca disse:

      O presidente do Inter é advogado e não é bobo.
      Os advogados do Kleber usaram como provas jornais com manchetes falando justamente sobre treinos em separado e o desfecho nós sabemos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s