Da série ‘Perguntar não ofende’

Ricardo Duarte/Divulgação InterDepois da estreia do Inter de Antônio Carlos em jogos oficiais, no empate com o Veranópolis, no último domingo, há algumas boas questões para o torcedor:

O que funcionou como o esperado e merece aplausos da torcida?

– O que mais preocupa no time atual?

– Pelo segundo tempo, liderando a equipe, D’Alessandro confirmou mesmo que é um jogador fundamental para a busca da recuperação na temporada? 

Anúncios

Sobre mariomarcos

Jornalista, natural de criciúma, fã incondicional de filmes, bons livros e esportes
Esse post foi publicado em Inter e marcado , , , . Guardar link permanente.

10 respostas para Da série ‘Perguntar não ofende’

  1. analista disse:

    ATACANTE…, precisamos de um CENTROAVANTE…, o restante do grupo é suficiente para a série B (espero…).

  2. alessandro machado disse:

    Não tem como tirar uma impressão definitiva ainda.. início de temporada é sempre complicado.

  3. Maurício disse:

    – Danilo Fernandes;
    – a semelhança com o time de 2016;
    – considerando o elenco atual e a falta de cacife pra buscar um 10 de verdade, sim.

  4. Filipe Borin disse:

    Achei positivo Nico Lopez, esse jogador pode render algo, não sei se deve ser centro avante, acho que funciona melhor entrando na área, pelo lado. Dalessandro pode ser útil, Danilo bem como sempre, ainda tenho esperanças nos laterais novos e Rodrigo Dourado, somando a Valdívia e Seijas que acho que podem render algum futebol, esse tal Diego não sei o que esperar. O resto é o mesmo de antes, não espero nada. Talvez se os laterais mostrarem desempenho ofensivo possa montar um time c volantes mais fixos e laterais avançando, pq o meio campo é o pior setor e o mais importante.

  5. INTERminável COLORADO disse:

    1. Pouca coisa funcionou ou quase nada;
    2. A defesa furada e o ataque de nervos;
    3. RDA dá qualidade no passe (embora, por ser muito marcado, perca algumas pelotas no meio e dê o contra-ataque ao adversário) e agiliza a ligação defesa-meio-ataque;

    Porém, o Inter AINDA precisa:

    1. Um zagueiro INCONTESTÁVEL;
    2. Um meia-armador INCONTESTÁVEL (destro) para dividir a responsabilidade com RDA;
    3. Um atacante INCONTESTÁVEL (e que faça gols);

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s