A estreia do Inter: questões para Antônio Carlos

O futebol da estreia e o empate com o Veranópolis:

– Erramos um pouco no primeiro tempo, principalmente na saída de bola. Eles chegaram ao nosso gol em cima de alguns erros de passe. Criamos oportunidades. No segundo tempo corrigimos algumas coisas, não erramos tantos passes como no primeiro. Tivemos o controle do jogo. Eles (o Veranópolis) tiveram uma bola desviada e o gol. No gol nós talvez devêssemos ter feito a falta antes. Mas foi bem diferente dos amistosos contra o Inter de Lages e o Tubarão.

O gol e o bom futebol de Rodrigo Dourado:

– O Rodrigo é um grande jogador. Apesar da idade já tem uma boa experiência. Foi criado na base. Falei que ele deveria assumir a responsabilidade de ser uma das figuras importantes no elenco. Ele tem técnica para fazer as jogadas que fez. No primeiro tempo saiu tabelando e tocou para o Diego. Depois fez o gol. Estamos pedindo para ele nos treinamentos e esperamos ver cada vez mais nos jogos.

Anúncios

Sobre mariomarcos

Jornalista, natural de criciúma, fã incondicional de filmes, bons livros e esportes
Esse post foi publicado em Inter e marcado , , , . Guardar link permanente.

11 respostas para A estreia do Inter: questões para Antônio Carlos

  1. analista disse:

    Ano complicado… o time rebaixado está quase todo aí e não sei se isso é adequado… já ouço que Anderson deverá ganhar chance se não for negociado… e nada de reforços para o setor mais problemático de todos… o ATAQUE…
    Vamos ver…

  2. analista disse:

    Ah… o AYLON permanece no Inter… mas ele é de série C, não de B…

  3. Guasca disse:

    Não vi o jogo, estamos no verão e tenho coisas mais interessantes pra fazer.
    Mas o que foi aquela pancadaria nas organizadas?

  4. Alemão disse:

    Achei desonestas as críticas da imprensa falando do time. São poucos dias mas já dá pra perceber que agora há um treinador ao lado do campo. Pelo posicionamento, pela tentativa de troca de passes rápidos (mesmo quando não dão certo, os caras estão tentando), pela dedicação. A torcida brigando é sintoma do clube que sentiu o golpe da queda. Agora a equipe vai ter que reerguer o clube, e eu vou estar lá apoiando. Antonio Carlos Zago era o cara que eu pleiteava pro colorado. Tenho grandes esperanças de que até o final do Gauchão, a gente já tenha conseguido expurgar Celso Roth e Vitorio Piffero da memória, com atitudes e atuações convincentes, dignas do Sport Club Internacional.

  5. Maurício disse:

    Assisti o VT de madrugada, que felizmente pouco mostrou da briga. Fez bem o clube em suspender imediatamente as organizadas. Agora é identificar e entregar as cabeças aos órgãos competentes. Chega disso!

    É muito cedo pra formar opinião, mas em princípio ainda não me parece ter mudado muita coisa. De qualquer modo, gostei do preparo no geral, o VEC que deveria estar melhor não aguentou acompanhar o ritmo colorado no fim.
    Esperava mais do Eduardo, parecia bem nervoso, sorte que o Ernando compensou bem. Gostei do Dale, mesmo tendo criado dois contra-ataques adversários: teve boa movimentação, jogou sério e na humildade, sem bater boca. Danilo Fernandes como sempre muito atento, Dourado bem também, Nico bem melhor que Aylon, e o Diego surpreendia positivamente até aquele crime do goleiro. Aliás, em se confirmando a hegemonia colorada no RS, espero que não tenhamos a velha choradeira da ‘ajuda’: aquele lance é de cartilha, vermelho direto independentemente do impedimento.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s