Precisava começar assim, 2017?

Em Campinas, na virada do ano, um homem com forte dosagem de maluquice e imbecilidade pulou o muro de uma casa, matou a ex-mulher, o filho de oito anos, mais dez pessoas, antes de dar um tiro na própria cabeça.

Na carta enviada a amigos e divulgada nas redes sociais, uma coleção absurda e assustadora de frases feitas, reacionarismo, conceitos retrógrados, fascistas, misóginos, equivocados na forma e na essência, machistas, apelando contra Direitos Humanos e a Lei Maria da Penha.

Muitos destes conceitos são lidos por nós nas redes sociais, em ‘debates’ sobre a situação política e repetidos por participantes de algumas passeatas barulhentas de tempos recentes. A carta é toda uma repetição de mantras e equívocos bem conhecidos.

Em Manaus, uma briga de gangues resultou na morte de 60 presos. Detalhe: o presídio é administrado pela iniciativa privada – a que teria solução para tudo – em um convênio com o governo. A tal de Parceria Público Privada.

Em Florianópolis, um motorista irresponsável, a bordo de um Camaro, atropelou um grupo de pessoas, matou uma, deixou outra em coma e provocou a amputação das duas pernas do chefe da família. E fugiu do local.

Em Porto Alegre, uma criança de cinco anos morreu ao cair do 13º andar de um edifício.

E nem vou falar do que aconteceu no Exterior ou da posse dos prefeitos que assumiram anunciando aumentos, congelamento de gastos ou posando, demagogicamente, com uniforme de gari.

O início de 2017 é perturbador.

Anúncios

Sobre mariomarcos

Jornalista, natural de criciúma, fã incondicional de filmes, bons livros e esportes
Esse post foi publicado em Gente e marcado , , , . Guardar link permanente.

5 respostas para Precisava começar assim, 2017?

  1. Guasca disse:

    2017 começou do mesmo jeito que terminou 2016. Violência a mil.

  2. Maurício disse:

    Claro que todos nos deixamos contagiar pela aura sempre esperançosa das festas da virada, mas a real é que a previsão a curto prazo é de mais recessão, mais incertezas, e isso só pode ter maus reflexos em uma já desacorçoada população.
    A perspectiva é preocupante… Que tempos!

  3. INTERminável COLORADO disse:

    2016: O Retorno…

  4. INTERminável COLORADO disse:

    Hoje eu e meu sogro conversávamos sobre essas coisas todas, além do que está ocorrendo no Brasil e no Mundo em todos os níveis. Chegamos a conclusão de que daqui há 40 anos, quando meu filho mais novo tiver seus 60 anos, as coisas estarão iguais ou piores, principalmente aqui no Brasil. A história política brasileira vem se repetindo. Lembro que desde a proclamação da república até os dias atuais, não passamos 20 anos sem ocorrer um evento que atentasse contra a “democracia” brasileira, senão vejamos:

    A proclamação da república em 1889, que efetivamente foi um golpe de estado militar;
    A “revolução federalista” em 1893/1895 no RS;
    A chamada “revolução” de 1930, outro golpe de estado que levou à ditadura Vargas;
    A “revolução constitucionalista” de 1932, cuja ideia era derrubar o governo de Getúlio Vargas; Intentona Comunista de 1935, outra tentativa de derrubar Getúlio;
    O Estado Novo (oficialização do golpe de 1930) em 1937, que levou a instalação da ditadura Vargas (de viés fascista e anticomunista) até 1945;
    O golpe militar que levou à ditadura militar de 1964 a 1985;
    Impeachment do Presidente Fernando Collor de Mello em 1992;
    Impeachment de Dilma Roussef em 2016;

    Em 127 anos 10 eventos que atentaram contra a democracia brasileira, que jamais conseguiu se solidificar. Um país assim tende a entrar em colapso total de suas instituições, levando a uma guerra civil generalizada, seguida de anarquia (não como ideologia, mas como “caos”), com milhares e milhares de vítimas fatais, embora eu acredite que o povo brasileiro (por ser tão covarde e conivente com as situações que ocorrem) nada fará contra o que está acontecendo há séculos e aceitará de bom grado o que a “elite” lhe impuser.

    Portanto, penso eu, daqui há 40 anos o meu filho mais novo, já com 60 anos, estará conversando com o sogro dele sobre as mesmas coisas de hoje. Um feliz retorno de 2016, o ano que não termina…

  5. alessandro machado disse:

    Gente, parem de negatividade, 2017 será ótimo para nós.
    grande abraço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s