Palavra (e bom humor) de campeão

Lucas Uebel/Divulgação GrêmioPara alguns, ele se especializou em ser técnico do Grêmio. Entre um intervalo e outro, curte as praias cariocas e o futevôlei com amigos. Foi assim de novo na temporada: chegou, assumiu o time de Roger, teve sabedoria para aproveitar as principais virtudes da equipe e tratou de corrigir os eventuais problemas – entre eles, a defesa.

Por isso, Renato foi um dos mais festejados do alegre vestiário campeão. Sob seu comando, a equipe venceu a Copa do Brasil, seu primeiro título importante depois de 15 anos, e acabou com um trauma do clube e da torcida.

Renato levou um banho de champanha e cerveja dos jogadores, brincou (‘alguns deles vocês não verão mais por aqui’), falou de seus métodos e deu uma longa entrevista coletiva, que só terminou na madrugada desta quinta-feira.

Quem sabe uma estátua?

– Não queria falar, mas o doutor Preis (Adalberto, vice de futebol) está aqui. Não estou vendo o presidente. Está muito eufórico. Sabe-se lá onde está. Doutor Preis, o presidente está chegando, vou fazer um pedido. Tinha falado para os jogadores. Não é muita coisa. Atrás do gol, eu já escolhi o local. Em frente aos nossos loucos, no bom sentido, ali na geral. Pode preparar a minha estátua, tá? Pode colocar ali. O tamanho, vocês escolhem lá;

O futuro e a casa

– Por mim, eu continuo. No Grêmio eu me sinto em casa. Estar na sua casa e conquistar um título da maneira que nós conquistamos é difícil de explicar. É uma coisa maravilhosa. A torcida merecia. O título de campeão estava engasgado. Fico feliz de ter contribuído com todo mundo e ter dado esse presente maravilhoso de final de ano para a nossa torcida. A minha felicidade é ver o nosso torcedor feliz depois de tantos anos.

Como andar de bicicleta

– Futebol para quem conhece é que nem andar de bicicleta. Quem precisa, estuda. Quem precisa estudar, vai para a Europa (tratando com ironia os técnicos que vivem fazendo cursos no Exterior). Quem não precisa pode ficar na praia. Quem sabe, sabe. Quem não sabe vai estudar.

O trauma da tragédia

– Os jogadores tinham colegas lá (na Chapecoense), da mesma forma que eu tinha amigos lá, vocês (imprensa) também. O grupo sentiu, mas a cada dia fomos colocando na cabeça deles que era importante ganhar o título. Conversamos bastante. Todos os dias falávamos sobre isso. Na última segunda-feira tive a ideia de levar um humorista na concentração para levantar o astral do nosso grupo. Levamos o Paulinho Mixaria e ajudou. Foram dias decisivos, a gente sempre conversando e fazendo as coisas certas para ter o grupo 100% para a decisão.

Anúncios

Sobre mariomarcos

Jornalista, natural de criciúma, fã incondicional de filmes, bons livros e esportes
Esse post foi publicado em Copa do Brasil, Grêmio e marcado , , , , . Guardar link permanente.

51 respostas para Palavra (e bom humor) de campeão

  1. Fifaldino disse:

    A6ora foi!!!!!

  2. Gaudêncio disse:

    Pois saiu às 9h do dia 08/12/2016 o novo ranking de torcedores.
    Segundo o http://historicofutebolmelhor.com.br/torcedometro temos o Grêmio em terceiro com 113.175 e o Inter engessado com seus 112.756. A liderança é do Corinthians (133.312), com o Palmeiras em segundo (126.728).

  3. Marciano disse:

    Faz quanto tempo que o inter não ganha um título?

  4. Marciano disse:

    Inter há 6 anos sem título. Mas 2016 ainda não acabou. Ainda pode ganhar o título do tapetão.
    Hihihihihihihi

  5. Maurício disse:

    Três postagens tricolores, todas falando no pai.
    Ainda não caiu a ficha… kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    • João disse:

      Não só caiu a ficha como acho que domingo vai cair o Inter.

      • Maurício disse:

        Se cair, é só voltar.

      • Guilherme Pereira disse:

        O voltar é que é difícil

      • Maurício disse:

        Sério?

      • Marcon disse:

        Difícil foi em 1992, tanto é que tiveram que “virar a mesa”…

      • João disse:

        Mais um que acredita em blogueiro e twitteiro pagos pelo Inter. Esta história é mentira. Em 92 subiam 12 times. O regulamento mudou no ano anterior. Grêmio jogou com o regulamento debaixo do braço. Aliás, aquele time de 92 era horrível tanto que o Grêmio abdicou de jogar a segunda fase. Para quem não sabe, 12 se classificavam para a segunda fase e consequentemente já se classificavam para a primeira divisão. Virada de mesa é o que o Inter está tentando agora. Vamos nos informar melhor, pessoal. A falta de títulos do Inter está prejudicando a memória colorada…

      • Fifaldino disse:

        Só em 92 subiram 12 times. Virada de mesa vergonhosa. Não adianta vir com eufemismos.

      • João disse:

        Ashuashuahsuauhsusshauhsua… Virada de mesa, até onde se sabe, é mudar as regras durante o jogo ou tentar ganhar na caneta como o Inter estava tentando até hoje contra o Vitória. Em 92, o REGULAMENTO dizia que 12 times subiriam. O Grêmio ficou em nono e subiu. O resto é conversa de blogueiro colorado. Isso é a falta de título. Sei como é. O Inter é grande e qualquer hora ganha um título, cara.

      • Fifaldino disse:

        Não adianta tentar reduzir a discussão a uma questão semântica. O que está em discussão é a imoralidade de um regulamento feito sob medida para determinado fim. Seja antes, durante ou depois de uma competição. Se não foi “virada de mesa” foi digamos… “arrumada de cama”. Pronto.

      • João disse:

        Ashaushaushaushuahsuahsuahsuahsuahsuahua… Tá, agora não foi tapetão. Agora foi o Grêmio quem fez o regulamento, é isso? Ashaushaushaushuahsua… Cara, para que tá feio. O regulamento era um ornitorrinco, como era o de 2000, como era o de 1987, como era o de 1970, como era o de 1999… A própria série B de 2005 foi disputada em um quadrangular final, bem diferente do que é hoje. Se existe algo de definitivo nos regulamentos da CBF é a mudança. Não força a barra. Essa história de tapetão do Grêmio é lenda inventada para diminuir os fracassos colorados nos anos 90. Só isso. É o mesmo que dizer que o Inter foi beneficiado pelas arbitragens na L.A. de 2006 devido aos rolos do Brasileiro de 2005. É só papo de torcedor. O problema é que muitos torcedores são jornalistas, blogueiros…

  6. Marciano disse:

    Não adiantou nem se agarrarem no vidente.
    Hihihihihihhihi

  7. Pingback: Palavra (e bom humor) de campeão « Sul21

  8. Maurício disse:

    Foi uma bela festa, com um pré-jogo muito emocionante, como era de se esperar.
    Me fez projetar o quão arrepiante e espetacular será o duelo da Recopa Sul-americana. Espero que até lá a Chape já tenha se reorganizado e o Atlético jogue como Campeão Mundial.

  9. Fifaldino disse:

    6rêmio Foot-ball Bi-segundense, 21 anos sem ganhar uma Libertadores!!! E olha que hoje em dia é “mais fácil”. Tá loco!!! Ehehe….

    • João disse:

      Teve gente que levou 97 anos para ganhar a primeira. 21 anos de hiato não é o fim do Mundo.

      • Fifaldino disse:

        Time que se considera grande não pode ficar 21 anos sem ganhar Libertadores. Ainda mais tendo disputado várias delas neste mesmo período. Justo quando era considerada (por vocês mesmos) “mais fácil do que antigamente”. Ehehe….

      • João disse:

        Tenho duas taças da Libertadores e em nenhuma delas tem a bandeira do Inter. Agora olha as tuas taças… Pois é. No meu tempo, não se jogava final contra times de sugunda linha do México. Felizmente a Conmebol reviu isso enos mexicanos caíram fora. Acabaram as barbadas. Pena que o Grêmio não aproveitou. Aliás, esse time para o qual tu vais torcer no Mundial foi derrotado pelo Grêmio em 95 na final da L.A.

      • Fifaldino disse:

        Meu Deus!! Que festival de baboseiras!! Chega a ser pior que as desafinadas tenativas de flauta. Quer dizer que JUSTO AGORA a Libertadores voltou a ficar difícil. Que azar do tricolense… KKKKK!!!

      • João disse:

        Ashaushaushuahsuahsuayhsua… Acabaram as barbadas mexicanas, só isso. Ou estás esquecido que o Chivas passou de fase direto devido à Gripe A? Memória curta. Ninguém falou que ficou mais fácil. Só falei o óbvio. Os mexicanos não disputavam nada. Apenas ganhava dinheiro devido à Fox estar na parada. A falta de títulos está fazendo mal à tua saúde mental.

  10. Diego disse:

    Rei de Copas!!!!!! Copa Grêmio. Sem mais…

    • Guillaume disse:

      Parabéns, Diego. Vc viu que está circulando uma imagem de um rei de baralho com o título “O Rei de Copas voltou”, na qual o naipe de copas não está em vermelho? Vc não acha que teria mais a ver com o Grêmio usar o “Rei de Espadas” ou “Rei de Paus”?

  11. Ricardo - DF disse:

    Menos, Renato, menos… Esse toque de bola do Grêmio veio do Roger, que foi estudar, e muito, futebol. Talvez vc consiga manter o Grêmio em alto nível no ano que vem, espero que sim. Mas, em termos de sucesso como treinador, acho que os estudiosos como Roger irão mais longe do que os intuitivos.

    • João disse:

      Sim. O problema dos times do Roger é que não chutam em gol. Posse de bola é fundamental mas até onde se sabe, futebol se ganha com gols. E pra fazer gol tem que chutar.

      PS: Renato sempre foi metido. Atacante que não é metido não me serve. O cara precisa ser autoconfiante. Humildade é coisa de goleiro que está sujeito ao frango 90 minutos por jogo. Se bem que o Leão era metido e botou muita faixa…

      • Ricardo - DF disse:

        Sim, o Renato se acha. Não estudou, mas é inteligente. Ele conhece futebol. Consegue transmitir o que pensa para os jogadores. O problema é que ele acha que já sabe tudo de futebol, e não é assim. Normalmente, não vai muito longe. Curva de ascensão dele satura rapidinho.

      • João disse:

        Qualquer um sabe que isso é discurso externo..Ele é isso aí. Sempre foi. Esta história surgiu em uma entrevista para a Folha. Ele disse que os grandes treinadores europeus treinam verdadeiras seleções. Ele disse que queria ver eles treinando times daqui e tendo que se virarem com o que tem. Disse que não precisa ir pra europa para ver eles treinando seleções. Aqui também se conhece futebol. Por isso esse papo… E ele não está errado. Os times que se destacam lá são muito ricos e são sempre os mesmos…

      • João disse:

        Qualquer um sabe que isso é discurso externo..Ele é isso aí. Sempre foi. Esta história surgiu em uma entrevista para a Folha. Ele disse que os grandes treinadores europeus treinam verdadeiras seleções. Ele disse que queria ver eles treinando times daqui e tendo que se virarem com o que tem. Disse que não precisa ir pra europa para ver eles treinando seleções. Aqui também se conhece futebol. Por isso esse papo… E ele não está errado. Os times que se destacam lá são muito ricos e são sempre os mesmos.

  12. Fifaldino disse:

    Flautinha velha e mal feita!!! Pô… tiveram uma semana a mais de prazo e não me conseguiram nada melhorzinho quer isso??? Tá loco!!! Nota: 2,3

  13. Gaudêncio disse:

    O Inter, quem diria, paga para jogar o tal do “Flórida Cup”.
    A revelação está em http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2016/12/08/florida-cup-so-banca-gastos-de-corinthians-e-atletico-mg-rivais-pagam.htm e mostra como o time colorado consegue se superar em termos de amadorismo.
    Paga para disputar um torneio sem qualificação, sem público decente…
    “O UOL Esporte apurou que os dois clubes (Corinthians e Atlético-MG) têm cotas de passagens e hospedagem custeadas pelos organizadores, e só precisam colocar a mão no bolso para despesas adicionais. Enquanto isso, clubes como Internacional e São Paulo bancam os gastos com os próprios cofres ou através de acordos com patrocinadores.
    O Flamengo vive uma situação particular, já que a Adidas patrocina tanto o clube como o evento, e por isso arca com os custos da viagem.
    O Internacional também é responsável por todas as suas despesas.”

    • Fifaldino disse:

      Que horror, né? Onde já se viu pagar as próprias despesas???

      Mas vamos resolver isso agora mesmo. Quem quiser pode depositar uns pilas na minha conta pessoal que depois eu juro que repasso para o Inter.

      • Gaudêncio disse:

        Muito interessante!
        Um convidado que paga as despesas para participar da festa, me parece mais alguém que se oferece do que alguém que é convidado porque merece…

      • Fifaldino disse:

        Em qual festa tu já foi onde o anfitrião pagou o transporte e hospedagem dos convidados? Me convida que eu também quero!!!!!!!

        De qualquer forma, digamos que a “reportagem” seja verídica. Acredito que qualquer contrato para eventos (seja esportivo ou artístico) tem suas particularidades conforme o contratado. Se um clube já tem o custo de transporte coberto por outro patrocinador, ele pode abrir mão de receber esta parte para recebe-lo como direito de imagem ou outra coisa qualquer, por exemplo. Ou seja….. cerveja.

        Agora… na real…. nem sei o porquê de estarmos discutindo uma bobagem dessas. KKKK!!!

      • Gaudêncio disse:

        Depende da ótica e da importância do convidado.
        Digamos que você vá dar uma festa de 15 anos do aniversário de sua filha, haverá convidados especiais – aqueles que irão abrilhantar a festa – que terão sim passagens, hospedagem e cachê…
        Agora, tem a rafuagem que você irá convidar na esperança de que nem apareçam.
        Me parece que o papel do Inter na Flórida Cup é o da rafuagem…

      • Marciano disse:

        Rafuagem, hihihihihihi

      • Fifaldino disse:

        Na real, a rafuagem fica olhando de fora desdenhando. Exatamente o teu caso.

        O greminho acaba de finalmente levantar uma tacinha da copinha do Brasil e tu preocupado com a participação do Inter na Florida Cup?!?!? Tu vende passagens aéreas?? Deve ter algum interesse pessoal nisso. Só pode. Ehehe…

      • Diego disse:

        Tacinha? Copinha? Nossaaaaaaaaaaaaaaa, quanta dor de cotovelo…

      • Fernando Martini disse:

        Em que festa já me pagaram o transporte? Qualquer uma que seja institucional.

        Não confunda com a vida privada e o churrasquinho do findi.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s