Lições que vêm do Norte

Qualquer um de nós pode ter todas as restrições possíveis aos norte-americanos, está certo, mas é preciso reconhecer: eles têm um conceito claro e consolidado sobre o que é a democracia. Ao menos lá, internamente, como determina a Constituição.

Vejam, por exemplo, o que disse Hillary Clinton no dia seguinte à derrota para o republicano Donald Trump:

“(…) eu parabenizei Trump pela sua vitória e me ofereci para trabalhar com ele em nome do nosso país. Espero que ele seja um bom presidente para todos os americanos. Eu sei que vocês estão desapontados, porque eu também estou, assim como milhões de americanos. É doloroso. E continuará a ser por algum tempo. Mas Trump será o nosso presidente. E devemos a ele uma mente aberta e uma chance de guiar… Devemos defender os valores do nosso país (…)”

Ou seja: respeito absoluto ao resultado.

É uma boa lição para as jovens democracias.

Anúncios

Sobre mariomarcos

Jornalista, natural de criciúma, fã incondicional de filmes, bons livros e esportes
Esse post foi publicado em Gente e marcado , , , . Guardar link permanente.

19 respostas para Lições que vêm do Norte

  1. Marcião disse:

    O americano é muito patriota, e esse patriotismo nos falta.

    • Papa Charlie disse:

      Tens toda razão. E isso, como já falei anteriormente, para eleição de tipos como Bolsonaro.
      A falta de referencia que o nosso povo, órfão de representatividade, tem com políticos, faz com que busquemos quem, pelo menos num primeiro momento não queira enriquecer e se perpetuar no poder.

  2. Ronaldo disse:

    È a pura verdade, mas se ele fizer 1/3 do que a Dilma fez no governo daqui ele sofre impeachment e também arrisca a uma boa temporada de cadeia, o que por mim seria festejado porque o mundo não precisa de demagogos e narcisistas governando com apoio de grupos de alíenados,todos sabemos os resultados disto.

    • Miguel disse:

      Se o congresso americano fizer 1/3 do que o nosso fez, 2/3 do congresso será cassado antes de derrubar o presidente, se seu vice fizer 1/3 do que fez Temer ele será cassado em vez de assumir a presidência e se tornar o salvador da pátria. Se Hillary fizer 1/10 do que se denuncia contra Aécio ela será, no mínimo, investigada, cassada, ao invés de fazer parte do movimento pró impeachment. Lá, ao contrário daqui, se os correligionários da Hillary se envolverem em falcatruas, serão investigados ao invés de pousarem como falsos moralistas e assumirem como ministros se Trump for deposto.

  3. Papa Charlie disse:

    Ela coloca o seu país acima de tudo. Sabe que Trump precisa ser um bom presidente para que o povo não sofra. Mesmo não “indo com a cara dele”.
    Aqui, onde temos a “lei de Gerson” imperando, as pessoas não estão nem aí para o pais. Ngm tem orgulho em ser brasileiro. Torcem para a Argentina. Hahaha, uma piada de mau gosto. Querem mais é garantir o seu e fod.-se os outros. Triste realidade.

  4. Fernando Martini disse:

    Aqui o pessoal quer comparar o Temer e a Hillary. Mas o Temer foi vice, nessa hora, estava festejando com Trump. Tudo bem que Aécio Neves não é nenhum exemplo de conduta ilibada, mas acho que existe um certo oportunismo em declarações como a de Dilma.

  5. Rafael disse:

    Mas basta Trump descumprir a lei que a reação será violenta e o discurso da dissimulada Hillary e do partido Democrata mudará. Mas isso TAMBÉM é democracia. Destituir um presidente criminoso não é somente um direito, é um dever da sociedade.

  6. Ricardo - DF disse:

    Serra: 23 milhões da Odebrech. Panelas ??? Moro ??? Golpe ??
    Temer: 1 milhão caixa 2. Panelas ??? Moro ?? Janot ?? Golpe ??

    • Colorado SC disse:

      Eis o que se observa: as pessoas não se opõem à corrupção na política e no governo. Elas se opõem apenas àquela corrupção perpetrada por quem elas não aprovam.
      Ou, falando mais claramente, elas se opõem apenas à corrupção que não direciona dinheiro, poder e domínio a elas próprias, e sim aos seus rivais ideológicos.
      Todo o processo que envolve o assim chamado “governo democrático” nada mais é do que um amplo esquema de corrupção em larga escala, o qual é sustentado pela ameaça de violência: se você se recusar a dar seu dinheiro, via impostos, para essas pessoas, você é encarcerado. E se tentar resistir à prisão, você pode ser morto.

      Perfeito para o cidadão acima

      • Ricardo - DF disse:

        Não é isso. Toda a corrupção deve ser combatida. Mas qual a credibilidade de uma ação que pune apenas um partido, em especial realiza uma caça a uma única pessoa ?

        Até que ponto vai a hipocrisia ?

      • Miguel disse:

        É o que sempre digo, Ricardo, como acreditar que está se combatendo a corrupção, se só um lado é investigado?
        E o pior, um partido (PSDB) é blindado.
        Eduardo Cunha foi cassado só para dar ares de imparcialidade, e isso já era bem previsível há uns seis meses, ou mais.
        Investigam o Lula desde 82 e não conseguiram provar nada. Ou vocês acham que se tivessem provas ele já não estaria preso?
        Apesar que Reinaldo Azevedo já disse que é melhor Luladrão solto do que Lula mártir preso.

      • Colorado SC disse:

        REINALDO AZEVEDO
        KKKKKKK
        Inutil

      • Ricardo - DF disse:

        Exato, Miguel. É simplesmente descarada a proteção ao PSDB. Moro foi investigado por uns reporters para conhecer seu passado. Ele mandou apagar toda e qualquer informação, proibiu os parentes de falar qualquer coisa, obviamente para mascarar seu envolvimento com o PSDB.

      • mariomarcos disse:

        Sabem quanto tempo durou o depoimento da mulher do Cunha hoje? Nove minutos. Ninguém fez perguntas a ela, só a defesa.

  7. Kiko Marques disse:

    Mas estou vendo algo que nunca vi nos meus 52 anos de vida. Parte da população norte americana indo às ruas para protestar contra o resultado da eleição. Hoje são poucos. Mas se este movimento crescer, os políticos não poderão ignorar.

  8. Casio Rabello disse:

    Pois é, Ricardo DF… parece que para suas questões o pessoal faz vistas grossas!

  9. Jorge Nogueira disse:

    O modelo político estadunidense vem sendo fortemente questionado e muito rechaçado popularmente. 46% foi a abstenção na eleição deste ano. A maioria do povo rejeitava as duas candidaturas, assim como deseja que um terceiro partido tenha possibilidades de quebrar a hegemonia dos Republicanos e Democratas, o que é praticamente impossível dada a montagem de um sistema eleitoral que chega a ter como presidente do país aquele que não foi o mais votado. A Hillary Clinton, já chegou a propor o fim do sistema indireto e majoritário, mas abandonou tal proposta porque acreditava que iria se eleger. A “democracia na América” nunca foi essa maravilha que alguns imaginam, e isso desde os tempos de Alexis de Tocqueville, e a tendência é que a crise de representação se acentue ainda mais nos próximos anos. Ou alguém aqui imagina que o Trump vai contrariar os interesses de Wall Street ou das transnacionais? O seu discurso de posse já mostrou que governará para os de sempre.

  10. alessandro machado disse:

    Claro, como se não fosse uma farsa tudo isso, os planos do império são traçados com décadas e até mesmo séculos de antecedência.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s