Moore garantiu que Trump venceria. Em julho

Em julho deste ano – quase cinco meses antes da eleição dos EUA – o cineasta e escritor Michael Moore publicou texto, que o site Huffpost Brasil reproduziu (clique aqui para ler), explicando por que Donald Trump seria o novo presidente do país, vencendo Hillary Clinton.

Ele listou as cinco razões para a futura vitória de Trump, contrariando todas as previsões e pesquisas da época – e acertou em cheio.

Quem lê o texto hoje, cinco meses depois, fica ainda mais surpreso com a precisão da análise do cineasta. Ele explicou, detalhe a detalhe, as razões que estavam sendo ignoradas pela grande imprensa e pelos principais analistas e que acabariam sendo decisivas para o resultado anunciado na madrugada de quarta-feira.

É um texto didático e de um acerto espantoso.

Moore apostou e ganhou.

 

Anúncios

Sobre mariomarcos

Jornalista, natural de criciúma, fã incondicional de filmes, bons livros e esportes
Esse post foi publicado em Gente. Bookmark o link permanente.

16 respostas para Moore garantiu que Trump venceria. Em julho

  1. Papa Charlie disse:

    Fico a pensar no que a grande mídia irá fazer com as “pesquisas encomendadas”, “analistas” e cientistas políticos que vem dando previsões furadas, constantemente. Inclusive em POA.
    Creio que há, realmente, mais interesses obscuros do que é propagado pelas antes denominadas “teorias da conspiração”…
    Haverá uma ruptura no Estado, as pessoas não se consideram representadas pela velha política e pelo “politicamente correto” da esquerda. Um passo para o caos.
    Bolsonaro ganha força num ambiente em que estamos órfãos de representatividade, quer gostemos, ou não. Há que se pensar a que ponto chegamos e seremos obrigados a passar.

  2. Arthur Vanderlei disse:

    Impressionante, mesmo!
    Em particular, ele cravou que a vitória seria nos 4 estados do meio-oeste, e acertou todos!
    Na noite da apuração, na CNN, ninguém entendia como o Trump levava Miichigan e Wisconsin, contra todas pesquisas e resultados recentes. Pois o Michael Moore cravou essa em julho.
    Também gostei bastante da avaliação do André Forastieri, basta buscar pelo blog dele pra ler.

  3. Rafael disse:

    Moore elencou de maneira precisa os pontos fortes de Trump, mas vejo o texto mais como um manifesto anti-Trump do que propriamente uma previsão, ainda que o autor assim a denomine. E nisso ele fica numa posição cinicamente cômoda: se acertar a previsão, será saudado como o grande especialista (algo que está acontecendo agora); e se, ao contrário, errar a previsão, também ganhará, pois sua candidata preferida terá vencido. Ou seja, Michael Moore ganha com os dois resultados. Aliás, ele mesmo dá a pista no texto ao dizer que torcia para estar errado.

  4. Kikomarques disse:

    Pela teoria do Moore, creio que nesta episódio das eleições americanas caba bem aquela frase: “Para que o mal prevaleça basta que os bons não façam nada.”. Os eleitores da Hillary se calaram, deu Trump. Neste caso a Bolsonaro leva desvantagem, pois no Brasil o voto é obrigatório.

  5. Ricardo - DF disse:

    Bolsonaro… não, o Brasil não vai até esse ponto. A direita raivosa não alcança a maioria. Temos, é verdade, um exército de midiotas, basta ler os comentários nos blogs e notícias por aí. Não tem argumentos, só acusações e insultos. Mas não são maioria.

  6. Marcião disse:

    To me lixando pra Trump.. to de olho e na investigacao sobre a arena Corintians…essa eu quero acompanhar

  7. Kikomarques disse:

    Aí é que mora o Perigo Ricardo. Menosprezar os “Bolsonaros”. Se o voto não fosse obrigatório esta “direita raivosa” iria às urnas em massa. Aí bastaria que os demais, não percebendo o que ocorria em sua volta, abrissem mão do seu direito ao voto, pensando “meu voto não fará diferença” e pronto: caminho aberto para Bolsonaro. Estas manifestações que estão ocorrendo contra Trump devem eleitores da Hillary que não foram às urnas e agora se deram conta. Não estou querendo dizer que o voto tenha que ser obrigatórios, mas sim apenas alertando que o voto não sendo obrigatório, abre possibilidade de eleitos como Trump, Bolsonaro etc… E olha que mesmo o maluco do Bolsonaro tem algumas ideias com as quais eu concordo. Mas são poucas,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s