Juventude empata com Fortaleza e garante vaga na Série B

Arthur Dallegrave/Divulgação JuventudeO Juventude tem mesmo vocação para desafiar multidões. Em 1999, conquistou o título da Copa do Brasil diante do Botafogo, com mais de 100 mil pessoas no Maracanã. No início da noite deste domingo, em um Castelão lotado por 63.903 pessoas, empatou com o Fortaleza em 1 a 1 e garantiu classificação para a Série B do próximo ano.

Foi o maior público do futebol brasileiro na temporada.

O time desafiou o ambiente, encarou a torcida que esperava ver o Fortaleza se classificar depois de três tentativas frustradas, teve coragem e jogou um futebol suficiente para garantir o resultado.

No primeiro jogo, em Caxias, houve empate em 0 a 0. Bastava uma vitória do Fortaleza, mas o Juventude tinha a vantagem de empate com gols pelo critério do regulamento.

Bem organizado pelo técnico Antônio Carlos, uma das boas revelações do futebol brasileiro, o Juventude controlou a esperada pressão do Fortaleza no início e, aos poucos, passou a criar jogadas ofensivas – mostrando, acima de tudo, que não seria um time apenas defensivo.

Garantiu o empate em 0 a 0 no primeiro tempo e, para premiar o bom trabalho, fez gol logo no início do segundo: aos dez minutos, Pará cruzou da esquerda e Hugo, entre os zagueiros, bateu firme de cabeça. Um a zero, vaga encaminhada.

O Fortaleza precisava, portanto, de dois gols. Fez um aos 21 minutos, em cobrança de falta de Pio. A bola passou pelo meio da barreira, teve um leve desvio e enganou o goleiro Elias. Um a um, muito tempo para a pressão.

Pouco depois, o árbitro expulsou o lateral Pará, do Juventude, e o volante Juliano, do Fortaleza. A partir daí, o Fortaleza foi para a pressão. Apareceu então, mais uma vez, um grande e jovem goleiro chamado Elias, 21 anos. Ele fez pelo menos quatro grandes defesas – um desempenho que os gaúchos conhecem bem do último Gauchão.

Não precisava ter sido tão sofrido porque Roberson teve o lance que poderia garantir a vitória do time caxiense, ao driblar o zagueiro, ficar sozinho diante do goleiro e tocar por cobertura. Errou por pouco.

Agora, o Juventude vai para a semifinal da Série B com ABC, de Natal, Guarani, de Campinas, Boa Esporte, de Minas. O quadrangular decidirá o título, mas o troféu mais importante o Juventude já conseguiu: está de volta à Série B.

Anúncios

Sobre mariomarcos

Jornalista, natural de criciúma, fã incondicional de filmes, bons livros e esportes
Esse post foi publicado em Juventude e marcado , , , , . Guardar link permanente.

4 respostas para Juventude empata com Fortaleza e garante vaga na Série B

  1. Kiko Marques disse:

    Este Elias é um “monstro”. Não só pelo jogo de hoje, mas vários jogis que já assisti dele, escrevo se eaxagero, é hoje um dos melhores goleiros do Brasil. Talvez por ser goleiro, uma posição não muito “comercial,” ele fique no Ju. Mas pela sua grande qualidade pode sair. E o Grêmio trouxe o Folmann de lá. Que baita olheiro o Grêmio tem. Bah!

  2. Kiko Marques disse:

    Mas não mudo minha opinião. Continuo achando este regulamento de gol fora de casa valer mais, ridículo. Ora, se o juventude marcou mais gols fora de casa, o Fortaleza marcou mais gols em casa do que o Juventude. Tudo igual. Mas se os clubes aceitam….paciência!!!!

  3. Kiko Marques disse:

    E me desculpem os erros, amigos.. Digitar no smartphone é bem pior que no computador. Pelo menos para mim. Para a gurizada o smartphone é melhor, mas para mim que já passei dos 50….

  4. Saci Xavante disse:

    Brasil e Juventude estão trazendo redenção ao futebol gaúcho neste ano!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s