Dica de segunda-feira

Um dos episódios mais patéticos da série histórica de desastres administrativos da CBF ocorreu no distante dezembro de 1983. A valiosa Jules Rimet, taça conquistada definitivamente pelo Brasil com o Tri do México, foi roubada da sede da entidade e seus quatro quilos de ouro derretidos. É sobre esta história o bom e divrtido filme O Roubo da Taça, em exibição nos cinemas. É imperdível, especialmente para quem gosta de futebol e acompanha a história da Seleção.

O diretor Caio Ortiz reuniu um excelente elenco e fez uma bela comédia – até porque a própria história real é uma comédia. Os cartolas da CBF conseguiram a façanha de guardar a réplica da taça no cofre e deixar a original exposta sem qualquer proteção. O vidro à prova de balas estava preso apenas por um pequeno prego. Nem os ladrões sabiam que estavam roubando a original – e, a partir daí, ao filme mostra as surpresas, dificuldades para vender o ouro, as trapalhadas da polícia e da dupla de vigaristas, e a entrada em cena de um argentino divertidíssimo. Não deixe de ver.

Vejam o trailer:

Anúncios

Sobre mariomarcos

Jornalista, natural de criciúma, fã incondicional de filmes, bons livros e esportes
Esse post foi publicado em Dica de segunda-feira e marcado , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Dica de segunda-feira

  1. Niederauer disse:

    Anotado.Vou procurar.
    O brasileiro consegue fazer graça de sua desgraça; lembro de outro filme com este tema no início dos 60, O Homem que roubou a Copa do Mundo, Ronald Golias e Grande Otelo; direção de Victor Lima.
    Abraços.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s