Seijas: “A história do Inter não merece essa posição na tabela”

Ricardo Duarte/Divulgação InterO venezuelano Seijas, 30 anos, começou a conquistar a simpatia do torcedor do Inter no pior momento da crise técnica do time. Em jogos em que quase todo o time estava claramente intranquilo, apressado, com jogadores por vezes se omitindo para evitar o erro e os protestos, ele passou a tomar as iniciativas. Pedia a bola, centralizava o jogo, não tinha medo de arriscar. Foi assim contra o São Paulo, por exemplo. O empate (que poderia ser vitória se Valdívia não tivesse perdido o pênalti) passou muito por este venezuelano.

Para completar, pediu que ficasse fora da convocação para os dois jogos das Eliminatórias porque o time precisava dele. É assim que um jogador ajuda a construir sua própria história em um clube. Além de se parecer mais à vontade em campo, Seijas mostra naturalidade fora dele nas entrevistas, como fez na tarde dessa segunda-feira ao falar sobre o esforço do time para se recuperar:

– Os mais experientes precisam passar tranquilidade aos mais novos. Eu, Ariel, Alex, Paulão, Ernando tratamos de fazer. No futebol, é algo mínimo. A mudança de tudo passa por detalhes. Sem tranquilidade, os detalhes pesam. Você precisa ajudar. O elenco tem que estar junto. O mais importante é o Inter sair desta situação. A história do clube não merece a posição na tabela em que estamos hoje. As coisas não saíram bem. O Inter tem que sair e tem como sair. Isso é o mais importante.

A PROPÓSITO

O Inter volta ao Brasileirão na próxima quinta, enfrentando o Santos, no Beira-Rio.

Celso Roth tem apenas uma dúvida: ele ainda não definiu quem será o substituto de Rodrigo Dourado, que cumpre suspensão automática. Ele pode manter Eduardo Henrique, recuando Fabinho para a frente da zaga, ou optar por Anselmo.

 

Anúncios

Sobre mariomarcos

Jornalista, natural de criciúma, fã incondicional de filmes, bons livros e esportes
Esse post foi publicado em Brasileirão, Inter e marcado , , , . Guardar link permanente.

11 respostas para Seijas: “A história do Inter não merece essa posição na tabela”

  1. Diego disse:

    Faltam 16 jogo5…

  2. Maurício disse:

    Uma grata surpresa, esse espírito do Seijas. Que continue calando a ala xenófoba.

    Por melhor que o Anselmo esteja, trazê-lo de volta à frente da zaga justamente numa pedreira dessas, com pressão do torcedor, não me parece uma boa ideia. Se nem Fabinho nem Eduardo Henrique fazem bem a 1ª função, talvez seja preciso lançar mão do Bob.

  3. analista disse:

    E é um líder que não precisa encher o saco dentro de campo, reclamar do juiz, fazer número… me serve!!!!!

  4. Maurício disse:

    Interessante a entrevista do Felipe Garcia no Correio do Povo. Impressiona a humildade e o foco do guri ao responder, por exemplo, sobre metas traçadas e sondagens recebidas.
    Faz parecer que há uma atenção especial da comissão técnica quanto à questão do deslumbramento. É por aí… Dá-lhe Xavante!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s