Inter: a crise técnica não poupa nem os maiores ídolos

Ricardo Duarte/Divulgação InterO Inter vive uma situação emocional tão complicada que nem os maiores ídolos do time são poupados na hora da crise. Valdívia, por exemplo, uma das grandes revelações do clube, jogador acima de qualquer discussão.

Pois bem, quem assistiu ao pênalti cobrado por ele no fim do jogo do São Paulo, quando o Inter estava perto de interromper a sequência ruim, percebeu que havia algo errado. O chute forte foi quase com raiva, de alguém que queria marcar e desabafar. Ou seja: fora da normalidade.

Em situação normal, Valdívia bateria de outra maneira – ou, em caso de chute forte, não procuraria o cantinho da goleira pelo risco de errar. Ele fez isso e errou.

Deixou o campo arrasado, foi consolado por companheiros, comissão técnica e dirigentes e injustamente chamado de pipoqueiro por torcedores que protestavam.

Na segunda-feira, um pouco mais calmo, Valdívia usou seu Instagram para enviar mensagem aos torcedores.

Quero aqui pedir desculpas ao torcedor colorado. Estamos todos incomodados com o atual momento e o que mais queremos é que o Inter volte a orgulhar vocês. Saio triste por não ter ajudado mais. Seguirei trabalhando com o empenho de sempre e tenham certeza que ainda teremos muitas alegrias juntos!

Tenho repetido aqui: este é o maior desafio do Inter. Enfrentar o abalo psicológico provocado pela posição complicada na tabela, suportar a pressão e buscar a vitória para interromper o drama e ter condições melhores para reagir. Em momentos assim, tudo é mais difícil. O passe é precipitado, a pressa força o aumento dos erros, uma jogada simples parece complexa, poucos jogadores reagem bem.

Até este dia, nem ídolos como Valdívia – que voltou há pouco ao time depois de sete meses de recuperação da cirurgia nos ligamentos – serão poupados.

Anúncios

Sobre mariomarcos

Jornalista, natural de criciúma, fã incondicional de filmes, bons livros e esportes
Esse post foi publicado em Brasileirão, Inter e marcado , , , . Guardar link permanente.

15 respostas para Inter: a crise técnica não poupa nem os maiores ídolos

  1. Fifaldino disse:

    É importante frisar que foram meia dúzia de imbecis (que não conseguem entender o que veem) que reclamaram do Valdívia. Se fosse mesmo pipoqueiro não teria se apresentado para cobrar o pênalti. O erro, infelizmente, faz parte do jogo.

  2. João disse:

    O torcedor colorado que culpar o Valdivia merece 100 anos de Argel…

    • Fifaldino disse:

      Por incrível que pareça, tinha gente que gostava do Argel.

      =======================================
      XX disse:
      agosto 13, 2015 às 9:57 pm

      Vida longa ao Argel no comando técnico do Inter.
      =======================================

      Preferi omitir o nome do autor para poupar o vivente do constrangimento. Ehehe….

  3. Maurício disse:

    Vai ver se algum desses ‘gênios’ intimou o Ariel ou o m&rda do Vitinho, que têm identificação zero com a causa colorada e no final do ano sairão felizes pra iludir outros trouxas em qualquer clube que também lhes pague mais do que merecem.

  4. CAMPEÃO DE TUDO disse:

    Tenho dito aqui que todos os medalhões devem ser escalados por pior que estejam jogando pois a sua experiência é fundamental para momentos como estes. Alex tinha que estar em campo e, se estivesse, deveria cobrar o pênalti. Que fique a lição!

  5. Rafael disse:

    Lamentamos o pênalti perdido mas Valdívia continua com muito crédito. É levantar a cabeça e voltar à luta.

  6. Diego disse:

    Faltam 17 jogos…

  7. INTERminável COLORADO disse:

    Salvo uma vitória ou um milagre, o Inter estará no Z-4 na próxima rodada contra o Sport, em Recife. Se jogando bem já não é fácil jogar lá, imaginem no atual estágio. Pode vencer? Pode! Mas é improvável. Não basta apenas empatar os jogos. Ele precisa vencer com a máxima urgência.

    O pior cenário em caso de derrota colorada: Décimo sétimo e no Z-4…

    – Cruzeiro, em ascensão, joga em casa contra Santa Cruz. Se vencer abre 6 pontos;

    – Vitória, que não é bobo, pega o América em casa. Em caso de vitória, abre 6 pontos do Inter;

    – O Coritiba, que consegue vencer, possui 25 pontos, joga fora de casa contra o SP, que está uma naba. Todo resultado é possível. Se vencer abrirá 5 pontos do Inter. Se empatar, 3 pontos. Se perder, 2 pontos;

    – Botafogo, que também está em ascensão, joga fora contra o Atlético/PR, tranquilo na tabela. Pode vencer ou empatar. Ficará, no mínimo, 3 pontos acima do Inter;

    – O Figueirense, caindo pelas tabelas (tem 1 jogo a menos) possui 21 pontos e jogará fora contra o Santos. Deve perder;

    E restariam 16 jogos. 8 em casa e 8 fora. Precisaria vencer, no mínimo, 5 e empatar 7.
    Ou vencer 6 e empatar 4. Ou vencer 7 e empatar 1.

    Alguém acredita em milagre?

    • Diego disse:

      O Inter está num loop infinito rumo a série B. Jogos épicos em casa, mas só empata, e perde fora, por um motivo ou outro. Eu até não levava fé, mas já to começando a ter uma esperança de ver vocês jogando terças e sextas… e No canal Esporte Interativo ainda,.. Seria demóooooisssssss

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s