Seijas sobre o empate: ‘É um ponto pequeno, mas ajuda muito’

Ricardo Duarte/Divulgação InterFalcão tem repetido, em cada entrevista, que em meio à crise e à sequência de resultados ruins está conhecendo melhor os jogadores do Inter – e aposta que, a partir disso, o time vai reagir para vencer a fase ruim e chegar às vitórias (nos últimos 11 jogos, foram três empates e oito derrotas).

Neste caso, ele deve estar satisfeito com uma constatação. Bastou entrar em forma e ganhar uma sequência para que o venezuelano Seijas começasse a justificar sua contratação. Fez um gol na derrota para o Cruzeiro e salvou-se do desastre geral. No empate com o Fluminense, foi o maior destaque do time. Chutou, movimentou-se, tomou iniciativas, nunca se escondeu e voltou a marcar, em chute de longe.

É dele, deste venezuelano de 29 anos, a avaliação sobre o momento do Inter:

– Isso (a fase ruim) se acaba com trabalho. Estamos pouco desconcentrados em algum momento. Todos os jogos, se você olha, são por erros nossos. Nunca vê um gol como uma jogada linda. Hoje (domingo) mostramos uma outra cara, mas ainda temos que melhorar Acho que psicologicamente ter empatado e não ter perdido, vai ajudar. Ainda não saímos do momento difícil. Agradecemos para a torcida, que nunca parou de nos apoiar. É um ponto pequeno em casa, mas psicologicamente ajuda e muito.

Anúncios

Sobre mariomarcos

Jornalista, natural de criciúma, fã incondicional de filmes, bons livros e esportes
Esse post foi publicado em Brasileirão, Inter e marcado , , , . Guardar link permanente.

10 respostas para Seijas sobre o empate: ‘É um ponto pequeno, mas ajuda muito’

  1. Ajudaria mais, se proibirem o Sacha de jogar com chuteiras de ferro (pesada), que dificulta o mobilidade, chegando sempre atrasado, passes ridículos e sempre curtos, não tem força para chutar a bola e sempre chega atrasado. Não é meia e nem atacante. O Anderson não pode ficar fora desse time, se não tem prepara para 90 minutos ao menos os que joga são com intensidade e tem visão de jogo e sabe passar uma bola para o companheiro. Bob, Fabinho, Anderson, Seijas, Valdívia e Nico.

    • juliocolbeich disse:

      O Anderson não consegue jogar 45 min com intensidade, então tem que ser banco mesmo e ajudar no segundo tempo como fez ontem. O Sasha não virou um pereba, está sucumbindo como a maioria do time, mas é um bom jogador, numa fase ruim, como todo o time. O Nico Lopes joga muita bola, mas deu para ver ontem que está fora de ritmo ou fora de forma, no segundo tempo cansou muito, vai melhorar bastante ainda.
      O mesmo problema do Sasha eu vejo no Arthur, não é um pereba como andam falando, sucumbiu com a má fase do time, vai melhorar conforme o time melhorar também.
      Agora Alan Costa, Fabinho, Paulo Cesar, Ariel, estes não tem jeito, são ruins mesmo. O problema do Inter tem sido o sistema defensivo, nem dá tempo para o ataque fazer gol e já tem que correr atrás de dois gols. Muito gol na primeira hora de jogo. Isso vem desde o tempo do Argel.

    • CAMPEÃO DE TUDO disse:

      O Sasha está jogando deslocado de sua posição por isso não é atacante (porquenão está jogando no ataque) e nem meia (porque isso ele nunca foi). É por isso que ficam pedindo “faxina” e “fora todo mundo” e depois o resultado é o que está aí…

  2. INTERminável COLORADO disse:

    Começando a surgir um líder, coisa que não temos mais…

  3. Maurício disse:

    Alvíssaras! Apareceu alguém que chuta a gol sem ser fominha! Só acho que erra passes demais – ainda que seja culpa também do mau posicionamento generalizado do time. Ora, todos sabemos que criar contra-ataque pro adversário é função do Bob e do Fabinho… kkkkkkkkkkkkk Mas só por ter comandado o time numa jornada em que foi preciso correr atrás do prejuízo duas vezes, esse empate já foi goleada.

    O time do Inter virou um incinerador de línguas. O venezuelano mesmo, chegou discreto demais, a ponto da ala xenofoburra já saltar diminuindo o rapaz e querendo pô-lo no banco; ironicamente, enquanto começa a despontar positivamente, quem tá devendo no momento é o Valdívia, minha grande esperança desde o início do ano.
    Ainda nessa esteira, tenho que discordar dos vários comentários negativos que li sobre o Nico. Apesar de meio decepcionado com a compleição franzina dele, me agradam os recursos que tem apresentado; tem visão de jogo, drible, arrancada, parece mesmo diferenciado, e acho que ainda vai nos dar muitas alegrias.

    Tenho a impressão que a única saída pro Falcão dar certo com esse grupo [se é que há uma] é fazer com que joguem os mais habilidosos. O estilo do Bola-bola não combina com futebol arranca-toco, penso que ele deveria priorizar o entrosamento [e a titularidade] de Anderson, Valdívia, Seijas e Nico, e mudar o resto conforme a necessidade.

  4. CAMPEÃO DE TUDO disse:

    Vamos com calma com o Seijas. Não podemos esquecer que já tinha corneteiro pedindo a sua saída…

  5. Maurício disse:

    Dizem as más línguas que o Falcão caiu.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s