O grande desafio da Seleção Brasileira

Pelo que se viu até agora na Copa América do Centenário, disputada nos Estados Unidos, a Seleção Brasileira terá de melhorar muito para encarar com chances de classificação as próximas fases.

México, Argentina e Colômbia estão, neste momento, em estágio bem superior ao Brasil.

Têm intensidade, velocidade, esquemas definidos e jogadores que fazem a diferença.

Nada do futebol sonolento mostrado pela Seleção no empate com o Equador.

Anúncios

Sobre mariomarcos

Jornalista, natural de criciúma, fã incondicional de filmes, bons livros e esportes
Esse post foi publicado em Copa América, Seleção Brasileira e marcado , , , . Guardar link permanente.

6 respostas para O grande desafio da Seleção Brasileira

  1. Rafael disse:

    Não acredito que o MM tenha entrado nessa de “intensidade”, termo da educação física muito mal empregado pelo treinador Roger Machado, e repetido à exaustão pelos jornalistas esportivos pouco afeitos ao estudo do treinamento esportivo. Intensidade não é qualidade de uma equipe ou jogador, nem uma valência física. Trata-se do grau do esforço físico num determinado período de tempo. Seu contraponto é o volume, que está relacionado à quantidade de esforço. Assim, se aumentarmos a intensidade de um esforço, necessariamente deveremos reduzir o volume. Ou seja, se uma equipe realmente aumentar a intensidade (e não essa balela que atribuem como intensidade), não conseguirá terminar uma partida, pois o esgotamento acontecerá antes.

  2. Guasca disse:

    MM,
    No meu computador tá difícil de carregar o blog.
    Em alguns momentos surge a seguinte mensagem:

    A conexão para mariomarcos.wordpress.com foi interrompida durante o carregamento da página.

    A página que você está tentando abrir não pode ser exibida porque a autenticidade dos dados recebidos não pôde ser comprovada.
    Por favor, contate os responsáveis pelo site para informá-los sobre este problema.

  3. Maurício disse:

    Pra um futebol esculachado sempre por todos, a Venezuela não fez feio, e despachou virtualmente um confuso Uruguai. Tá certo que os uruguaios começaram visivelmente nervosos, batendo muito [com conivência e falta de critério do árbitro argentino] e jogando pouco, talvez pela obrigação de pontuar, mas o jogo foi de igual pra igual e podia ter sido uns 5 x 5. Os lances dos gols perdidos por Cavani e Otero, por exemplo, foram inacreditáveis.
    Infelizmente, de novo não consegui ver o Seijas jogar.

  4. Kiko Marques disse:

    Ontem, quando desci do meu quarto para jantar, dei uma espiadinha na TV do saguão do hotel e para minha surpresa estava passando o jogo Brasil x Haiti. Eu não sabia que o Brasil jogava ontem. MM, assisti os últimos 15min de Uruguai 0 X 1 Venezuela e cheguei a conclusão que a Venezuela está em um estágio superior ao Brasil.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s