O que faz aquele símbolo nazista no meio dos soldados?

O tempo passa, a história muda, a União Soviética (e sua técnica de retocar fotos para apagar inimigos ou reduzir constrangimentos) e seus satélites desmoronaram, mas algumas fotos continuam causando embaraços – e sumindo, por milagre.

Esta que está acima, por exemplo. Dias atrás, a imagem de 10 homens do comando especial da Marinha no Afeganistão, mesma equipe daqueles soldados que urinaram em cadáveres, vazou na internet, depois de ser publicada em um blog. Tirada em novembro, ela mostra os soldados posando com suas armas, com duas bandeiras ao centro: a dos Estados Unidos e a outra com o velho símbolo do duplo S dos nazistas.

A divulgação da foto causou polêmica, constrangimentos e críticas pesadas entre internautas. Veteranos marines da II Guerra, que lutaram contra o nazismo, protestaram duramente. Em consequência, o corpo de infantaria da Marinha divulgou comunicado com uma dura condenação, lembrando que exibir símbolos nazistas é inaceitável.

Não garantiu punição, até porque, segundo o canal Fox – espécie de porta-voz oficial – os homens teriam se confundido e achado que o SS correspondia à abreviação de sniper scouts (algo como franco-atiradores). Foi a mesma versão do comando. Para eles, os soldados pecaram por ignorância: não sabiam que estavam se associando a um símbolo fascita.

Em resposta à repercussão, o Corpo de Fuzileiros Navais confirmou que uma de suas equipes posou para a foto. Mas ela sumiu do blog dos Marines.

Em seu lugar, soldados aparecem em uma cena similar, no mesmo local, apenas com a bandeira americana ao fundo.

Questão para se pensar: uma bandeira como aquela não aparece por geração espontânea. Deve pertencer a alguém. Quem seria o dono dela?

Anúncios

Sobre mariomarcos

Jornalista, natural de criciúma, fã incondicional de filmes, bons livros e esportes
Esse post foi publicado em Gente e marcado , , , . Guardar link permanente.

61 respostas para O que faz aquele símbolo nazista no meio dos soldados?

  1. marcos gaucho de BSB disse:

    Mas seria o fim da picada se eles, depois de tudo isso, mantivessem a foto no blog. Aliás, mesmo que não tenham sofrido punição formal, imagino que esses snipers devem ter sofrido nas mãos de seus superiores por causas disso.

    Agora, eu nem sabia que aquilo era um símbolo nazista, vou confessar. Agora que falaram eu lembro dos filmes, do emblema no colarinho dos oficiais. Se fosse uma suástica, acho que a desculpa não colaria.

    Sem querer parecer grande coisa, mas se eu não sabia, é bem provável que o soldado americano médio também não soubesse. Agora, será que ninguém ali da foto sabia? Difícil…

  2. Schroder disse:

    Pensa bem. A um tempo atras quando Nilmar jogava no Inter fizeram aquele teste nele das 7 perguntas sobre seu clube. Nilmar que se criou no Inter não sabia qual o ano do Inter invicto no Brasileirão que era 79. Ele disse 76. Hoje se tu perguntar a jogadores do Inter ou Gremio o que significa SCI ou GFPA alguns deles terão dificuldade de responder. Muita garotada não entende NADA de historia. Então não me surpreende nem um pouco que militares, a maioria sem muito estudo, não saberia que esse simbolo era nazistas. Pra ser sincero nem eu sabia. Me parece mais o SS da banda KISS.Veja : http://www.rockpic.net/images/kiss-9.jpg

    • Perfeito Schroder! Este símbolo não está associado tão somente aos Nazistas, mas a bandas de rock (você apropriadamente citou o Kiss) e a uma das vertentes que “descende” do rock”n”roll. Estes militares nem devem saber quem era Hitler, quanto mais um símbolo “secundário” do Partido Nacional-Socialista dos Trabalhadores Alemães”. É aí? Hoje, alguém associa as palavras socialista e trabalhadores com o Nazismo? Foi um equívoco, nada mais que um equívoco.

      • prá variar uma correção:”E aí? Hoje, alguém…”

      • Alexandre Carvalho disse:

        Niederauer,
        S.S. pelo que entendi em pesquisa, significa Seções de Segurança e S.A. Seções de Assalto.
        Assim como a Gestapo (Polícia Secreta ), foram criações de Hitler para execução de suas ordens.

      • carlos disse:

        concordo totalmente. é óbvio que nada tem a ver com o simbolo nazista.

      • Adriano Colorado disse:

        perfeito Carvalho…

        seguinte: conforme as tropas tomavam uma cidade logo em seguida a sa chegava pra fazer a “limpa” .

        as tropas regulares não sabiam de nada pois iam avançando e não se podia perder tempo.

        no começo eles iam selecionando e matando tudo por ali mesmo, só que isso era muito demorado , dai surgiu a ideia dos campos da morte.

        o soldado de frente de batalha alemão não tem nada a ver com o holocausto, eles não sabiam de nada e sua conduta era rígida e por qualquer coisa era corte marcial e fuzilamento.

        os propios moradores das cidades caguetavam quem era judeu , mas tinha muita gente que ajudava as pessoas a fugirem… para muitos os alemães foram verdadeiros libertadores pois quando tropas alemãs chegavam lhes libertavam da opressão dos poderosos que governavam com mão de ferro, mas logo que os aliados reverteram viram o inferno na terra sendo duramente castigados e ai tense um 2º holocausto mas esse não alardeado pela mídia mundial.

      • marianomonkey disse:

        Esse símbolo é muito mais antigo que Rock n’ Roll ou fascismo ou nazismo. Trata-se de um símbolo antigo, milenar, mais precisamente satânico. O Satanismo utiliza muito os raios como emblemas. A guarda de soldados nazistas SS, de Adolf Hitler utilizava dois “S” na forma de raios. O raio também é conhecido dentro da feitiçaria como “o S satânico”; ela relaciona os grupos satanistas que utilizam o raio como emblema. A relação é reveladora:
        Bandas de música Rock: KISS [Knights In Satan Service, ou Cavaleiros no Serviço Satânico], Black Sabbath, AC-DC, Raven, Metallica, Krokus, Judas Priest, Keel and David Bowie.” Essa é uma verdadeira Galeria Satânica da Infâmia, até o pequeno Harry Potter faz parte dela!

        Esses símbolos em forma de raio foram também usados pela guarda nazista SS, como símbolo do terror satânico. O símbolo representa o poder de Lucifer caindo na terra como um raio.” Os satanistas acreditam que, na Batalha do Armagedom, Lucifer/satanás e suas forças conseguirão reverter sua derrota anterior e aniquilarão Jesus Cristo e seus santos, para depois invadir os céus e atacar o Trono de Deus!

        Mas o que eu falo aqui é visto como “teoria” ou “maluquice”. Faz parte do plano “deles”.

    • Alexandre Carvalho disse:

      Schroder,
      Realmente muito parecido com o Kiss.
      Acho sim que no caso destes militares foi uma infeliz “cabacice”!

      • mariomarcos disse:

        Esta é a explicação do comandante da base. Disse que eles foram ingênuos.

      • Alexandre Carvalho disse:

        MM,
        se estava no blog nos mariners (ou marines não sei o correto), deve ter passado por algum assessor de imprensa, no caso, um jornalista.
        A culpa então é do jornalista!!! eheheeh.
        Releva minha risada em assunto tão sério.

      • Marcos-AM disse:

        É e quem compra uma bandeira do Kiss?
        Uma bandeira é um simbolo de nação ou organização.
        NOte que é uma bandeira do mesmo tamanho da bandeira estadounidense. E aí? era mais fácil engolir a SS de sniper scouts.
        O fato é que, não existe bandeira que representes o “scouts” de franco atiradores.

      • mariomarcos disse:

        E tem mais uma coisa: por que o comando falaria em símbolo nazista? Bastaria falar logo em Kiss ou atiradores.

    • Pacificador disse:

      Ignorância não é desculpa… acho uma coincidência muito grande usar um símbolo desse. Ainda mais se tu considerar que mesmo sendo os Estados Unidos que venceram a Alemanha nazista, há muitas pessoas racistas nesse país… e a foto parece ter apenas soldados brancos.

    • marcos gaucho de BSB disse:

      Eu pensei exatamente nisso, no símbolo do KISS. Foi a primeira coisa que me veio a mente.

      • Exatamente Alexandre Carvalho!
        SchutzStaffel; aí a origem de “SS”, traduzindo, tropas de amparo ou proteção. Acho que aqueles marines nem devem saber quem foi Jimmy Carter ou Richard Nixon, quanto mais os nazistas. Mais provável serem fãs do Simmons, Stanley & cia. Abraços.

    • marianomonkey disse:

      Aliás, TODOS OS SÍMBOLOS NAZISTAS SÃO SÍMBOLOS OCULTISTAS, MILENARES, PAGÃOE E SATÂNICOS. Só não sabe disto quem não quer, está tudo disponível em livros e na internet, por exemplo.

  3. Viriato disse:

    Impressiona a facilidade que a humanidade tem de desconhecer a história e repetir os erros de forma cíclica e equivocada. Hitler tb não sabia que o inverno russo era um inimigo a mais e que já tinha derrotado Napoleão. Infelizmente, não há como não se impressionar com o fato da memória mundial esquecer símbolos nefastos e ícones de uma das maiores tragédias mundiais pautada pelo genocídio e o radicalismo da raça pura. Não é por outro motivo que temos hoje convivemos com neo-nazistas e malucos que afirmam que não houve holocausto. Desconhecer a história é comprometer, irremediavelmente, o futuro.

    • Paulo Anton disse:

      Verdade, Viriato.

      Impressiona, a facilidade que a humanidade tem em “desconhecer” a história; mas, impressiona também como a humanidade é facilmente manipulada por interesses dos mais diversos conforme a época (cíclico), e que são em sua maioria desconhecidos do povo em geral.
      Vou citar um exemplo: Passaram-se mais de 70 anos desde o começo da 2ª Guerra Mundial, e todo e qualquer fato que for diferente do que a imprensa mundial judia escreveu e publicou, é considerado mentira e muitas vezes uma ofensa; mas, será que é tudo verdade o que está escrito e será que aconteceu mesmo daquela forma?

      Na minha opinião, provavelmente o dono da bandeira seja um daqueles soldados da foto; fato que por si só deve ter passado despercebido pelo comando, e que chamou a atenção somente agora que o caso ganhou repercussão. O que essa bandeira queria dizer??? Quem vai saber??? Todos vão saber o que o comando publicou, mas será que é a verdade???

      • Guilherme Lajeado disse:

        Essa tua opinião ‘anti RBS’ contamina teus comentários… “Imprensa mundial judia”? Ah, por favor… Nada impede de tu criar a TUA imprensa, reescrever a história do TEU ponto de vista, conforme o teu entendimento (a internet ta aí pra isso, hoje tu não precisa mais de “capital”)… Se vai ter repercussão?? Bom, daí depende do teu talento (ou dos interesses que tu conseguir envolver)..

        Culpar a civilização “judaico cristã ocidental” pelos males do mundo é demais…

      • Adriano Colorado disse:

        tem uma coisa chamada revisionismo , que é duramente atacada , criticada e perseguida pelos judeus que afirmam isso ser coisa de anti semita.

        o que é o revisionismo? procurem na net e verão que nem tudo que dizem sobre o holocausto é verdadeiro… estudos científicos provaram que o numero de judeus mortos foi enormemente aumentado só pra ficar num termo.

        israel comete holocausto quase todos os dias contra os muçulmanos do pais que eles tomaram de assalto com o auxílio dos eua no pós guerra e isso ninguém fala nada.

      • Guilherme Lajeado disse:

        Com certeza nem todos os números são verdadeiros. Isso é fato. Para ambos os lados (e para quase tudo na vida)! Até porque alguns números são difíceis de serem medidos com precisão.

        Mas uma coisa é questionar números. Outra, muito diferente!, é questionar fatos. Dizer que não houve Holocausto (ou algo do genêro) é ir contra os fatos (uma corrente forte do revisionismo prega isso). Falo não só pelos judeus, mas por outras “minorias” que sofreram.

        Acredito sim, que os judeus usaram este fato a seu favor (na criação de Israel, por exemplo) e usam até hoje em algumas questões (inclusive em excesso). Mas estariam eles errados? Ou se fosse outro “povo” nesta situação, será que este não usaria a história em seu benefício?

        O que tu chama de “tomado de assalto”, foi aprovado na ONU, orgão máximo para este tipo de assunto. Com a ajuda inclusive de ilustres brasileiros (Osvaldo Aranha é um deles). Mas isso é outro assunto, em que a discussão é interminável e ambos os lados tem seus erros. Enfim, é um assunto complexo, com várias variáveis…

      • Paulo Anton disse:

        Guilherme: Só me explica o que a RBS tem a ver com isso? Eu sinceramente na minha “ignorância”, não consigo entender…
        Se tiver em algum lugar escrito ou uma lei que me proíba de utilizar a foto que eu quiser, talvez possa pensar no por quê da situação; agora, do contrário, perdeste uma grande oportunidade de ficar quieto!

        Se tu diz que é de Lajeado, e só por isso, eu começo a falar mal das pessoas de Lajeado (mesmo que, não tenha nada… mas, nada a ver com o assunto em questão), serei pelo menos, injusto com o restante da população.
        Sinceramente, não procuro “aprovação” tua ou de ninguém; como diz um político a nível federal e que é natural de bem perto de Lajeado… “to me lixando para opinião pública”… to nem aí para o que tu pensas sobre o assunto; aliás, sugiro que tu repense a situação… já que, ser “alienado” pela RBS é um mal muito grande; pra ser exato é o maior Câncer do Sul do Brasil. Basta, se informar e olhar para os lados… se quiser é claro!

        Se quiser continuar sendo “cavalo de padeiro” e continuar olhando só para uma direção, a escolha é tua. Só posso te dizer; seja feliz!

        Saudações!

      • Guilherme Lajeado disse:

        Eu falei que tinha alguma lei te proibindo de usar alguma foto?

        Talvez tenha induzido isto, APENAS pelo fato da RBS (essa mesmo da tua foto!) ser de donos judeus. Daí relacionei com o belo jargão “imprensa mundial judia” (fazia tempo que não ouvia… Talvez desde o tempo do movimento estudantil da faculdade… Belos “estudantes”! Estão lá até hoje…). E daí, concluí o que me parece óbvio, que teu ódio a malvada “imprensa mundial judia” se oriunda também do fato de tu ser contra a RBS, o tal cancêr do sul do Brasil. Se não tiver relação alguma, me desculpa, fui infeliz na minha conclusão…

        E por favor, não venha me ensinar em quem (ou no que!) eu devo ou não acreditar, fica chato. Deixa que eu vou quebrar a cara e descobrir sozinho.

        PS.: Têm parentes teus em Lajeado, então sugiro falar mau só deste “alienado” aqui (ficarei orgulhoso!), para não manchar a reputação familiar.

        Sds.!

      • Paulo Anton disse:

        Guilherme: fique tranquilo; não tenho parentes em Lajeado.

        E não precisa ficar “tão brabo”, por eu não gostar da RBS.
        Realmente na minha resposta, não associei as duas coisas.
        Essa empresa tem tanta coisa de ruim, que nem me lembrei dessa (mais uma), sinto muito. Seja feliz!

        Sds!

  4. Hugo disse:

    Não creio que tenha sido uma apologia consciente do nazismo, até porque imagino que há várias instâncias dentro do próprio exército americano e alguma delas alertaria para o mico.

    É caso de burrice mesmo, de desconhecimento de história, no caso. Chega até ser folclórico a ignorância dos americanos (capital do Brasil ser Buenos Aires, vídeos no youtube tirando sarro do conhecimento do americano médio, etc.). E tem os resultados do PISA/OECD que agora chancela essa mediocridade do conhecimento do americano.

    A gente tem que dar um desconto para os americanos, visto que eles são tão focados na sua messiânica tarefa de levar democracia e liberdade para os mais diversos confins do planeta, através das suas invasõ…, digo, operações de salvamento planetárias, como a Operation Iraqi Freedom – aquela missão que objetivava livrar o país do Saddam das armas de destruição em massa – que eles nem tempo de estudar!

    • mariomarcos disse:

      Esta semana começou a ser desmascarada mais uma destas operações de ‘ajuda’: o Washington Post (e não um inimigo ou antiamericano) denunciou que a Usaid, aquela agência de ajuda humanitária na fachada, funciona como uma espécie de CIA paralela. Desta vez, a denúncia vem de dentro.

    • Schroder disse:

      Hugo porque americano teria que saber a Capital do Brasil? Tu por acaso sabe a capital do Canada? Da Guatemala?

      Não entendo essa reclamação de Brasileiro que Americano deveria saber a capital do Brasil. Por favor, o Brasil continua sendo hoje um pais que raramente aparece no noticiario Internacional. O Brasil não so para Americanos como Europeus é o equivalente a Honduras para vcs Brasileiros. Então param de reclamar. O dia que 100% dos Brasileiros puderem responder sem pesquisar qual a capital da Indonesia ai podemos voltar a falar nesse assunto.

      PS: E garanto que posso fazer video no Brasil e editar para ser igualzinho a esses de alguns americanos nao sabendo responder umas perguntas.

      Tudo isso vcs adoram so para TENTAREM se sentir superiores aos Americanos. Da pena.

      • Hugo disse:

        Ué? Se não sabem tá desculpado, se soubessem seriam gênios “apesar” da invisibilidade do país. Hahaha…

        Tá bem, mas espero que, ao menos, saibam mais de assuntos mais importantes, como, por exemplo, a pena imposta ao Tenente Calley de My Lai, após a sua participação épica nesta heróica operação que visava salvar os norte-vietnamitas do comunismo. Mas, acho que também não sabem disso, como já pude inferir ao teclar com alguns internautas em blogs e foruns na web. É como eu escrevi antes, sua diatribe messiânica sobre democracia e liberdade ocupam-lhes todo o tempo que torna-se desnecessário saber de assuntos sem importância…

        Tchê, conto com a tua maior comiseração pelo fato de eu não ser babaovo dos EUA, mas se vc me prometer me enviar um chapéu do Clube do Mickey, eu prometo que mudo de ideia! Tá?! 😛

        Ah! Manda um abraço pro Tenente Calley!

  5. Hugo disse:

    cesãogremista:

    Tem um site de souveniers/relíquias de guerra e lá tá anunciado uma pulseira de prata com esse símbolo do “S” estilizado. O link taí embaixo e tire vc mesmo as conclusões:

    http://www.warrelics.eu/forum/ss-uniforms-insignia/ss-nazi-german-silver-cuff-links-20305/

  6. Schroder disse:

    Bah sinceramente esse blog ta virando 50% propaganda anti americana. Não passa 2 dias sem ter alguma coisa pra falar mal dos Americanos.

    • mariomarcos disse:

      Estás exagerando. Onde está o ataque aos americanos no post? Publiquei uma notícia, apenas, e até evitei comentar. Notícia que os próprios comandantes americanos têm discutido. Se a bandeira estivesse ao lado de soldados ingleses, alemães, brasileiros ou argentinos, eu também colocaria no blog. O que não dá é para sempre partir da ideia de que qualquer crítica é sinônimo de antiamericanismo.

      • sandro saci disse:

        reaças são assim mesmo.

      • Schroder disse:

        É mais o conteudo coletivo do do Blog. Video de soldado mijando em morto…foto de soldados com uma bandeira sei la do que…são inumeros os posts assim aqui. Mesmo que não diretamente criticando deixa esse feeling de “Olha mais essas desses Americanos”. Mas tudo bem o blog é seu, cada um escreve o que quer. Apenas acho que deveria ser mais balançado em vez disso parece ser conteudo com uma “agenda”.

      • mariomarcos disse:

        Sinto muito, até porque te conheço há muito tempo, mas continuas enganado. Só coloco aqui aquilo que vira notícia. Não vou revirar e inventar críticas aos americanos. A foto dos soldados urinando nos mortos foi noticiada em todo mundo. A dos caras torturando também. O caminhão carregado de crianças mortas em Fallujah igualmente. Assim como noticio estes fatos que me tiram a paciência, também faço um texto exaltando a eleição do Obama (cujo título era “Valeu todo o sacrifício, Ali”).

  7. sandro saci disse:

    alguns torcedores também cultuam esses simbolos.

  8. Schroder disse:

    Mario o Brasil tem tanta corrupção e roubo porque não escreves sobre isso tambem? Porque o foco nos EUA?

    • mariomarcos disse:

      Também escrevo sobre isso. E há vários debates aqui. E volto a insistir: meu foco está longe de ser os EUA. Queres então que eu esconda notícia apenas para não dar a impressão de ser contra este ou aquele? Os EUA são notícia porque ainda são o país mais importante do mundo. Simples assim. Quem defende certas regras, tem de cumpri-las rigorosamente. Não estou é entendendo esta tua posição.

  9. ricardo disse:

    Tem pessoas para as quais ser contra a politica beligerante, imperialista, terrorista e fascista de Estado americano, seus mais diversos órgãos de repressão como CIA ,FBI, Mariners e qualquer coisa do genero, e sua estratégia nefasta de querer policiar o mundo, invadindo a soberania de outros povos, trucidando nações inteiras para sob pretexto “da democracia” garantir sua hegemonia econômica na marra, é ser contra os americanos. Seguindo essa lógica, milhões de americanos que também são contra tudo isso tudo, deveriam ser expulsos do pais? perseguidos?

  10. Yankee disse:

    MM! Porque tanta revolta com os EUA? Conheces o país? Seu povo? Suas diferenças internas?
    O que me causa espanto, é o fato de que todas as tuas manchetes referentes a ele, tentem fazer de um país de mais de 300 milhões de habitantes, algo homogeneamente maléfico.
    Não trate o assunto com essa leveza, porque as discussões acabam tornando-se banais. Como se nós, brasileiros fôssemos um país exemplo a ser seguido.
    Não estamos no Haiti? E os reportes de abuso emitidos pelo povo haitiano, alguma vez foram investigados com a neutralidade necessária?

    • mariomarcos disse:

      Viajaste. Que história é esta de haitianos? Queres então investigar uma população miserável, sofrida, abandonada, explorada? Que condenação a mais queres dar para eles? É dose. Não entendeste nada se pensas que falo de todo o povo americano como algo maléfico. Fantasia pura. Nunca falei do povo americano, mas de certas atitudes do governo norte-americano, o que é bem diferente. Neste post, nem estou criticando os EUA, mas destacando um fato isolado que foi condenado até pelos comandantes americanos. Estranhamente, o fato criticado pelos próprios americanos recebe tentativas de justificativa como esta tua. E conheço, sim, os EUA, e muito bem. Nestas horas em que tentam comparar Brasil com EUA, sempre puxando o Brasil para baixo, costumo lembrar do Nelson Rodrigues e seu complexo de vira-latas. Ele foi preciso nisso.

  11. SANTIAGO COLORADO disse:

    … o Marcos Valério foi condenado por sua participação MENSALÃO PETISTA…isso também é notícia e não foi comentado aqui no blog…
    …ou seja, há notícias que interessam e notícias que não interessam…

    • mariomarcos disse:

      Vou te contratar como meu pauteiro. Já disse que não comento todas as notícias porque nem teria como. O blog não é um jornal. Escolho certos temas. E vocês estão livres para debater – como tem acontecido no teu caso. E o mensalão do Marcos Valério teve outro carimbo antes. Também não comento.

      • SANTIAGO COLORADO disse:

        OK…comenta-se aquilo que é do interesse…
        …o que não interessa, passa em branco…

      • mariomarcos disse:

        És livre para pensares o que quiseres. Nem sempre concordo, mas podes ter certeza de que a tua opinião é respeitada aqui – mesmo que eu não concorde com ela. Aliás, tens provas mais do que suficientes disso. Tuas críticas e restrições sempre foram aceitas.

    • marcos gaucho de BSB disse:

      MM, eu quero esse emprego de pauteiro também. Onde deixo meu currículo? kkk

      Desculpe a brincadeira, mas foi pra aliviar um pouco.

    • marianomonkey disse:

      Santiago, te informa melhor, o esquema que marcos valério participava NÃO É EXCLUSIVAMENTE PETISTA. Aliás, começou com o PSDB de minas na eleição do Abuíno Azeredo. Vai te informar melhor antes de falar em mensalão petista. O FHC também teve seu mensalão. Não repete tudo o que mandam tu achar.

  12. Gilberto disse:

    Por isso que os EUA deveria investir mais em educação de qualidade a sua população e menos doutrinação nacionalista, xenofobia, fundamentalismo e racismo. A educação deve tratar o respeito ao próximo, a sua cultura e valores humanitários.
    Outra coisa que o governo americano poderia melhorar com a educação é a formação religiosa da sua população. EUA é um país com uma base puritana fundamentalista, com uma visão fanática da religião, essa porcaria está contaminando outros países do mundo através dos seus pastores em seus discursos ou em publicações.
    Se os soldados fizeram isso por inocência é porque faltou uma educação adequada antes e durante os seus serviços militares.

    • marcos gaucho de BSB disse:

      Gilberto, várias pessoas aqui no blog que certamente não têm uma “base puritana fundamentalista” confessaram que, a princípio, não identificaram o ss como um símbolo do regime totalitário alemão das décadas de 30 e 40.

      Eu estive nos EUA esses tempos e um amigo, falando dos problemas que enfrentam os imigrantes ilegais, como são mal tratados e expulsos sumariamente, contou-me algo interessante. Eu perguntei “E como fica a educação do pessoal, já que eles não tem documentos?”. Ele disse que o governo (em miami, pelo menos) tem uma política de todas as crianças na escola, independente se estão ou não legais no país.
      Outra coisa é o princípio da separação entre Estado e igreja nos EUA. Eles levam isso muito a sério. Nas escolas públicas é proibido qualquer tipo de pregação religiosa, apesar dos protestos de líderes como os que mencionasse. Tem um discurso muito interessante do Obama, um cara de formação protestante, sobre separação entre igreja e estado, certamente tem no youtube.
      De resto, creio que hoje os EUA caminham muito mais para serem um país agnóstico do que para recrudescer “fundamentalismos religiosos”. Essa última frase é pura opinião.

      • Schroder disse:

        Marcos

        Sobre immigrantes illegais nos EUA. Nos meus 43 anos morando nos EUA já conheci varios inclusive Brasileiros, uns que hoje estão no Brasil e são quase familia pra mim.

        Dito isso tu diz que illegais são “mal tratados” aqui. Discordo PLENAMENTE. Primeiro lembra eles estão aqui ILLEGALMENTE, não estão obedecendo a lei. Parte deles são turistas que nunca voltaram ao seu país, outros são pessoas que entraram pela fronteira illegalmente. Mesmo assim eles tem sua vida aqui e trabalham. Restaurante é quase tudo Illegal trabalhando na cozinha e limpando mesas, ao menos aqui na minha reigião. Tem um cara que parece o Guinazu num loja de X aqui perto. Ninguem mal trata ele pelo que vejo. Vejo ele todos os dias indo ao trabalho de bicicleta (comum para illegais ja que nao tem carteira de motorista) não vejo ninguem agredindo ele.

        Tem 13 milhoes de illegais nos EUA. Mais que o estado do RS em população. Queria ver como o Brasileiro ai no Brasil iria tratar 13 milhoes de Bolivianos illegais no Brasil. Mas tu sabe como seria MUITO PIOR que Americano trata Illegal. Americano ta acustumado com illegais. AGora queria ver Brasileiro ai com milhoes de illegais. Iam tratar pior que cachorro. Inclusive já li algo sobre isso e ja vi Brasileiro ai falar de Boliviano e paraguaios que estão ai illegalmente. Falam deles como se fosses sub-humanos.

        Então nao vamos julgar os Americanos em como tratam os Illegais (que até tratam muito bem pois 99% deles tem um vidinha tranquila ganhando $$ e nao pagando impostos!) especialmente quando vc não tem conhecimento direto sobre o assunto. E especialmente quando no Brasil ja ha indicios que Brasileiros não tratam seus illegais muito bem.

      • marcos gaucho de BSB disse:

        Schroder, vc realmente leu o meu post até o fim?
        Eu disse que a população americana trata mal os imigrantes? Disse que é injusto extraditá-los? Eu falei que os imigrantes eram agredidos?

        Você presume que eu não conheço os EUA, mas o meu amigo é americano e convive com a comunidade brasileira em miami. Ele conta que é comum um pai ou uma mãe sair de casa para trabalhar dirigindo (ilegalmente) e nunca mais voltar, porque foi parado por causa de uma multa e é entregue à imigração. Tem filmes americanos que retratam esse tipo de situação como um “erro político”, como diria o MM.

        Você também não deveria julgar o que os brasileiros fariam em relação aos imigrantes, supondo uma situação que não existe ainda. Eu não saio por aí criticando os EUA, tenho alguns amigos e pessoas que foram muito importantes na minha formação e que são americanos. Nem por isso eu fecho os olhos para os problemas de lá Schroder, embora prefiria debater sobre nossos problemas daqui, do Brasil.

        Se vc tivesse lido o post até o fim, veria que estava até elogiando a conduta dos americanos quanto à educação dos filhos de imigrantes ilegais. E, assim como posso elogiar, posso criticar. Estou em um ambiente democrático.

      • marianomonkey disse:

        Eu concordo e digo mais: não só nos EUA, como no Brasil e em todo o Ocidente, e tudo isso, como venho dizendo, é metodicamente planejado há centenas de anos.

  13. Glaucio Missioneiro disse:

    Aquela foto foi em referencia a um jogo de futebol de video-game, o Superstar Soccer.

  14. O que o USA estao fazendo no mundo pos segunda guerra mundial,qual a difrenca entre USA e os nazistas ? Normal,e so ver pela otica realista…

  15. Lauri Guerra disse:

    Olha a desculpa:”…os homens teriam se confundido e achado que o SS correspondia à abreviação de sniper scouts (algo como franco-atiradores).” ME ENGANA, QUE EU GOSTO.
    Há vários comentários tentando justificar esta desculpa esfarrapada. Pode até que algum (ou varios destes mariners) quando apresentado(s) ao símbolo não soubesse(m) o que significa. Mas quem fez (ou comprou) a bandeira e levou-a para fazer a foto com certeza sabia (como ornamento, vamos combinar que é difícil de justificar a escolha da bandeira). Na hipótese mais cândida, pelo menos um simpatizante do nazismo há naquele grupo.
    O fascismo tornou-se ideologia de massas aqui nos EUA. O partido republicano está coalhado de fascistas (de alto a baixo) e, instrumentalizando a direita religiosa, deram base de massas a esta corrente ideológica. O Tea Party é a expressão mais visível disto, mas não a única. O Fox Channel (rede de TV de Rudolph Murdoch, o mesmo envolvido em inumeros delitos de imprensa mundo afora) é o elemento mais ativo de propaganda fascista nos EUA, de fazer inveja à máquina de propaganda do III Reich.
    O embate ferrenho entre os pré-candidatos republicanos para provar quem é mais conservador, nada mais é do que reflexo da massificação do fascismo na base do partido republicano (Gingrich e Santorum tem claramente posições fascistas, asssim como as tem Bachman e Pawlenty, que retiraram-se da disputa, e Sarah Palin, ex-candidata a vice presidente, com John McCain).
    Neste ambiente ideológico e com as condições sócio-políticas por que atravessa o país (que é completamente dominado pelas grandes corporações, principalmente os bancos), não é surpresa e nem raridade este tipo de situação como a que ocorreu com a foto dos mariners.
    Não fosse a grande força do lobby judeu nos EUA, que consegue em geral frear manifestações públicas de apreço ao nazismo, ver-se-ia muito mais situações assim.

  16. Walter disse:

    Para os desavisados e se m cultura, esse simbolo é das WAFFEN-SS, eles estavam savebendo que fazendo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s