O estilo Luigi funcionou como nunca com D’Alessandro

Nem sempre o estilo do presidente Giovanni Luigi é bem entendido, ao menos por parte da torcida do Inter. A forma educada de falar é confundida, às vezes, com fraqueza. O tom de voz baixo é encarado como insegurança. Não é sanguíneo como seu antecessor Vitorio Piffero ou como o rival Paulo Odone. Segue seu próprio ritmo. Por isso, em alguns momentos, torcedores que frequentam as redes sociais e postam mensagens em blogs, como ocorre aqui com certa assiduidade, pedem mais energia.

Pois bem, sem alterar este estilo, mantendo a prudência de sempre, Luigi deu ao torcedor do Inter a notícia que ele sonhava receber, depois de uma semana de indefinições: D’Alessandro (na foto, ao lado de Luigi, na assinatura do atual contrato) fica no clube, desiste da proposta milionária do futebol chinês e cumpre o contrato. Acima de tudo, disputa a Libertadores.

E como Luigi fez isso? No padrão de sempre.

Quando a notícia foi revelada pelo repórter André Silva, durante a pré-temporada do Inter em Gramado, o próprio Luigi confirmou, sem perder a serenidade.

Alertou o torcedor para o valor da proposta, “que mexe com a cabeça de qualquer jogador”, como reafirmou, disse que não teria condições de garantir nada, mas ao menos prometia continuar tentando uma alternativa. Na quinta-feira, logo depois do jogo entre Inter e Cerâmica, Luigi, desafiado pelos repórteres, estabeleceu um prazo:

– Espero resolver este caso em um prazo de 48 horas.

Não ficou nisso. Garantiu que se não resolvesse, não gostaria de levar D’Alessandro a Manizales para não correr o risco de ter um jogador dividido em uma partida decisiva.

O período se esgotava na noite do sábado. Na entrevista coletiva, os jornalistas perceberam a euforia do técnico Dorival Júnior, que não conseguia controlar o riso em quase todas as respostas, como se tivesse recebido uma notícia. “É D’Alessandro?”, questionaram, forçando Dorival a mudar um pouco o tom.

Na manhã de domingo, os indícios se confirmaram, quando D’Alessandro treinou normalmente. Dorival tinha dito que gostaria de uma definição antes do último treino técnico e tático. Se o jogador estava no time titular, sinal de que tinha havido uma definição, como o treinador queria.

Não demorou muito para que os indícios virassem certeza. Pouco depois do meio-dia, Luigi autorizou o site do clube a divulgar a nota oficial, inclusive com declaração do jogador, confirmando o acerto e a permanência. Vitória de Luigi.

Repórteres que acompanham o caso de perto garantem que o reajuste oferecido ao jogador não chega a dobrar o salário, mas é considerável, além de uma provável prorrogação de contrato. De qualquer maneira, seria muito mais caro para o clube buscar um substituto – sem a certeza de acertar.

Luigi foi ajudado pela própria torcida, que desde a primeira notícia passou a dar provas a D’Alessandro de que sonhava com sua permanência. Fez manifestações em frenta ao condomínio do jogador, emocionou o jogador com os gritos na partida contra o Once Caldas, foi para as redes sociais. Além disso, D’Alessandro sabia que a família não gostaria de deixar Porto Alegre.

Luigi contou com tudo isso – e completou com sua capacidade de negociador.

Não é só este caso. Pela primeira vez nas últimas temporadas, o discurso de que seria preciso vender ao menos um grande jogador mudou de tom. As primeiras propostas por Damião foram recusadas – e ele segue no clube, assim como Oscar.

Em certos momentos, Luigi é tão discreto que confunde a imprensa. No seu melhor domingo, dia da notícia de permanência de D’Alessandro, ele sumiu – e não atendeu às diversas ligações das emissoras de rádio, ao menos até a tarde. À noite, compareceu ao Bate-Bola, mas só nos primeiros dois blocos. Teve de sair para um compromisso.

Ele não se abala nem com a demora para reinício das obras do Beira-Rio. Todos pressionam, mas ele mantém a calma. É seu novo desafio.

Sobre mariomarcos

Jornalista, natural de criciúma, fã incondicional de filmes, bons livros e esportes
Esse post foi publicado em Inter e marcado , , , , . Guardar link permanente.

156 respostas para O estilo Luigi funcionou como nunca com D’Alessandro

  1. Dion disse:

    Na verdade, esse camarada vem de uma linha de pensamento muito bem representada, inicialmente, por Fernando Carvalho. Sou favorável à manutenção daquilo que prospera. Equívocos pelo caminho são naturais, o que a torcida precisa ter ao alcance de seu horizonte é o resultado do trabalho, disputar título todos aspiram, o que tem que diferenciar os clubes é a proximidade do pelotão de quem decide-os. Melhor assim do que a inconstância de quem oscila, vezes na parte superior das tabelas, vezes namorando o descenso.
    Reafirmo, não é o Luigi, é uma forma de pensar que está mantendo nosso clube entre os tops.

    • tiago disse:

      O Dion tocou em um ponto interessante: manutenção. Um grande problema no Grêmio tem sido a alternância de facções rivais no poder, que assumem fazendo terra arrasada na gestão anterior. Nem o que é bom é aproveitado. Odone assumiu detonando os (poucos) acertos do Duda, entre os quais destaco a sintonia entre treinador (Renato), torcida e uma diretoria de futebol discreta e competente (tão discreta que não lembro dos nomes). Criou a cizânia em nome da vaidade (ciúmes do Renato) e do jogo político (Vicente Martins de vice, o pior dirigente de futebol que já vi). Em relação à manutenção de D’alessandro, apenas o tempo vai comprovar se o polpudo aumento, para um prazo tão longo de contrato de um jogador de não é mais um jovem, valerá a pena. A princípio, acredito que sim. Na minha opinião, trata-se do melhor jogador em atividade no RS, em um momento delicadíssimo para o clube (uma eliminação em Manizales acaba com o semestre e as chances de reeleição do irmão do Mario) e sem opções de reposição no elenco.

      • Mojito disse:

        Muito bem abordado, Dion e tiago.

      • Nei disse:

        Como colorado reconheço o grande presidente que éra o Duda. Penso que um dia deve voltar e com experiência fazer uma gestão ainda melhor. Parabéns aos gremistas por ter uma figura dessa envergadura.

  2. Mundo Real disse:

    Mas que negocio da CHINA !!! proposta da china = assinatura AG , ninguem as viu.

    • lfblog disse:

      tudo mundo viu, menos no mundo paralélo em que tu vive e Giuliano que está na Ucrãnia

    • Dion disse:

      Acho que você deveria ser contratado pelo Inter para resolver alguns problemas, posto que, pelo visto, você é quem mais se preocupa com isso.

      • Mundo Real disse:

        O pior cego é aquele que não quer enxergar. Só uma perguntinha , o inter ira comprar os 50% do Sonda ?? pra ele recupar o investimento , o cara já tá com 31.

      • Lourenço disse:

        Mundo Real,
        Certo que tu és colorado como eu, visto a tua preocupação com as “cousas” do Inter, te digo que o Sonda é um colorado milhonário que está c* e andando para dinheiro, dizendo em entrevista que não são 3 ou 4 milhoes que o farão “mais feliz”.
        Tá bom pra ti?

      • Mundo Real disse:

        Cerca lourenço, tu acreditoooooooooo ???

        obs: faço parte dos 70% da torcida do sul do Brasil.
        E a assinatura ( aquela ) NÃO SAI, anota ai !!

      • Lourenço disse:

        Não sei das últimas pesquisas do Ibope, mas caso tu faças avalanche, sugiro postares em questões do teu clube. Sendo colorado e sócio, como outros 106mil, para de tocar flauta.

      • Mundo Real disse:

        É tu que estas associando os meus 70% com o Grêmio. logo ?

      • Lourenço disse:

        Estás com sérios problemas de interpretação de texto meu caro “Mundo Real”. Eu coloquei duas possibilidades.

      • INTERminável COLORADO disse:

        Capitancito:

        Depois do acidente tu voltaste mais amargo…Que “coso”…

      • Capitancito Loco disse:

        Colorado não tem resposta quando se fala a verdade a eles. Já falam em avalanche e amargura. Argumentos, por favor.

      • Chiqueiraço 2011 disse:

        Ué…. já tá curado do “acidente”, Capachito? Kkkk!!

      • lfblog disse:

        este capitancito loco perdeu a grande chance de dar uma cabeçada e ver se criasse um pouco da sabedoria e inteligencia, porque não passa de um impertinente que não vale nem mensagens de melhoras

      • Rafael Copetti disse:

        Achei que o tal do Capapachito tinha afirmado que não bebia desde o último título importante do Gremio, mas ele tá parecendo bebaço rsrsrsrsrs
        Será efeito do Fica D’Ale ou do Giuliano que está na Ucrânia?

      • Capitancito Loco disse:

        Não sei porque o nervosismo de alguns colorados aqui comigo. Só falei a verdade. Se não gostam, existem vários outros blogs na internet. É só vazar. Tudo de bom pra você também, flblog.

      • Chiqueiraço 2011 disse:

        Capachito… se tu perde o significado das palavras pela falta de um acento… então inteligente é o que tu não é…. kkk!!!

        E ninguém aqui tá nervoso contigo, pode ficar tranquilo. Estamos com pena mesmo!! kkkk!!

      • Lourenço disse:

        Capitancito,
        Mas, me diz uma coisa, qual o teu preconceito a respeito de avalanche? Só perguntei se tu faz… por acaso tu achas que é coisa de fresco?
        Não te entrega rapaz!

      • Matheus RS disse:

        Sejamos justos.. Helinho é bom “flautador” e Capitancito é impertinente, arrogante e essas coisas?
        bei, não podem ouvir o que não querem que já despejam tudo em cima do cara, e falam até do acidente dele, com isso não se brinca gurizada..

  3. Zeca Nivete disse:

    Mostra que com calma e serenidade tudo se resolve. Como você mesmo falou, as vezes ele é confundido por muitos, e repassa para os torcedores insegurança, mas está muito seguro do que está fazendo. Parabéns ao Luigi.

  4. Alberto disse:

    Sou gremista e acho o Dale muito bom jogador, mas acho muito perigoso para os clubes brasileiros esses contratos longos e milionários, Dale ficou pq vai ganhar mais que Dagoberto que ja ganha muito. No Grêmio Douglas ta fazendo pressão pq certamente não quer ganhar menos do que Kleber. Até onde os clubes vão aguentar?

    • Dion disse:

      É sensato.

    • eduardob disse:

      saída do dale e eliminação na la ia gerar debandada do quadro social. passando na quarta-feira, a tendência é aumentar. é um receita que entra de imediato. o fato do inter estar dando alguns benefícios para quem tem débito em conta também fideliza, o cara não cancela por causa de um mau resultado.o luigi tá mandando bem, é preciso reconhecer: damião, dale e oscar seguem. ano passado era dado como certa a saída de damião, senão em agosto, então no começo do ano. time é tudo.

    • JOSEAN disse:

      Dale e Dagoberto são jogadores vencedores.

      Kleber e Douglas perdedores, estes não merecem salários de gente grande.

      Não faça paralelos entre Gremio e Inter, são clubes de naturezas diferentes hj

      • lfblog disse:

        nunca aprendeu que depois de uma cidente se deve dar mais valor a vida
        pelo jeito este acidente , como diz o mundo paralelo é uma invenção da CHINA

      • Chiqueiraço 2011 disse:

        O acidente do Capachito se chama Grêmio 0 x 2 Lajeadense…. kkkk!!

      • Capitancito Loco disse:

        Os únicos que lembra do acidente aqui são os colorados. Eu falei apenas uma vez. Vá entender essa naipe de gente.

      • Maurício disse:

        Trocadalho com o sobrenome dos outros?
        “Argumentos, por favor”.

      • Chiqueiraço 2011 disse:

        É que essa desculpa do acidente foi a desculpa mais esfarrapada que já se viu em um blog….. kkkkk!!

      • Capitancito Loco disse:

        Porquinho, não faz a menor diferença o que você acha. Até porque, pessoas que fazem piadas com o infortúnio alheio, estas sim, são dignas de pena. Tudo de bom pra você também.

      • Mojito disse:

        esse coitado voltou ainda mais amargurado, que tristeza.

  5. Pingback: Sul 21 » O estilo Luigi funcionou como nunca com D’Alessandro

  6. Rodrigo Fifa disse:

    Concordo com o Dion. Existe uma linha de trabalho que funcionou muito bem e continua dando certo. Hoje, por exemplo, podemos não ganhar a Libertadores, mas temos time pra chegar forte e botar medo até o final.
    E o Luigi foi bem no caso D’Ale: todos já tinham aceitado a saída, a diretoria não dava muita esperança, e no final conseguiu manter o maior craque do RS. Que diferença com o presidente da Arena Freeway.

    Eu só acho que teve um momento em que a coisa desandou, ali pelo final da gestão Piffero e começo da gestão Luigi: renovar com o Bolívar, renovar com o Renan, não mandar o Celso embota depois do Mazembe, contratar Falcão, passar todo o ano sem segundo atacante, toda aquela briga pela forma de montar o Gigante, etc.

    Mas não adianta. Todos estão felizes em termos o D’Ale agora. No primeiro empate, a turma do amendoim vai voltar com a história de que o elenco é fraco, o F9 é um imbecil, nada funciona, o Falcão já tinha dito, estamos em crise, acabou o ano, etc. (O único que não vai cornetear é o Giuliano, por motivos óbvios).

    • Rafael Fraga disse:

      Rodrigo, mas ano passado, seguidamente dos maus resultados do co-irmão no campeonato brasileiro, a torcida caia de pau em cima do D’Alessandro, que ele tinha que sair, que já não tinha mais as ambições do início, que estava tomando espaço dos guris da base…isso não foi uma nem duas vezes que vi. Apenas gostaria de saber o que mudou em quatro meses…

      • Chiqueiraço 2011 disse:

        Nunca vi ninguém ‘caindo de pau’ em cima do D’allessandro na torcida do Inter (com exceção do 66… mas isso dever ser rixa pessoal… kkkk!). Portanto, nada mudou. O gringo joga muito!! 🙂

      • Lourenço disse:

        Deixe eu me meter:
        Rafael, isso diz respeito a uma minoria burra de torcedores manipulados pelo Vidarte e pelo WC, que possuem um universo paralelo apenas vivido por eles próprios.
        O D’Ale sempre foi ídolo e batalhador dentro de campo. O que não quer dizer que semrpe jogou bem. Mas sempre foi identificado com o clube e repito: SEMPRE FOI ÍDOLO.

      • Rafael Fraga disse:

        Chiqueraço, não adianta tapar o sol com a peneira. Cansei de ver colorados aqui detonando o argentino, não foi somente o 66 (confeso que estou curioso para saber o parecer dele sobre a renovação).

      • Chiqueiraço 2011 disse:

        Pô Rafael… não tô dizendo que o gringo seja unanimidade…. mas a parcela que desaprovaria (não vi ninguém reprovar ainda… nem o 66 apareceu) é muuuuuuuito pequena, quase inexpressiva .

      • Fernando S. disse:

        Essa perseguição ao D’Ale foi um movimento sem muito sucesso iniciado por um outro blogueiro aí do RS, que a gente sabe. Alguns abraçaram a causa. Foi isso.

      • eduardob disse:

        o que mudou é que o 66 não tá mais postando…

    • Lourenço disse:

      Eu iria postar exatamente isso: a burrice do torcedor.
      Ok D’Ale fica, está tudo ótimo, que beleza!
      Mas, se na quarta-feira acontecer – o que faz parte do futebol – a desclassificação, daí tudo está errado.
      O Inter se mantem na ponta dos clubes sulamericanos há alguns anos; multiplicou seu quadro social, sendo case para estudo e divulgação em artigos de economia no mundo todo; é sempre um dos clubes mais arrecadadores, está a beira de reformar todo o seu estádio, sendo sede do mundial; é convidado para amistosos e torneiros com o sprincipais clubes do mundo; mantem seus melhores jogadores; contrata jogadores de ponta; e sei lá mais o que, mas… se perder na altitude para o Onze Caldas, tudo isso já era!
      Aí, o Piffero já se exalta e leva com ele um monte de anta gritando: “fora Luiggi!”.
      Não precisa ter meio cérebro e nem participação na política do clube para afirmar que o modelo atual é de sucesso, mas…
      Temos as mesmas condições de nosso co-irmão e vejam só em que estado se encontra o greminho. Vocês viram o jogo de ontem? Viram o time e o treinador deles? Poderia ser nós! Economicamente, tanto Inter quanto gremio possuem as mesmas condições e os patrocinadores ficam muito receosos em investir em um, pois temem perder a outra metade do estado, mas mesmo assim estamos “anos luz à frente”. E isso não apena em matéria de time, pois isso é cíclico e a gangorra já viu isso acontecer, mas em matéria de estrutura clubística, o que é muito mais importante.
      VAMOS PENSAR!

    • INTERminável COLORADO disse:

      Rodrigo:

      Muito bom teu comentário. Discordo, apenas e em parte, do segundo parágrafo…

      Luigi só foi assumir o COMANDO, após a demissão do NERO SIEGMANN…

      A partir dali, as coisas passaram a funcionar melhor…

      Com relação ao Estádio, eu nem faço mais comentários, pois estou de saco cheio dessa história de assina, não assina…

      Tudo ao seu tempo. Temos 27 meses até a Copa…O cronograma prevê 18 meses de obras, ou seja, há tempo de sobra…

  7. Rafael Fraga disse:

    Bom, habitualmente eu não comento assuntos não pertinentes ao Grêmio, mas nesse gostaria de expressar minha (modesta) opinião.
    Acho o D’Alessandro um bom jogador de futebol, e em sua função, são poucos os que desempenham um grande papel como ele faz no co-irmão. Foi decisivo em vários jogos para o inter. Mas ainda vale esses 700 mil por mês? É a mesma pergunta que fiz quando da contratação do Kléber (que nunca foi decisivo em lugar nenhum).
    Se formos fazer uma análise fria das circunstâncias, a folha salaria mensal do inter passará de um milhão de reais com apenas dois jogadores, D’Alessandro e Dagoberto. Não estou criticando se o inter está certo ou errado com essa atitude, o problema é que esses salários exorbitantes que os clubes andam pagando por ai, uma hora ou outra vai acabar estourando, e corremos sérios riscos de termos episódios como os dos campeonatos italiano e espanhol, que os jogadores fizeram greve pois os salários estavam atrasados, justamente porque os clubes se endividaram pagando salários astronômicos aos jogadores. Se alguém tiver a boa vontade, olhem o valor da dívida do Barcelona, exemplo de gestão para o futebol mundial.

    • tiago disse:

      Faço um humilde complemento à pergunta do Rafael: se ainda vale, por quanto tempo ainda valerá? Isso porque o contrato do gringo vai até 2015, e o prazo longo foi um dos argumentos utilizados pelo Luigi para mantê-lo (o contrato proposto pelos chineses teria duração menor, pelo que foi divulgado na ZH de hoje). O negócio é que a situação realmente surgiu em um momento delicado para o clube, que se viu na mão do jogador. Imagina se o gringo vai embora e o time fica pelo caminho na pré-Libertadores?

      • Rafael Fraga disse:

        Tiago, a única diferença (e crucial) no tempo de contrato de Kléber e D’Alessandro, é de que o gringo possa ser decisivo em conquistas de títulos para o inter, o que recuperaria em parte o investimento nele feito. Já o Kléber, tenho sérias dúvidas se este poder de decisão se assemelha com a do argentino, e o Grêmio ficaria a ver návios quando da recuperação da grana investida.

      • Glaucio Missioneiro disse:

        Imagina se fica fora com Gringo e tudo.

      • Chiqueiraço 2011 disse:

        Se cair fora da LA com gringo e tudo não é lá um fim do Mundo…… faz parte! O que não dá é “ficar com medo” de manter no clube um jogador afirmado, carismático e com grande potencial de marketing.

    • Lourenço disse:

      Uma diferença muito grande entre D’Alessandro e Kléber é que o primeiro já deu certo no Inter e se manterá em clube que já está habituado a ele e vice-versa, pois sabemos de muitos casos de jogadores que dão certo em um time e em outro não. Além disso, o custo de trazer um jogador, por milhões de euros, e a incerteza de que vá produzir os resultados esperado.
      O Kléber foi uma boa contratação, tem histórico decisivo, mas pesa nele a questão colocada acima, de que terá que se habituar ao seu novo clube e ao estilo de jogo do time e isso leva um tempo e é incerto.

    • Arlindo disse:

      Amigo, entendo teus questionamentos, que me parecem bem racionais. Agora sejamos francos, estamos falando de situações bem…mas bem diferentes! D’Alessandro, independente de acharmos se joga bem, participa do time do Inter desde 2008, e de lá prá cá ganhamos a Sulamericana, Libertadores, Recopa Sul Americana ( e campeonato menores como Suraga e Gauchões). Poxa! E o Kleber? Ganhou o quê? Quantos títulos participou? Não dá para comparar! O D’Ale ganhar 700 mil reais, existem motivos óbvios, mas Kleber e Douglas, ganharem no mesmo patamar do D’Ale, é que esta completamente fora da escala! Veja bem, apesar de eu ser Colorado, estou entendendo o conteúdo do teu post, realmente são salários absurdos, e não quero te cornetear, mas acho interessante tu observares que possivelmente toda esta “novela” em torno do D’Ale, toda esta comoção na torcida do Inter, se der um resultado positivo na Colômbia, poderá gerar uma onde de novos associados no Inter que por si só já pagam o salário do D’Ale. Agora Kleber ganhando 600 mil, sem nunca ter ganho nada de significativo, e Douglas jogando aquela “bolinha” do jogo em Caxias, para pressionar salário igual, ta completamente fora da escala, tu não achas?

      • Rafael Fraga disse:

        Arlindo, concordo em tudo que você falou, até por isso que disse que o D’Alessandro, sendo decisivo da forma que é, pode muito bem justificar o alto investimento nele feito com títulos para o inter (eu sinceramente espero que não kkk), coisa que ainda não consigo ver no Kléber (e muito, mas muito, muitissimo menos no Seu Boneco). E nem vou me atrever a comparar o Kléber ao D’Alessando, até pelo fato da posição dos dois serem bem distintas. O sucesso do Kléber passa muito pelo restante do time, que no momento não tem futebol pra ganhar torneio de sítio.

      • Arlindo disse:

        Rafael, perfeito! Chegamos ao ponto de convergência de pensamento. Agora aqui, seria interessante aprofundar o post do MM, independente da cor da camiseta! Será que esta forma de atuar do Luigi, e na verdade uma concepção da diretoria, ou uma forma de atuar do presidente? Veja bem, na questão da reforma ele mudou uma proposta que originalmente era do grupo que ele participava! Agora na questão do D’Ale, e antes com o Damiao, ele apostou na manutenção do grupo, e vejo no discurso do restante da diretoria que a proposta e aumentar o quadro social. Entendo que questões como estas, que tem reflexo no planejamento dos clubes afeta tanto a parte vermelha quanto azul do RS. Quando da certo em um o outro copia. Não sou do tipo a não reconhecer as façanhas do outro. O Inter não nasceu em 2006, como alguns aqui gostam de berrar, já era TRI campeão brasileiro, antes do Grêmio, e sim….também acho que em conquistas nacionais, já estamos a algum tempo, bem mais que vocês, sem um Brasileirao! Isto posto

    • edi tavares disse:

      rafael, como escreveu o MM, buscar um substituto seria muito mais caro e não teria a certeza do acerto na contratação, respondendo sua pergunta, vale sim i investimento, ao menos na minha opinião! abraço

    • Rafael Copetti disse:

      Amigos, vocês não estão considerando o fato de que o Inter (e parece que o Gremio também fez isso) dispensou 32 jogadores somente durante a pré temporada, a lista está publicada aqui http://wp.clicrbs.com.br/almanaqueesportivo/2012/01/23/os-renegados-dispensados-emprestados-os-32-que-deixaram-o-inter/?topo=13,1,1,,10,13 só imaginem quanto se está economizando mandando embora esses jogadores que jamais deveriam ter sido contratados. Do lado do colorado o pensamento, este ano, foi de trazer poucos jogadores, mantendo os jogadores vitais ao clube (entre eles D’Alessandro), já os que vieram são jogadores de ao menos certo renome, peças pontuais. Do lado gremista a diferença é que se tinha muitos jogadores a trocar, por isso contrataram bem mais, mas ainda também dispensaram muitos, pelo que andei lendo. Tratando mais pontualmente, o Dagoberto veio para o Inter ao final do contrato com o SP (o inter pagou cerca de 1,4 milhão ao SP para liberá-lo antes de abril de 2012), se ele fosse comprado ao SP custaria pelo menos 15 milhões de reais, por isso seu salário hoje é maior do que seria no SP, pois já está embutido o preço do antigo “passe” (hoje direitos federativos). Pensem bem, o Kleber custou cerca de 5 milhões de reais por 50% do passe, pagos ao Palmeiras, mais um tanto pago ao Cruzeiro, além da cessão do lateral Gilson. Além deste pagamento pelos chamados direitos federativos, o Gremio ainda paga ao jogador salários e luvas de cerca de 580 mil reais ao mês (fonte http://www1.folha.uol.com.br/esporte/1007305-gremio-cede-lateral-para-o-cruzeiro-e-anuncia-kleber.shtml ). Qual foi ou é o melhor negócio ? Pagar R$ 1,4 milhão ao SP e mais 600 mil de salários e direitos federativos ao Dagoberto ou pagar R$ 5 milhões ao Palmeiras, mais algum ao Cruzeiro (além do jogador cedido) e mais R$ 580 mil de salários ao Kleber? Convenhamos que o Kleber saiu mais caro, inicialmente, mas tudo no futebol depende do custo benefício, se ele trouxer grandes títulos ao Gremio, certamente se pagará, o mesmo eu digo do Dagoberto. Já em relação ao D’Alessandro, segundo o texto do MM o aumento não chegou a 100%, como ele ganhava 350 mil ao mês, vamos, já pensando alto, considerar 100% em cima desse valor, o que dá R$ 700 mil ao mês, R$ 120 mil a mais que o Kleber recebe no Gremio. Pois bem, para trazer um jogador do porte dele, o que seria necessário pois não há no grupo do inter uma reposição equivalente, o colorado gastaria no mínimo 10 milhões de dólares, mais os salários do jogador, o qual não deveria baixar de uns 400 mil ao mês (o Naldo pedia 450 mil e é zagueiro). E se correria o risco do jogador chegar aqui e não se adaptar ao clube ou demorar para adaptar-se. Então, um jogador novo, contratado até 2015 (o contrato do D’Ale vai até 2015) custaria, no mínimo, em reais, 20 milhões relativos à compra do passe mais 14,4 milhões de salários, no total de R$ 34,4 milhões. Como o Inter receberia, se cedesse o D’Ale, 3,5 milhões de dólares dos chineses (50% dos direitos do jogador, já que os outros 50% são do Sonda), então abatemos $ 7 milhões dessa conta, fechando em R$ 27,4 milhões por 3 anos de contrato. Mantendo o D’Alessandro, já perfeitamente entrosado, o Inter gastará, pelos 3 anos de contrato, se o salário fosse de 700 mil (lembrando que o texto do MM diz que o aumento é menor) R$ 25,2 milhões. O que se pode concluir? No meu ponto de vista saiu mais barato manter o D’Alessandro do que sair desesperado em busca de uma reposição, a qual poderia, inclusive não dar certo. O ponto principal é que não podemos simplesmente falar que tal coisa é certa ou errada, sem ao menos refletir um pouco e analisar todos os ângulos e pormenores da situação. Só para comparação, vamos calcular o custo de 3 anos de contrato do Kleber com o Gremio: R$ 5 milhões ao Palmeiras, mais o passe do Gilson ao cruzeiro, vamos estipular o valor de 1 milhão pelo passe, mais um valor que não se sabe qual, mas vamos considerar como zero, mais 20,8 milhões de reais em 3 anos de salários, alcançando o total de R$ 26,8 milhões por 3 anos de serviços do jogador ao Gremio. Valerá a pena? Eu não sei, dependerá dos resultados que ele gerar. Já quanto ao D’Ale nós já temos uma idéia do que pode gerar ao Clube, basta ver os títulos conquistdos desde a sua chegada ao Internacional (uma Libertadores, uma sulamericana, uma Recopa, 2 gauchões).

  8. Helinho disse:

    Luigi nunca mais. Eu votei nele, mas sempre desconfiei daquela cara de banana. Não poderia ter parado a obra antes de concluir o primeiro quarto do anel inferior. Não poderia ter delegado funções importantes ao Aod Cunha, que tentou matar a galinha dos ovos de ouro. Não poderia ter permitido a contratação do Falcão, que botou fora a Libertadores mais fácil da história, desperdiçando a nossa vaga cativa na Copa do Mundo.

    • lfblog disse:

      com relação ao FALCÃO completa incoerência
      Luiggi sempre detonou o FALCÃO

      • Lourenço disse:

        Quem contratou o Falcão foi o vice de futebol da época, tanto que os dois não fazem mais parte do quadro do clube.

      • Helinho disse:

        Eu sei de tudo isso, mas Presidente com pulso veta.

      • Marcião disse:

        O Inter não perdeu a LA por causa do Falcão,Dorival tambem perderia,assim como perdeu pro avenida,o problema colorado que vem ocorrendo e que ningue fala é o preparo físico,tinhamos profissionais de nivel de Seleção Brasileira,futebol é coletivo,não podemos julgar uma pessoa só.

    • Arlindo disse:

      Helinho…menos, bem menos! Ao contrario de ti, não votei nele, mas confesso que vejo nas atitudes dele ima certa coerência! Me parece, que já existe hoje uma certa unanimidade de que fazer a
      Reforma com recursos próprios era maior furada! Só que foi este presidente,’de
      “pulso fraco” que bancou a mudança de rumo, e mesmo rachando o próprio grupo político que o elegeu! Com relação ao Falcão entendo que foi uma aposta do Siegman, misturada com jogada de marketing.

      • Helinho disse:

        acho que fui bem claro. não falei em fazer a reforma com recursos próprios.
        o assunto é bastante filosófico. se o falcão veio goela abaixo dele, não tem como dizer que é um presidente de pulso firme.
        sobre o estádio, rezo para perder a Copa todos os dias. vai ser uma copa caríssima, e nós é que vamos pagar essa conta.

    • Arlindo disse:

      Helinho…menos, bem menos! Ao contrario de ti, não votei nele, mas confesso que vejo nas atitudes dele uma certa coerência! Me parece, que já existe hoje uma certa unanimidade de que fazer a
      Reforma com recursos próprios era maior furada! Só que foi este presidente,’de
      “pulso fraco” que bancou a mudança de rumo, e mesmo rachando o próprio grupo político que o elegeu! Com relação ao Falcão entendo que foi uma aposta do Siegman, misturada com jogada de marketing. Sejamos francos, o Falcão e um grande jogador, mas ainda precisa de muito milho pra se tornar galo em matéria de treinador. Acho até que fez um diagnostico legal do grupo do Inter, mas como ele era o Tecnico tinha que dar um jeito. Olha o Dorival, não vi ele reclamar quando chegou, que o plantel era insuficiente! Pelo contrario, o cara foi estudando alternativas com o que tinha! E olha, chegou a comprar brigas com alguns medalhões da imprensa gaúcha quando escalou seis meio campistas, lembra! E olha que para demitir o Tecnico ele teve de mandar o Siegman embora! E aí tu ainda achas que o cara não tem pulso?

  9. João Carlos disse:

    Luigi, como todo dirigente, precisa construir passo a passo sua história no clube, lembram de FC em 2002? O mais importante são os resultados práticos da gestão tanto no campo quanto no patrimônio e não a capacidade de falar bem no microfone e na TV. Luigi ainda está construindo a sua história mas a amostra até aqui não se pode negar quem tem sido positiva. Ainda precisa evoluir neste modelo de gestão, as brigas políticas internas, a distração da reforma do estádio, Falcão e Sigman foram grandes complicadores do seu primeiro ano e mesmo assim ele mostrou resultados concretos. Este ano ele precisa aproveitar este embalo e fazer um aperfeiçoamento profundo na gestão do clube, reduzindo drasticamente o custo estrutural de forma que os resultados financeiros do complexo Beira-Rio possam ser incrementados dando mais fôlego ao clube. A grande vantagem de ter estádio próprio é a rentabilização que se tira dele, é por aí que esta gestão deve andar. O clube ainda tem uma estrutura muito inchada, muitos funcionários e despesas fixas que tem pouca relação com o futebol, neste abelheiro que o Luigi deveriam se concentrar sob o ponto de vista administrativo. No futebol estamos todos torcendo por um vice de futebol e um diretor executivo que nunca havia exercido estas funções antes e portanto ainda estão em aprendizagem.

    • João Carlos disse:

      MM permita um comentário off-topic: chama a atenção a campanha acirrada de certos jornalistas (Denardin, Zini) por obras de acesso ao novo estádio tricolor. Indignados argumentam que o poder público está atrasado em promover acesso ao complexo de estádio, condomínio e shopping que está sendo construído. Mas que papagaiada! O shopping Praia de Belas para ter o DIREITO de construir seu empredimento teve que comprometer-se a duplicar a Av. Praia de Belas, o Barra shopping para ter o DIREITO de instalar-se foi obrigado a duplicar a Av. Diário de Notícias e assim todo grande empreendimento com impacto nas questões viárias do seu entorno é obrigado a entregar para a cidade obras que justifiquem sua instalação. Agora a turma da OAS quer que nós, população demos de graça acesso ao seu shopping e ao seu mega condomínio de apartamentos e casas (obviamente facilitando em muito a comercialização dos mesmo) usando novamente o tricolor como cortina de fumaça. E o mais incrível é que jornalistas rodados da praça são advogados desta idéia estapafúrdia! Não só a tarefa é do empreendedor como é OBRIGAÇÃO pela lei. Assim como foi pago o viaduto de acesso pelo Velopark em Nova Santa Rita e inúmeros outros exemplos. A OAS não só não vai fazer como quer indignadamente que nós façamos por ela!! Cada uma que aparece…

      • Rafael Fraga disse:

        E você tem dúvidas de que o Odone vai conseguir a verba para tal acesso?

      • João Carlos disse:

        Rafael, eu espero que o Ministério Público e o Tribunal de Contas estejam atentos para essa manobra da OAS, afinal desse jeito fica fácil construir condomínio e shopping, com a população pagando a conta…

      • Rafael Copetti disse:

        Perfeito vcs terem lembrado disso, afinal por qual razão investir 80 milhões no Humaitá simplesmente para favorecer a OAS, empresa que sequer é gaúcha, inclusive nem empregos gerou no estado pois trouxe todos os fucionarios do Nordeste, enquanto bairros inteiros de POA carecem de investimentos básicos para a população gaúcha, como saneamento e calçamento? O meu dinehiro não pode ser usado para enriquecer mais ainda a OAS… Já sou contra essa copa do mundo, que vai ser um sumidouro de recursos públicos, e ainda vem os caras querendo morder mais um pouco para favorecer estádios que sequer fazem parte do projeto da famigerada Copa 2014. Assim é demais.

    • tiago disse:

      Mas e a duplicação da Beira-Rio? Pela tua lógica, estaria na conta do internacional e da AG…

      • Chiqueiraço 2011 disse:

        A duplicação da Av. Beira-rio faz parte do caderno de encargos da prefeitura com a FIFA. Afinal o Beira-Rio é o estádio da Copa. Não tem nada a ver (diretamente) com o Inter ficar mendigando obras viárias como a OAS está fazendo (indevidamente).

      • tiago disse:

        Então um estádio, por receber três ou quatro jogos de uma Copa, merece uma série de obras viárias e de infra-estrutura no entorno com dinheiro público e o outro não? Porque a prefeitura e o Governo Federal devem investir apenas em uma região da cidade por causa do citado caderno de encargos e não também em outra, muito mais estratégica para o trânsito da cidade e do Estado? Concordo em duplicar a Beira-Rio, mas também acho correta as obras no entorno da Arena.

      • mariomarcos disse:

        Não sei de onde tiram certas informações. O entorno do Beira-Rio já estava previsto por ser estádio da Copa. O da Arena já tem uma verba superior a R$ 80 milhões reservada para obras complementares.

      • INTERminável COLORADO disse:

        Tiago:

        Qual é mesmo o estádio da Copa 2014 em Poa ???

        Quer que eu desenhe ???

      • João Carlos disse:

        Tiago, o Inter não pediu a duplicação da Beira-Rio isto está no plano diretor do município para acesso a toda zona sul da cidade. E principalmente o estádio colorado não terá shopping center e projeto imobiliário de mais de 3.500 unidades habitacionais, iniciativas de exploração comercial que precisam ser bancadas em sua totalidade, inclusive acessos, pelo empreendedor exclusivamente.

      • Chiqueiraço 2011 disse:

        Sim Tiago.. se as obras são em função da Copa é óbvio que as praças diretamente envolvidas com a Copa serão priorizadas. do contrário o Zequinha e o Cruzeiro também poderiam reinvindicar obras em seus estádios ou entorno.

      • tiago disse:

        Mas que coisa… não disse que o entorno da Arena merece as obras em função da Copa. O que quero dizer é que elas são necessárias em função da complexidade do trânsito na região e do maior fluxo de veículos que certamente será agregado quando da conclusão da obra. O mesmo valeria se o Zequinha e o Cruzeiro viessem a fazer jus a este mesmo fluxo no entorno de seus estádios (não é o caso). interMINÁVEL: quero sim que desenhes. Imagino a maravilha que não vai ficar o Pinheiro Borda nos teus traços…

      • Ricardo Fernandes CTBA PR disse:

        AH Tá!!
        Quer dizer que a entrada de porto alegre, acesso ao aeroporto e comodidade para os turistas que visitarão a cidade (E não o Beira Rio) não vale nada.
        Somente na cabeça demente de meia duzia de cholorados pançudos, mesmo.
        A copa do mundo em uma cidade é bem mais que um jogo no estadio. Envolve acima de tudo, facilidade de locomoção e acesso aos principais meios de escoamento, como é a area da arena Gremista.
        ALÉM DISSO, SE REALMENTE O QUE VALE É A COPA NO BEIRA RIO, ONDE ESTÃO AS OBRAS ??????????
        Que historinha essa do D’alessandro. Só não vê quem não quer que foi para desviar a atenção das Obras.

  10. Adriano Colorado disse:

    tempinho atrás qualquer time do eixo do mal vinha aqui e levava quem quisesse pra lá lembram??
    eu lembro muito bem! portanto tá na hora de nós torcedores colorados darmos um pouco de crédito pros nossos dirigentes… é muita corneta (me incluo) em cima de resultados de campo, mas temos que ver o quanto nosso clube cresceu como instituição a nível nacional e internacional.
    fiquei muito orgulhoso ontem quando li um comentário de um torcedor do cruzeiro no blog do cosme rimole dizendo que o Inter é o time a ser copiado pela estrutura, por conseguir segurar seus jogadores mais algum tempo etc mesmo sem ter ajuda da mídia nacional.
    não é só de títulos que vive um clube de futebol.

    • Lourenço disse:

      Isso aí Adriano. Olha meu comentário acima que diz exatamente isso.

      • Adriano Colorado disse:

        tô ligado Lourenço, é que só li os coments depois de já ter postado o meu.

        tem muita gente que vai na onda de comentarista de resultado, o que diga-se de passagem é o que mais tem por ai.

  11. Eduardo GREMISTA disse:

    Na minha opinião de gremista, acho o D’Alessandro um baita jogador. Se jogadores como Kléber Gladiador, Bolatti, Marcelo Moreno, entre tantos outros, ganham uma grana pesada sem nunca terem conquistado nada de relevância, o mesmo não vale para o D’Alessandro. O cara quando realmente quer jogar, decidiu diversos jogos para o Inter. Seja na Libertadores, no Gauchão, Recopa ou Brasileiro. O cara sempre jogou com vontade e honrou quem paga seu salário, o clube e principalmente, a torcida. Logo, todo o esforço vale a pena para manter o argentino.

    Isso sem falar nos Grenais que ele decidiu….ah, os Grenais…é melhor nem comentar.

    Abraço

    • Dion disse:

      Pois é, meti um comentário no blog do Vidarte questionando o que seria melhor:
      Pagar 300 contos pra quem não consegue ganhar, decidir, ou pargar 600 pra quem ajuda a colocar mais taças no armário? É só se perguntar ao torcedor, ele é uníssono e é aquilo que eu falei outro dia: tem que moralizar a coisa, se facilitar a saída de qualquer jogador que nos seja importante vira uma zona. E outra, bancana, que postaram acima, o clube tem que se fazer respeitar como instituição.

  12. Alexandre disse:

    Fazer contrato deo 700 a 900 mil mensais é um estilo que funciona com qqer profissional. ehehehehehehehe

    • Helinho disse:

      garanto que é menos do que o salário do Seu Boneco 2º

      • tiago disse:

        Em tempo: o perfeito foi para o Alexandre. Duvido que o Seu Boneco (imagino que o Pequeno Helio refira-se ao Douglas) tenha um salário ao menos próximo do proposto ao D’alessandro para sua permanência.

      • Felipe Duarte disse:

        O Hélinho é só corneta, ele não tem a minima noção real das coisas,, o Douglas não ganha metade do que o Dale vai ganhar, o Helinho não é deste planeta.

      • Helinho disse:

        Esse é o Seu Boneco 1º. Fui claro ao mencionar o Seu Boneco 2º, aquele outro baixinho barrigudinho perfumado da Humaitá.

      • Capitancito Loco disse:

        Ele é perfumado, mesmo, Heliozinho? Conta pra nós como você sabe.

    • Lourenço disse:

      Porém, tem que haver estrutura clubistica que dê conta disso: participar de campeonatos de ponta e rentáveis (LA, Mundial FIFA), ter mais de 100mil associados, fazer contratos lucrativos (Nike) etc. Isso não é tão barbadinha assim. Né?

  13. Maurício disse:

    Prefiro o Luigi ao Píffero.

  14. BETO disse:

    Gostaria de entender, sem ironias. Se o jogador tem contrato em vigor ganhando o valor divulgado 350 mil, e um outro clube faz uma propostas salárial superior, mas ao clube a venda do passe não interessa, porque o aumento salarial? Se o jogador tem contrato a cumprir. Bastava dizer que não sera vendido. Ou o contrato tinha alguma previsão a esse respeito, ou esta no seu término, hipoteses que desconsidero. Na minha opinião o jogador tinha que cumprir o contrato, e o clube negar a proposta do exterior. Esse papo de que a prosposta garantiria o futuro dele e da família, confesso que não entendo, um jogador que já ganha isso é balela e foge os padrões racionais.

    Já achava um abuso ao cidadão brasileiro os salarios do ano passado para técnicos e jogadores, mas esse ano está atingindo valores incompreensíveis, Kleber, Dagoberto, Dalessandro, 500, 600 750. Alguem tem noção do que representa isso, um jogador não pode valer isso, independente do crescimento economico do país. Na França o PSG quando fez uma prosposta de 800 mil euros ao Beckham, não apenas pelo futebol, mas pela mídia e marketing que envolve o jogador a população se revoltou e não aceitou um abuso desses.

    .

    • Lourenço disse:

      “Teoricamente” tu estás certo, mas como colocar em campo para uma decisão um jogador contrariado? Infelizmente os clubes são reféns dos jogadores em casos assim.
      O D’Ale não é santinho nessa história, ele pressionou o clube a dar-lhe aumento, senão, iria vazar e pronto!
      Agora, a ética do contrato deve ser cumprida pelo clube, mantendo em seu plantel cacarecos como Wilson Mathias e etc, pois eles têm contrato até… é f*** mesmo.

      • BETO disse:

        Contrariado, ganhando 350 mil por mês, ídolo da torcida, no clube que ele diz que ama. Como contrariado…vcs estão perdando a noção dos valores 350 mil não é 35000 e muito menos 3500 que é faixa salarial de muitos que comentam aqui. Imaginem vcs se num perído de 20 anos ter uma média salarial de 35 mil por mês, isso diante desse valores digo apenas 35 mil, o que padrão de vida vcs teriam, e a carreira curta, ótimo, vivo só dos rendimentos e alugueis de imoveis…com 35 mil,,, imagina, com 350…ou mais….

      • Lourenço disse:

        Por isso que digo, ao contrário de alguns, que o D’Ale não é o santinho da história e nem que ficou por amor. O que valeu foi a grana.
        Concordo plenamente contigo e não retiro uma vírgula do que tu disseste. É inconcebível estar contrariado com 350 barão por mês, mas fazer o quê?

      • Helinho disse:

        6 milhões de dólares por um jogador de 30 anos é uma proposta altíssima. o Inter não gostou da proposta porque não quer perder o jogador nem por esse valor. por isso tem que reajustar.

      • Ricardo Fernandes CTBA PR disse:

        Nunca houve proposta nenhuma. Essa historinha foi só para desviar a questão do contrato da “semana que vem”. Pode anotar aí que se esse contrato demorar mais, logo, logo tem mais uma polêmica no ar.

    • tiago disse:

      Concordo plenamente com o Beto. Pior que o contrato do Beckham com o PSG não saiu porque o jogador é que não aceitou a proposta (vale lembrar que Beckham é patrocinado pela Adidas, e seu últimos times – Real Madrid, AC Milan e Los Angeles Galaxy – vestem esta marca. Já o uniforme do PSG é da Nike).

      • BETO disse:

        Isso foi desculpa, na verdade por estar na Europa e ter amigos franceses,acompanhei de perto, a pressão foi forte mesmo, e o objetivo do PSG, que era marketing, teria o efeito contrário.

      • tiago disse:

        Valeu a informação, Beto! Aqui o motivo divulgado realmente foi outro. Mas a tua informação faz pleno sentido, até porque não teriam outro motivo para contratar o Backham que não por marketing…

    • Chiqueiraço 2011 disse:

      Normalmente os contratos tem clausulas á respeito de aumento por propostas de compra/venda e convocações para seleções nacionais. Por isso cada vez que uma proposta oficial é feita existe a renegociação do contrato vigente (até um certo limite, obviamente)…. 😉

      • BETO disse:

        Não acredito nisso se houver, torna cada vez mais os clubes refens de especulações dos empresários. Ainda mais com clubes desconhecidos, que ninguem garante que houve tal proposta. Algum site chines noticiou isso?, Algum jornal?…Se realmente existir isso, o mercado ficará incontrolável, amanha vem o empresário do Guina, do Damião e todos fazem os mesmo? Não vejo mérito do presidente não, vejo falta de pulso em ceder as pressões. Tem contrato cumpre e não se fala mais no assunto.

      • Adriano Colorado disse:

        foi feito a mesma coisa com o guinazu… recebeu proposta do spfc e o Inter aumentou o salário e pronto… é assim que as empresas fazem com seus bons funcionários… não sei pq tanto espanto nesse episódio.

        a manutenção de uma base forte com jogadores experientes mesclando com juventude e qualidade (oscar,damião,dagoberto) é que fazem o time conseguir ficar ao nível dos melhores times… e isso custa muito dinheiro, não tem como fujir disso.

      • BETO disse:

        Ao Adriano colorado, o que vc fala em relação a empresas, não é bem assim, esse exemplo não tem fundamento. Poderia até explorar mais esse assunto com vc, mas não vejo necessidade. Entrariamos em matéria trabalhista e assim vc entenderia as diferentes formas de contratos ..e bla bla..iria longe. Mas seu comentário não se aplica nesse caso.

      • Chiqueiraço 2011 disse:

        Não é bem assim, Beto. Afim do clube se certificar das propostas e da veracidade das mesmas, estas devem ser feitas através de agentes FIFA. Senão é óbvio que era só dizer que o 15 de Campo bom fez uma oferta de 100 milhões e pronto, né…

      • Lourenço disse:

        Adriano,
        As empresas não possuem contratos de recisão, ao contrário dos clubes.
        Se eu fosse o Luigi diria ao D’Ale: “nossa proposta é tal, caso tu não aceites, nos repasse 3,5milhões dos 10 que tu ganharás, juntaremos aos 6,5 que o sheng shua xing ling dong nos ofereceu que aceitaremos”. Mas, como eu falei anteriormente… no final das contas, quem manda é o jogador.

      • Adriano Colorado disse:

        o proposta chinesa existiu sim, foi mostrado fax e tudo… um jogador de futebol é funcionário do clube, tem carteira de trabalho etc… a mesma coisa que qualquer trabalhador brasileiro.
        mas existe o passe que o clube banca e recebe na venda.
        não vejo diferença.

        eu até me admiro que o Dalessandro esteja todo esse tempo no Inter, onde esse cara tá no campo sempre tem no minimo uns 2 adversários fungando no cangote dele.

      • Adriano Colorado disse:

        ofereceram só 10 milhão de dólar e um caminhão de salários pra balançar o jogador, mas vamos lembrar que o Inter vendeu Giuliano por 11milhão de euros! Dales vale no minimo 20milhão de euros.
        não adianta, tem que dançar conforme a musica e nessa valsa o Inter se saiu muito bem.

    • Helinho disse:

      Convenhamos que o salário dele já estava defasado há horas. Metade do Cleber Seu Boneco 2º é muito pouco pro Dalessandro.

  15. Felipe Duarte disse:

    E pelo tempo de serviço prestado e boa relação com o clube, já estava acertado que ele poderia aceitar uma proposta boa para ele e o clube o liberaria.

  16. Turcão disse:

    Eu Sempre fui a favor de cobrir a proposta (desde que não viabilize as finanças do clube), e digo porque, nos anos de vacas magras nosso time deixava de contratar ou renovar com jogadores por serem muito caros e o que acontecia ???? traziam um monte de jogador para repor e nenhum dava certo e no fim custava mais caro para o clube e assim foram anos e nós sem ganharmos nada, futebol com resultado se faz com tempo, não de uma hora para outra, vejam o nosso co-irmão faz anos que não acerta, pelo simples fato de que a cada ano monta um time novo. Mas claro que não dá para generalizar, toda a regra tem suas exceções.

  17. Colorado disse:

    Aleluia, o SONECA LUIGI acordou e fez uma coisa certa!!!! agora sim rumo ao tri da libertadores!!!

  18. Lourenço disse:

    CAMPANHA DE SÓCIOS
    A questão agora é ampliarmos ainda mais o quadro social do Inter, fechando 2012 com 150mil sócios!
    Insistam com os amigos e parentes!
    Eu sou sócio: E VOCÊS?

    • Helinho disse:

      É isso aí. Pra ver Guiñazu, Tinga, Oscar e Dalessandro, Dagoberto e Damião, essa mensalidade é de graça. Vale só pela revista.

      • Lourenço disse:

        Rafael Vianna,
        Acho que se perdessemos o Bolatti, poderiamos tranquilamente formar um meio de campo com o Tinga, Guina, Oscar e D’Ale, com Dagol e Damigol no ataque.
        O Bolatti tem salário muito alto, mas tem mercado na Europa, acho que poderíamos liberá-lo.

      • Lourenço disse:

        ops, comentário no lugar errado

    • Maurício disse:

      Lourenço, estou na campanha desde que me associei, há 5 anos.
      Tenho angariado um parente por mês, em média.

      • Rafael Vianna disse:

        Mas haja parente hein Maurício!

        Eu consegui associar meu sogro só, até por que minha familia não é muito grande.

        Muito feliz com o Fico do D’ale – Admito que não acreditava nesta hipótese.

        Parabéns ao Luigi. Agora, ou perderemos Guiñazu ou Bolatti pois não creio que a direção trouxe Dátolo para ‘sobrar’ como Cavenaghi.

      • Lourenço disse:

        Rafael Vianna,
        Acho que se perdessemos o Bolatti, poderiamos tranquilamente formar um meio de campo com o Tinga, Guina, Oscar e D’Ale, com Dagol e Damigol no ataque.
        O Bolatti tem salário muito alto, mas tem mercado na Europa, acho que poderíamos liberá-lo. Né?

      • Capitancito Loco disse:

        60 parentes em 5 anos, tá bom. Pra quem acredita que o contrato com a AG vai ser assinado semana que vem, pode muito bem acreditar nisso também.

      • Maurício disse:

        Ou acreditar em afastamento por acidente. E o pior é que eu acredito, tanto que nem vou te mandar um abraço ‘quebra-costelas’.

        Se eu tivesse colocado um ‘desde então’ após o ‘em média’ daria mesmo uns 60. Como aqui o índio precisa entregar mastigadinho para os ‘cérebros privilegiados’, acrescentemos um “Nos últimos tempos” antes do “tenho angariado”.
        Bueno, de qualquer modo lembrei de 17 novos associados por minha obra, e de uns 15 ainda por convencer. Isso dá quase todo o quadro tricolor hein Lóki?

      • Capitancito Loco disse:

        “estou na campanha desde que me associei, há 5 anos.
        Tenho angariado um parente por mês, em média.”

        Já esta mastigado o suficiente. Se o que está aí em cima não dá 60, então não sei o que. Seria mais fácil admitir que errou ou que mentiu.

      • Maurício disse:

        Me desculpa por tudo, Lóki.

      • Capitancito Loco disse:

        Essa vez passa.

      • Maurício disse:

        En la próxima vez prometo poner solamente la cabecita.

      • Geraldo disse:

        Capachita loca sem moral nenhuma.
        Só não vê isso o Giuliano, que está na Ucrânia.

      • Chiqueiraço 2011 disse:

        kkkk!! Sacanagem Mauricio… e o Capachito caiu como um patinho!! kkk!!

      • César disse:

        Essa passou Capachito!?? Acho que o acidente afetou o capachito!!

    • INTERminável COLORADO disse:

      Lourenço:

      Sou sócio desde 2003. Minhas esposa desde 2004 e meu filho de 14 anos desde 2006.

      Gastamos R$ 135,00 por mês e estamos felizes demaiiiiiiiiiisssssssssssss…

    • INTERminável COLORADO disse:

      Lourenço:

      Poderíamos CONVIDAR os portoalegrinos para serem sócios…

      Quem sabe assim eles podem COMEMORAR um título por ano…

  19. Dion disse:

    E não nos esqueçamos, há ainda um trunfo na manga. Agora quando alguém nos diz que não dá pra ganhar algo a gente responde:
    DAgoberto, mas DAtolo, se nã der assim, DAmião ou em últimos casos D’Ale.
    Mas que dá, ah, isso dá.

  20. Dion disse:

    Anotem aí, em menos de um mês Luxa desembarca para treinar time da capital gaúcha.

  21. Érico Borowsky disse:

    O Adriano colorado está certíssimo! Tem que tentar
    segurar os craques. O Luigi tem um jeito calmo,
    sereno, mas FAZ, contrata bons jogadores. Agora,
    nessa fase atual SEGURA-OS também!

  22. Rafael Fraga disse:

    Eu gostaria de saber como o Dom Corledone trataria esse caso se fosse no Olímpico, visto que ele odeia os ídolos da torcida do Grêmio…

  23. Adriano Colorado disse:

    a unimed gasta por mês 2,5 milhão com o salário de 3 jogadores que são : fred, tiago neves e deco… a folha total bate nos 7,5 milhão.

    desde que a unimed assumiu o flu os caras sairam de 3º divisão e hj estão entre os melhores times do brasil e aspirantes a liber 2012.

    não se faz bom futebol sem muito dinheiro, pode-se até ter uma boa campanha e outra , mas ficar sempre no topo só com muita grana e muita organização, caso do Inter nesses ultimos 10 anos.

    • Márcio disse:

      5 anos você quer dizer.

    • Maurício disse:

      Acho que podemos até considerar 11 anos, Adriano.
      2000 foi o ano em que o Jarbas Lima abriu os cofres para mostrar a penúria colorada, mas eis que em 2001, com a assunção de Fernando Miranda, o Inter começou uma revolução administrativa que projetava resultados não a curto mas a MÉDIO prazo(!) e com isso começava a pavimentar a estrada que levaria o clube aos maiores títulos de sua história, enquanto tantos outros clubes patinavam (e alguns ainda patinam) na própria incompetência.

      • Adriano Colorado disse:

        exato Mauricio … por isso falei 10 anos, como eu disse um clube não vive só de títulos que na verdade são a consequência.

  24. VAMOS GRÊMIO disse:

    Pelo menos o Inter renovou com D’alewssandro.. ao contrário do Grêmio, onde ‘Odone’ contratou Kleber.

  25. Luís disse:

    Passei pela Padre Cacique e me emocionei vendo os milhares de operários fazendo a reforma do estádio.

  26. HAHAHA… D’ale$$andro aplicou o “la Boba” no Luiggi que caiu como um Bobo..hahahaha

    Gostei qdo ele disse que ficou por causa do amor e carinho. Mas na real, entenderam errado, foi pelo amor ao caRRinho, á casinha, à conta bancária..hahahaha

  27. Genesio disse:

    Sempre acreditei no Luigi. Manteve Damião, Oscar, D´alessandro e Kleber (que eu considero contratação). contratou Dagoberto, Marcos Aurélio e Dátolo.
    Só falta contratar um Zagueiro para titular e um Lateral direito. Se isso acontecer abandono a mulher e os filhos na praia e vou para o aeroporto recepcioná-los.

  28. Luiz Martini disse:

    D’Alessandro ficou por causa de La Plata…
    Não, não a cidade argentina, mas aquele papelzinho colorido disputado em todo o mundo capitalista.
    No caso em tela, montes e montes desses papeizinhos.
    Mas tem gente que acredita em amor no futebol.
    Há iludidos para tudo.
    Por isso até hoje tem quem caia no Conto do Bilhete.

    • ELTON disse:

      Na torcida do Grêmio havia um cara vestido de gladiador.
      Certamente ele acredita que o Kleber joga por amor ao
      Grêmio e não pelo R$ 500 mil por mês. E viva la plata !

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s