Convocação deixa o Inter sem o lateral revelado por Aguirre

Alexandre Lops/DivulgaçãoHá um lado bom e um ruim nesta surpreendente convocação do jovem lateral-esquerdo Géferson, baiano de Lauro de Freitas, 1m81cm, 21 anos, do Inter, para a Seleção Brasileira que disputará a Copa América em junho. Ele entra na vaga de Marcelo, do Real Madrid, dispensado por lesão.

O bom: com apenas 15 jogos no time profissional, Géferson chega logo no início ao auge da carreira, a convocação. Ele entrou no time como uma das tantas apostas do técnico Diego Aguirre na base, depois que Fabrício teve um descontrole durante o jogo contra o Ypiranga, pelo Gauchão, e acabou afastado, mais tarde negociado com o Cruzeiro.

A convocação valoriza Géferson e o patrimônio do clube – além de ser um elogio indireto ao acerto de Aguirre. Dunga assistiu à partida contra o Independiente e deve ter gostado do rendimento do lateral. Além de preencher uma posição habitualmente carente no futebol brasileiro, Dunga já antecipa uma provável escolha para a equipe olímpica.

– Estava dormindo. O celular tocou com essa notícia. Graças a Deus, tudo certo – vibrou Géferson, em entrevista à Rádio Bandeirantes. – Não tive nenhum contato com ele (Dunga), por isso que me pegou de surpresa hoje.

O ruim: como ele é o único lateral-esquerdo confiável do grupo (Alan Ruschel já mostrou que não tem condições de ser titular), a convocação cria um sério problema para Aguirre nas próximas semanas, já que o Brasileirão não para com a Copa América. Ou ele volta a apostar em Ruschel ou adota sua fórmula de deslocar Ernando para a posição.

Géferson se apresenta na segunda-feira, disputa os dois amistosos e depois segue para o Chile.

Publicado em Inter, Seleção Brasileira | Marcado com , , , | 3 Comentários

Koff é que estava certo

Este novo escândalo envolvendo o futebol da Fifa, com investigações até do FMI e ramificações na CBF, me faz lembrar de uma conversa com Fábio Koff, logo depois da última eleição do Clube dos 13. Ele tinha um plano detalhado para romper com o poder de Ricardo Teixeira e seus aliados na CBF, já nas últimas eleições – estas em que José Maria Marín, um dos presos na Suíça por corrupção, passou o cargo a Marco Polo del Nero.

Koff estava certo de que conseguiria unir os clubes da Série A, incluir os da B no colégio eleitoral e aproveitar uma divisão das federações para apresentar um candidato viável e assumir o poder.

Sabem por que não deu certo? Porque os próprios clubes trataram de implodir o Clube dos 13. Inconformado por ver seu candidato derrotado por Koff, ele envolveu os presidentes de clubes e forçou o rompimento. Sem apoio, o plano de Koff foi deixado de lado.

Todos sabem o que aconteceu depois.

Ricardo Teixeira vendeu todos seus bens e foi embora do país para escapar de eventuais punições, Marín assumiu, passou o cargo a Del Nero sem deixar a direção e passou a integrar o comitê da Fifa. Agora está preso por corrupção. E os clubes, obedientemente, votaram em Marín e Del Nero.

Del Nero tratou de evitar complicações: fechou a conta no hotel e sumiu de Zurique. Nem vai participar da eleição da Fifa. Ninguém mais falou com ele.

Marín já foi abandonado pelos aliados. Na quinta, as letras de seu nome foram retiradas da fachada do prédio da CBF, na Barra da Tijuca, onde nunca deveriam ter estado. Nome da sede da CBF deveria ser dado, como homenagem, a Garrincha, Pelé, Nílton Santos, entre outros, que construíram a história do futebol brasileiro, não para um cartola amigo da ditadura e, agora, envolvido num gigantesco esquema de corrupção no futebol.

 

Publicado em Futebol | Marcado com , , , , | 13 Comentários

De Giuliano sobre Roger Machado

Lucas Uebel/DivulgaçãoOs poucos dias de trabalho no Grêmio já serviram para Roger conquistar os jogadores do Grêmio. Roger insistiu muito em jogadas ensaiadas, exigiu troca de passes (chegou a dividir o gramado em setores), corrigiu cruzamentos e alertou sobre o gramado do Serra Dourada, maior que os outros. A boa impressão ficou clarao na entrevista coletiva do meia Giuliano, na tarde de quinta-feira. Vejam o que ele disse:

É um cara motivador, deu para ver pelas poucas palavras, pelas reuniões. Quando ele conversa sobre o treinamento que vamos fazer, mostra algum vídeo. É bom. O que ele quer é colocar intensidade nos trabalhos. É o que procuramos melhorar, não vale nada treinar bem e não fazer no jogo. Ideia é fazer isso no jogo para ter uma identidade diferente, ser mais agressivo e intenso quando tiver a bola.

– Estamos muito motivados com a troca de treinador. Ele chegou com vontade de mostrar serviço, dirige trabalhos intensos, muito competitivos. Foi uma parte técnica de posse de bola. Estamos bem preparados e motivados e esperamos que essa estreia com novo treinador no Brasileiro seja com vitória.

Publicado em Grêmio | Marcado com , , , | 11 Comentários

D’Alessandro corrige fratura na mão e está fora do time

Um dos desfalques do Inter para o jogo de domingo, contra o São Paulo, pelo Brasileirão, já está definido. Melhor jogador em campo na vitória da classificação sobre o Independiente Santa Fé, o argentino D’Alessandro passou por pequena cirurgia na mão esquerda, para corrigir fratura em um dos dedos, e ficará de fora da partida.

É bem provável que mesmo sem a cirurgia ele fosse poupado pelo técnico Diego Aguirre, mas a cirurgia define o afastamento. Na tarde de quinta-feira, o jogador foi ao clube, já com o braço protegido por uma tipoia, e conversou longamente com o técnico.

O tempo para a recuperação é de 30 dias, mas ele deve voltar antes ao Brasileirão, com o local devidamente protegido.

Nilmar, que precisou ser substituído ao levar uma pancada no rosto, na falta que originou a expulsão do lateral Mosquera, passou por exame, viu que não fraturou a mandíbula, como se suspeitava, e deve ficar à disposição para o confronto de domingo.

É provável que Aguirre organize uma equipe mista, com uma base de titulares (aqueles menos castigados pelo esforço de quarta) e reservas imediatos, com chances para jogadores que ficaram de fora até do banco na decisão (Nílton, Vitinho, Anderson e Taiberson, por exemplo).

O técnico deve definir o time no treino desta sexta-feira.

 

Publicado em Inter | Marcado com , , , | 43 Comentários

Afinal, de que lado fica o tanque?

Da série Vídeos para começar bem o dia: foi difícil para a motorista estacionar o carro para o abastecimento. Vejam a dificuldade:

Publicado em Vídeos para o dia | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Fifa: faltam alguns bons nomes na lista de presos

Agora, o jeito é torcer para que a investigação da Justiça dos EUA recue alguns anos e chegue a nomes que estão fora desta lista inicial de 14 dirigentes indiciados por corrupção na Fifa e nas confederações – entre eles, o brasileiro José Maria Marín.

Faltam alguns nomes ilustres na relação de presos ou em observação.

Um deles, inclusive, depois de certas investigações, vendeu todos seus bens no Brasil, tomou o rumo do exílio dourado em Miami – ali bem pertinho dos investigadores do FBI – e deixou o parceiro Marín no poder (que agora é de Marco Polo del Nero, outro aliado fiel). Quem não lembra de Ricardo Teixeira?

Ele largou tudo, assim como fez seu sogro João Havelange, que para interromper uma investigação do Comitê Olímpico Internacional sobre seus negócios, renunciou a todos os cargos e honrarias.

Os próprios responsáveis pela investigação, na entrevista coletiva de quarta, nos EUA, garantiram que o esquema de corrupção vem sendo mantido há décadas. Portanto, a investigação atinge um grupo bem maior do que o anunciado neste primeiro dia.

Vai ser muito bom ver o futebol mundial passado a limpo.

COMO FOI

Na manhã de quarta-feira, foram presos pela polícia suíça em Zurique José Maria Marin, ex-presidente da CBF, mais Jeffrey Webb, vice da Fifa, presidente da Concacaf e ex-presidente da federação das Ilhas Cayman, Eduardo Li, presidente da Federação Costarriquenha e membro dos comitês executivos da Fifa e da Concacaf, Julio Rocha, presidente da federação da Nicarágua, Costas Takkas, da Concacaf, Rafael Esquivel, presidente da Federação Venezuelana, e Eugenio Figueiredo, vice da Fifa e ex-presidente da Conmebol e da Associação Uruguaia.

Além deles, os outros sete indiciados são Nicolás Leoz, o presidente vitalício da Conmebol,  os executivos de marketing esportivo Alejandro Burzaco, Aaron Davidson, Hugo Jinkis e Mariano Jinkis, além do brasileiro José Margulies. Todos estão com ordem de prisão.

Todos devem ser extraditados para os EUA, sujeitos a penas de até 20 anos de prisão.

Publicado em Futebol | Marcado com , , , | 27 Comentários

Roger faz seus primeiros testes no time do Grêmio

Lucas Uebel/DivulgaçãoNem a chuva atrapalhou o segundo dia de Roger Machado – o primeiro, na verdade, em que ele foi o condutor dos trabalhos – como treinador do Grêmio. E, apesar de ter Galhardo à disposição, ele testou Fellipe Bastos como lateral-direito, a exemplo do que fez James de Freitas no segundo tempo da partida contra o Figueirense.

Não foi o único lateral a concentrar as atenções de Roger.

Ele também teve uma conversa demorada com Júnior, o jogador da base que ainda não se firmou como lateral-esquerdo. É um ‘professor’ que merece ser ouvido com atenção por Júnior: Roger foi um grande especialista na posição.

No treino, Roger insistiu com os cruzamentos no ataque e na defesa. Sempre que um lateral ou um atacante cruzava, Roger pedia que tirassem do goleiro. É um velho problema no Grêmio: mesmo quando Braian Rodriguez está em campo, são poucas as bolas bem lançadas para a área.

O Grêmio viaja no sábado para Goiânia.

Publicado em Grêmio | Marcado com , , , | 22 Comentários