O dia em que Graciliano, cheio de piedade, riu de Leal

Ao ver a foto de duas mulheres exibindo o cartaz ‘Não é pandemia, é comunismo’ durante a nova concentração de (poucos) bolsominions no Parcão , no último fim de semana, em Porto Alegre, lembrei-me de uma passagem do livro Memórias do Cárcere, de Graciliano Ramos.

Preso em 1936 (ficou 11 meses detido, sem uma acusação formal), o escritor viveu em prisões imundas e conheceu uma variedade de pessoas, de criminosos a injustiçados como ele. Graciliano lembra que certo dia, na chamada Colônia (prisão em que a comida era um feijão ralo e sujo), ele teve este diálogo com um dos presos:

++++

– Por que é que estou preso? Hem? Diga.

(…) Pobre Leal. Provavelmente a decadência não era apenas física; o espírito devia estar em declínio também para ele me vir fazer tal pergunta.

Que é que você quer que lhe diga? Sei lá! Nem sei por que estou preso.

Você? Ora essa! Você está preso porque é comunista. Sempre foi.

Declarou isso aos berros…

Desde menino. Sempre foi. Ainda usava calças curtas e já lia essas coisas no balcão de seu pai. Mas eu? Que foi que eu fiz para estar aqui? Hem? Explique.

Cheio de piedade, não conseguia eximir-me ao desejo de rir ouvindo esse despropósito…

++++

Todos tiveram vontade de rir com aqueles cartazes do Parcão, como ocorreu com Graciliano ao ouvir seu amigo Leal.

O livro é dos anos 40 do século passado. No século 21, os bolsominions pensam como o Leal da prisão de Graciliano. Não têm a mínima ideia do que estão falando.

Publicado em Gente | Marcado com , , , | 1 Comentário

Aimoré x Inter: mais uma chance para ver Palacios

O Inter encerra sua participação na fase de classificação do Gauchão na noite desta quarta-feira, contra o Aimoré, no velho e histórico Estádio Cristo Rei, de São Leopoldo. Para o Inter, já classificado, vale a disputa da liderança da fase. No caso do Aimoré, a chance de ainda conseguir uma das quatro vagas para as semifinais.

Miguel Ángel Ramirez deve seguir com os testes. Em menor número, é verdade, porque o time titular preferido do treinador começa a ganhar um formato, mas provavelmente com o chileno Palacios (na foto, com Lomba) desde o início. Contratado para ser uma jogada de velocidade e dribles nos lados do campo, Palacios teve poucos minutos em campo porque ainda não tinha ritmo, mas agora já conta com o suporte de muitos dias de treinamento.

Ao time atual, no início do Brasileirão, ainda serão integrados o lateral Saravia e o meia Boschillia, que estão na fase final de recuperação da cirurgia nos ligamentos, além de Guerrero, que passou pelo mesmo problema.

O jogo começa às 21h30min.

Publicado em Gauchão | 4 Comentários

Grêmio x Independiente: noite para seguir na Libertadores

gremiomai

Tudo indica que Renato e seu auxiliar Alexandre Mendes vão escalar, no início da noite desta quarta-feira, contra o Independiente del Valle, na Arena, um time que se aproxima muito do que eles consideram titular.

Entre os 11 preferidos dos principais jogos do Grêmio, estarão ausentes apenas o lateral-direito (Vanderson, com covid), Pedro Geromel e Diogo Barbosa, que na terça-feira testou positivo para covid.

Ele é mais um do surto que atingiu o Grêmio, depois de Paulo Miranda, Renato, Vanderson, Victor Ferraz, Emanuel (zagueiro da base) e David Braz, além do preparador físico.

É provável que Jean Pyerre, recuperado fisicamente, vá a campo para dar ao time a organização que andou em falta nas últimas partidas, ao lado do expeeriente e sempre fundamental Maicon (foto).

É importante contar com todos os titulares disponíveis porque o Grêmio terá de realizar um jogo quase perfeito, sem erros, para vencer os equatorianos por 1 a 0 ou por dois gols de diferença para garantir a classificação à fase de grupos da Libertadores. Em caso de derrota, o Grêmio vai para a Sul-Americana.

O primeiro confronto, em Assunção, mostrou que o Independiente é um adversário organizado, perigoso, com contra-ataque muito rápido e jogadores técnicos no meio. Por isso, todo o cuidado. Um gol do adversário obrigaria o Grêmio a lutar por três para anular a vantagem e se classificar no saldo.

O jogo começa às 19h15min.

Publicado em Grêmio, Libertadores | Marcado com , , , , | 4 Comentários

A dura e bem-humorada resposta ao ministro

Uma das mais desastradas frases de um ministro é de autoria de Paulo Guedes ao justificar a proposta de aumentar o imposto sobre os livros:

– Pobre não lê livros – disse, como se fosse privilégio dos ricos, desprezando o fato de que ao construir outra barreira de acesso vai dificultar ainda mais o acesso à leitura de uma população que vive cada vez mais afastada da cultura.

Uma livraria respondeu com uma pesada crítica cheia de ironia.

Dá vontade de aplaudir o responsável pelo cartaz:

Publicado em Gente | Marcado com , , , , | 1 Comentário

Da série ‘Perguntar não ofende’

O jogo desta quarta-feira, na Arena, quando o Grêmio vai precisar de vitória sobre o Independiente del Valle, não é uma boa oportunidade para Renato (ainda fora de ação por causa da covid) voltar a dar uma chance a Jean Pyerre, uma das grandes revelações da base do clube, ou pelo fato de ele não ter jogado ainda este ano e ter perdido a confiança do técnico, deve seguir fora da equipe por mais um tempo, especialmente em um jogo tão importante?

Publicado em Grêmio | Marcado com , , , | 5 Comentários

Inter: o tropeço dos jogadores

Uma foto divulgada em redes sociais provocou pesadas críticas de torcedores aos jogadores Rodrigo Dourado, Heitor e Nonato, do Inter. Eles aparecem em um barco, em uma praia perto de Porto Belo, ao lado de dois amigos, todos acompanhados por suas mulheres ou namoradas. Eles curtiam uma rara folga no futebol.

Não havia festa, nem pessoas desconhecidas no grupo, apenas companheiros de time e amigos, que seguem seus protocolos de cuidados (Heitor e Nonato, por exemplo, moram com suas parceiras na mesma casa, enquanto a residência do lateral passa por reformas). Até aí, tudo normal.

O problema todo é a mensagem. Jogadores são seguidos, admirados, idolatrados por torcedores. Ou seja: mais do que nunca, especialmente em tempos de redes sociais, é fundamental preservar a imagem.

Numa época de pandemia, de número crescente de vítimas, de apelos de profissionais de saúde para que todos mantenham distanciamento e cuidados, Dourado, Nonato e Heitor passaram a mensagem errada.

Para quem acha que isso – a mensagem – não é tão importante, é bom lembrar que este é o país em que uma parcela de brasileiros acredita em drogas inúteis (e perigosas) para tratar covid e que a terra é plana. A visão de jogadores despreocupados pode dar o recado errado a muitas destas pessoas.

Espero que pelo menos os jogadores usem o tropeço como lição.

Publicado em Uncategorized | Marcado com , , , , | 1 Comentário

A charge do dia

(Benett/Reprodução, Folha de S.Paulo)

Publicado em imprensa | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Das redes sociais

cruz

(Quinho/Reprodução)

Publicado em redes sociais | Marcado com , , , | Deixe um comentário

A lição do médico

Anos atrás, logo depois da inauguração de um serviço altamente qualificado no Hospital de Clínicas voltado às crianças, um dos médicos responsáveis me disse que a doença em questão não era tão comum assim. Brinquei então com ele:

– Vais ser cobrado por gastar tanto para tão poucos casos.

Nunca esqueci da resposta dele:

– Se salvarmos uma única vida terá valido a pena.

Tenho pensado naquele médico como nunca ao ver o Brasil bater recordes de mortes diárias por covid, sob o olhar de quase indiferença e de erros repetidos do líder do governo desde os primeiros dias da pandemia.

O que ele diria hoje aos bolsominions?

Publicado em Gente | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Os grandes desafios da Dupla na temporada

Reprodução

A decisão da Supercopa do Brasil, na manhã de domingo, em Brasília (vitória do Flamengo nos pênaltis), deixou claro que Grêmio e Inter terão de fazer campanhas bem fora da curva na temporada para chegar à disputa dos principais títulos. Uma superação surpreendente como a do Inter no último Brasileirão, por exemplo.

Os dois finalistas da Supercopa – Flamengo e Palmeiras – fizeram um jogo de alta qualidade, intenso, com jogadores de alto padrão e bom esquemas.

Não é apenas o nível dos titulares que deixa os dois times em um patamar superior do futebol brasileiro. A diferença também está na fartura de opções dos dois técnicos, além de inúmeros jogadores saídos há pouco da base que já estão se firmando.

A dupla Gre-Nal terá de reforçar os grupos (o Inter, com sérias dificuldades de caixa, dificilmente fará isso), aprimorar os esquemas e partir para desempenhos superiores nas principais competições (Brasileiro, Copa do Brasil e Libertadores).

Claro que o futebol não tem precisão matemática e nem sempre segue a lógica, mas a verdade é que os dois finalistas da Supercopa estão à frente dos demais.

Será uma temporada desafiante para a dupla Gre-Nal.

Publicado em Grêmio, Inter | Marcado com , , , , , | 8 Comentários