Inter enfrenta o Paysandu no calor de Belém

É assim a Série B: depois de enfrentar o Londrina, no Paraná, bem perto de casa, e de empatar com o ABC no Beira-Rio, o Inter joga na tarde deste sábado a pouco mais de 4 mil quilômetros de Porto Alegre, contra o Paysandu. Sai de temperatura amena para quase 30ºC de calor úmido.

São os desafios da competição, que farão parte da vida do Inter até o início de dezembro deste ano, quando a torcida espera ver a equipe de volta à primeira divisão.

Neste jogo, o técnico Antônio Carlos Zago não terá D’Alessandro no meio, nem o lateral-direito William, com dores no joelho. Será dia da estreia do zagueiro/lateral Danilo Silva, testado em Porto Alegre e também no treino fechado de sexta-feira, em Belém.

Na outra lateral, Carlinhos começa desde o início. Uendel será poupado porque sentiu o desgaste da longa sequência de jogos.

No lugar de D’Alessandro, Zago confirmou Roberson.

O Paysandu é um dos adversários mais complicados da Série B, especialmente quando joga em casa, com apoio de sua torcida. É um time, acima de tudo, que ambiciona garantir uma das quatro vagas na Série A.

O que Zago espera é que, mesmo diante deste adversário difícil, o Inter imponha sua superioridade técnica, como fez contra o Londrina na primeira rodada.

O jogo começa às 16h30min.

Publicado em Inter | Marcado com , , , | 18 Comentários

Brasil fica no empate com o Goiás no Serra Dourada

Ao empatar em 1 a 1 com o Goiás, na noite desta sexta-feira, no Serra Dourada, de Goiânia, o Brasil subiu duas posições na tabela, chegou a dois pontos e mostrou para sua torcida um futebol mais aproximado do que fazia na Série B do ano passado.

Marcou o time goiano, cresceu em energia quando perdeu o zagueiro Teco (expulso aos 48 minutos do primeiro tempo), equilibrou quando o Goiás perdeu o meia Jean Carlos também por cartão vermelho aos oito do segundo e teve chances de vencer, caso tivesse aproveitado melhor alguns dos contra-ataques que teve.

O Goiás fez 1 a 0 logo aos três minutos, quando o zagueiro Alex Alves, entre Sciola e Rodrigo, desviou para o caso. O Brasil não deu tempo para a torcida comemorar: na saída de bola, o time deu 12 passes até que Elias, já no fundo, recuou para que Bruno Lopes completasse. Um a um.

Aos 19, o Goiás teve a chance de ficar em vantagem, mas na cobrança de pênalti por Ramalho, Martini defendeu no canto direito.

O Brasil volta a campo terça-feira, no Bento Freitas, contra o Náutico. Vitória vai permitir que o time dê um bom salto na tabela.

Publicado em Brasil | Marcado com , , , | 2 Comentários

O campeão (e provocador) Mourinho

É o fim de uma época muito difícil, mas muito boa. Prefiro isto (ganhar a Liga Europa) a ficar em segundo, terceiro ou quarto na Premier League. Conseguimos o objetivo de voltar à Liga dos Campeões e vencemos um título, um título importante, que fecha o lote do Manchester United. Sei que sou o único a receber medalhas de três presidentes da UEFA e também sei que só tenho 54 anos. Ainda quero vencer mais algumas. Há muitos poetas no futebol mas poetas não ganham muitos títulos“.

(José Mourinho, português, técnico do Manchester United, campeão da Copa Europa ao vencer o Ajax, no seu estilo preferido do futebol, ao abusar da ironia em sua entrevista)

Publicado em Futebol | Marcado com , , , | 1 Comentário

As lições de Mário

Repórter especial, editor, colunista, escritor, o gaúcho Mário Magalhães dá lições diárias de sabedoria em seu Blog hospedado no  Uol.

Na quinta-feira, ele escreveu sobre os acontecimentos do dia anterior.

As depredações de uma minoria em Brasília escandalizaram muita gente. O assassinato de colonos no Pará foi encarado com naturalidade, quase sem repercussão. Pior: no noticiário, foi chamado de conflito – quando só um lado perdeu.

O texto está neste link:

https://blogdomariomagalhaes.blogosfera.uol.com.br/2017/05/25/triste-pais-onde-depredacao-e-escandalo-mas-massacre-de-dez-posseiros-nao/

Vale a pena ler com atenção.

Publicado em imprensa | Marcado com , , , | 3 Comentários

Desafio a mais para Zago: como suprir a falta de D’Alessandro?

O torcedor já sabe: no jogo deste sábado, contra o Paysandu, na distante e quente Belém, o Inter não terá seu principal jogador, o meia D’Alessandro, que nem viajou. Ele está naquele chamado limite de desgaste físico. Para evitar uma lesão, ele será poupado.

Zago não terá também William na lateral-direita e talvez seja forçado a deixar Uendel na reserva, também por desgaste.

O técnico não revelou a escalação do time, mas deixou claro que o esquema continua o mesmo – o chamado 4-3-3. Como será a distribuição dos jogadores é o segredo. Ele pode voltar a escalar três atacantes, o que parece improvável diante das dificuldades mostradas contra o ABC, confirmar Roberson no lugar de D’Alessandro ou trocar um atacante por mais um volante.

O jogo em Belém costuma ser um dos mais complicados da Série B, pelo ambiente e o apoio sempre forte da torcida local.

Perguntas ao torcedor do Inter:

Antônio Carlos deve seguir com a ideia de três atacantes?

– Ou é muito arriscado e o melhor seria escalar um jogador mais adaptado ao meio-campo?

– Ou deveria ser pragmático e optar por mais um volante para fechar o meio?

Publicado em Inter | Marcado com , , , , | 24 Comentários

Grêmio: agora, aposta em time misto para jogo em Recife

Renato repete o esquema já utilizado em algumas viagens da Libertadores: vai levar um grupo numeroso de jogadores a Recife, apesar da decisão já tomada de poupar inúmeros titulares na partida de domingo, contra o Sport.

Os titulares vão treinar em Pernambuco porque de lá a delegação viaja direto ao Rio, local da decisão da vaga na Copa do Brasil contra o Fluminense.

– É preciso poupar ou alguns jogadores podem estourar – explicou Renato, mais uma vez repetindo a crítica ao calendário.

A ideia é examinar cuidadosamente o grupo, ver jogadores que estão no limite físico e escalar quem está bem. O time será completado por reservas imediatos.

– O Grêmio disputa três competições e está bem em todas – destacou Renato. – O grupo é bom, meu time está jogando bem e é preciso cuidar bem para não perder titulares importantes.

Na Libertadores, o Grêmio terminou em terceiro entre os 16 classificados, atrás apenas de Atlético-MG e Godoy. No Brasileirão, lidera com duas vitórias. E na Copa do Brasil decide no Rio em vantagem por ter vencido o primeiro confronto por 3 a 1 na Arena.

Publicado em Grêmio | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Surrealismo

Um sanduíche para lá de diferente, só com materiais utilizados em esportes.

Confira:

Publicado em Vídeos para o dia | Marcado com , , , | Deixe um comentário