Lições da História

Os Estados Unidos superaram a crise provocada pela quebradeira geral, a partir de 1929, com forte intervenção estatal. Quando assumiu a presidência, Roosevelt implantou o chamado New Deal – e iniciou a reconstrução do país, muitas vezes determinando até o que as fábricas deveriam produzir (vejam em Tempos Muito Estranhos, de Doris Kearns Goodwin).

Não foram os governos que salvaram o mundo da quebradeira em 2008?

Isso se repetiu em outros países, com destaque para a França, que teve um período chamado de Trinta Gloriosos – os 30 anos da reconstrução, depois da guerra, com crescimento acelerado. Sabem como isso foi possível?

Vejam o que escreve o economista, pesquisador e escritor Thomas Piketty no livro O Capital no Século XXI:

“(…) Durante todo o período dos Trinta Gloriosos, ao longo do qual o país, em plena reconstrução, teve um fortíssimo crescimento econômico (o maior de sua história), a França vivia num sistema de economia mista, um capitalismo sem capitalistas, ou, ao menos, um capitalismo de Estado no qual os proprietários privados já não controlavam as grandes empresas (…)”

Aqui, os especialistas querem um Estado cada vez menor.

 

Publicado em Economia | Marcado com , , , | 1 comentário

Uma boa sugestão para o Inter. Direto de New Jersey

Alexandre Lops/DivulgaçãoLouis Schroder é daqueles brasileiros que vivem em outro país há décadas, mas que nunca rompem com suas raízes. E elas estão firmemente assentadas também em sua paixão pelo Inter. Morador de New Jersey, Schroder mantém o Blog Vermelho, com notícias sobre seu time, debates e sugestões para o clube.

Uma das últimas (ele pedia um setor com torcida mista, por exemplo, bem antes da decisão do clube) surgiu ao ver a comemoração de Nilmar no jogo da última quarta-feira, contra o Emelec. Como o jogador foi em direção à torcida e saltou para o abraço, ele pensou logo em definir este tipo de comemoração com o nome de Pulo do Saci, unindo a festa ao símbolo do Inter.

Em seguida, ficou preocupado com o muro de concreto que separa o campo da arquibancada.

O recado que ele enviou ao blog por e-mail é este:

Meu próximo pensamento foi ‘cuidado com os joelhos nesse muro de concreto!’. Veja bem, a diferença entre as comemorações aqui nos EUA desse tipo e essa nova no Beira-Rio é que aqui nos EUA os muros onde os jogadores pulam têm um material estufado de várias polegadas por cima do concreto, o que protege o jogador.  Além do fato de o jogador da NFL ter bastante proteção no uniforme. O jogador pode até bater de cabeça no muro que vai sobreviver. Os muros em todo estádio de baseball também têm esse estufamento. Já nossos futeboleiros não têm proteção. Um arranhãozinho ou uma batida forte demais do joelho na empolgação e essa comemoração vai para o espaço.  Empolgação + Velocidade + Concreto + Joelho = No Good.

Por isso, faço a sugestão de que o clube instale ao menos nos quarto cantos do estádio essa proteção para que os jogadores possam continuar essa nova tradição da qual eu batizo “O Pulo do Saci” (ou Salto do Saci…mas eu prefiro Pulo do Saci, Salto tem outra conotação não tão boa, mas seja qual for não esquecem os Credits!). Podem ver na foto ali como é. Só faz em vermelho…já aproveita e bota um anuncio em cada um e ainda fazem uma grana em cima“.

 

Publicado em Futebol | Marcado com , , , | 15 Comentários

Giuliano e Luan têm chances de enfrentar Caxias

Lucas Uebel/DivulgaçãoTudo indica que na partida deste sábado contra o Caxias, na Arena, Luiz Felipe vai mudar mais uma vez o time. Não apenas por causa das lesões (Walace fica em tratamento por 45 dias) e suspensões (Matías Rodriguez), mas também por uma sutil alteração no esquema em relação ao Gre-Nal.

No treino aberto da sexta-feira, Felipão voltou a escalar Marcelo Hermes na lateral porque precisou de Marcelo Oliveira no meio, como segundo volante. Lincoln, que foi convocado para a seleção sub-17, será substituído por Luan, que volta de lesão. Giuliano entra na vaga do terceiro volante (Araújo) e completa o meio com Douglas. Na frente, Mamute, que terá outra chance depois da boa atuação no empate com o Inter.

Todas estas mudanças Felipão mostrou no treino aberto – o que nem sempre significa que serão utilizadas. Mas o time escalado tem boas chances de ser repetido contra o Caxias.

O Grêmio precisa da vitória para voltar ao grupo de classificados e interromper a sequência ruim de partidas na Arena no campeonato (derrotas para Brasil e Veranópolis, empate com o Juventude).

KLÉBER

Na entrevista coletiva da tarde de quinta-feira, o representante do atacante Kléber, Giuseppe Dioguardi, garante que as negociações com o Grêmio continuam, apesar de o advogado Nestor Hein ter dito que estavam encerradas.

Dioguardi revelou que o acordo só não foi fechado porque no documento de rescisão o Grêmio queria incluir uma cláusula proibindo que Kléber jogasse em determinado clube – o Inter, por exemplo. “Botar faça em pescoço? Não é nada disso. Passamos dessa fase de chutar o balde”, disse o representante.

Ele destacou também que Kléber está com quatro meses de atraso nos direitos de imagem e que o jogador só recebeu em dia no primeiro ano, 2012. Depois, os atrasos salariais foram frequentes.

Por fim, confirmou que o Fort Lauderdale Strikers, clube de Ronaldo nos EUA, tem interesse em Kléber, mas que a questão só será negociada quando a rescisão com o Grêmio for encaminhada.

Enquanto o acerto não acontece, Kléber seguirá treinando normalmente.

Publicado em Grêmio | Marcado com , , , | 3 Comentários

A crise da lateral-esquerda do Inter

Os últimos jogos do Inter têm deixado bem claro que o técnico Diego Aguirre tem um problema urgente para resolver – e ele está na lateral-esquerda.

Poucas vezes, Fabrício passou por uma fase tão ruim como a atual.

Ele deixa espaços generosos, não consegue atacar como antes, erra praticamente todos os lances. Na noite de quarta-feira, errou no primeiro gol do Emelec e, ao forçar um passe na saída de bola, permitiu o contra-ataque que resultou no segundo, quando a defesa estava avançando.

Para piorar, ele começa a se perturbar com a impaciência da torcida. No fim do primeiro tempo do jogo contra o Emelec, ele voltou a se irritar com vaias e discutiu com torcedores antes de entrar no túnel.

Vive uma fase complicada.

Publicado em Inter | Marcado com , , , | 36 Comentários

Os disciplinados patos russos

Da série Vídeos para começar bem o dia: basta um tipo de grito do criador russo para que os patos imediatamente entrem em formação e tomem o rumo do galpão. É um espécie de ordem unida.

Vejam do que se trata:

Publicado em Vídeos para o dia | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Avança a ideia de mudar o Brasileirão. Você concorda?

Pelo jeito, o discurso do presidente do Grêmio, Romildo Bolzan, foi convincente na última reunião dos clubes, na CBF, no início desta semana. O dirigente propõe mudanças na fórmula do Brasileirão, com a volta do sistema de mata-mata, pelo menos em uma das fases.

Tão convincente que o presidente da CBF, Marco Polo del Nero, garantiu que a decisão de uma eventual mudança será dos clubes.

A ideia é manter o turno e returno, estabelecido desde 2003, mas com semifinais e final entre os quatro melhores.

Nem todos concordam, especialmente os presidentes de federação, já que haverá necessidade de novas datas – e, portanto, redução ainda maior dos estaduais.

Questão para os torcedores:

- Você concorda com a mudança na fórmula?

- Duas novas fases não vão abrir um vácuo no calendário dos times que não se classificarem?

 

Publicado em Brasileirão | Marcado com , , , | 59 Comentários

Mistério Kléber termina na tarde desta quinta

Um dos mistérios da temporada no Grêmio deve terminar na tarde desta quinta-feira, em um hotel de Porto Alegre. O empresário do atacante Kléber, Giuseppe Dioguardi, convocou entrevista coletiva para explicar por que a situação do jogador segue indefinida.

Desde o início do ano, Kléber trabalha separado do grupo, no turno inverso ao dos demais jogadores, no Centro de Treinamento Luiz Carvalho. Nas últimas semanas, o acerto entre seus representantes e o Grêmio para a rescisão de contrato parecia próximo, mas na madrugada de quarta-feira, o advogado Nestor Heinz avisou que as negociações estavam encerradas.

Ao saber disso, Dioguardi convocou a entrevista. Kléber segue sem falar com os jornalistas, até porque a imprensa não tem acesso a seus treinos, por decisão do clube.

O jogador de 31 anos recebe salários superiores a R$ 600 mil e tem contrato até o fim de 2016. O que estava sendo acertado era o parcelamento do total até o fim do compromisso, em parcelas mensais. Pelo jeito, houve uma séria divergência.

– Havia uma tentativa de rescisão amigável – explicou Nestor em entrevista à Rádio Gaúcha. – Não chegou a se redigir esse contrato nunca. Mas, diante de uma situação que foi exposta, não faremos essa negociação. O Grêmio não aceita ultimato de ninguém. Ou os negócios saem normalmente ou não saem. Com faca no pescoço, não sai. A novela acabou, e o jogador fica em Porto Alegre.

Na tarde desta quinta-feira, pela primeira vez haverá a chance de ouvir o outro lado da questão, o de Kléber, com quem o técnico Luiz Felipe não aceita trabalhar.

A PROPÓSITO

Lucas Uebel/DivulgaçãoDepois de passar as últimas semanas tratando de uma lesão no pé, Luan voltou aos treinos com bola na manhã de quarta-feira. Tem chances de reaparecer no jogo de sábado, contra o Caxias, na Arena.

Outro destaque no treino foi o centroavante Braian Rodriguez (foto). Ele mostrou eficiência nos cabeceios a gol. Tem chance até de fazer parte do grupo que enfrenta o Caxias, sábado, na Arena.

O clube tem uma baixa desde a noite de quarta: Fábio Koff alegou problemas pessoais e deixou o cargo de vice de futebol. A função é de César Pacheco, com apoio do presidente Romildo Bolzan.

 

-

Publicado em Grêmio | Marcado com , , , | 35 Comentários