Brasil vence, volta ao G-4 e garante permanência na Série B

Ao vencer o Ceará por 2 a 1, na noite desta terça-feira, no Estádio Bento Freitas, o Brasil voltou ao grupo dos quatro primeiros da Série B e, mais importante, chegou aos 44 pontos que garantem a participação do time ao menos na segunda divisão brasileira no próximo ano. Garantia de calendário cheio, patrocinadores e valorização da marca.

Este sempre foi o primeiro objetivo do clube, lembrado inclusive pelo técnico Rogério Zimmermann sempre que ouvia alguém lembrar que o time disputava um lugar na Série A de 2017. Rogério destacava que a prioridade era chegar ao total de pontos que garantisse a permanência do time na Série B – objetivo alcançado nesta terça.

A partir de agora, com mais tranquilidade, o Brasil pode até alimentar o sonho de disputar a primeira divisão.

Foi um jogo complicado, como quase todos nesta fase da competição entre times que disputam as posições separados por poucos pontos.

A vitória começou a ser definida por dois descuidos dos zagueiros do Ceará. Aos 11 minutos, Chaves segurou Cirilo dentro da área, apesar da advertência do árbitro. Pênalti. Gustavo bateu com categoria no canto esquerdo. Um a zero.

Pouco depois, Felipe Garcia foi lançado, tomou a frente do zagueiro, entrou na área e foi puxado por Douglas. Pênalti. Gustavo bateu de novo, com o mesmo estilo, e fez 2 a 0.

Tudo indicava uma vitória tranquila, mas o Ceará, que não vencia havia dez rodadas, passou a pressionar até descontar aos 21 minutos: Bill deu passe preciso para Eduardo completar.

A partida ficou mais complicada, duramente disputada, com o Brasil resistindo à pressão e mantendo a vitória. O último susto surgiu em um dos últimos lances da partida, quando Bill perdeu chance clara de empatar.

O Brasil volta a jogar em casa na próxima rodada, dia 4, terça-feira, contra o Sampaio Corrêa.

Publicado em Brasil, Série B | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Noite de Xavantes no Bento Freitas

Não é apenas um jogo para cumprir a tabela. Se vencer o Ceará, na noite desta terça-feira, no Bento Freitas, o Brasil chegará a 44 pontos ganhos na Série B. Portanto, já estará garantido na competição na próxima semana, a dez rodadas do fim do campeonato.

A partir daí, o time xavante e seus torcedores poderão sonhar à vontade – com a conquista de uma vaga para a Série A, por exemplo.

Perto, o Brasil está. Em quinto lugar, com 40 pontos, está a apenas um do Londrina, o quarto entre os primeiros.

O time gaúcho está bem no meio de uma disputa intensa. Do terceiro colocado, o Avaí (42), ao 10º, o Ceará (42), há apenas três pontos de diferença. Um jogo. Por isso também, a vitória sobre o Ceará é muito importante.

Noite de os xavantes lotarem o Bento Freitas.

Publicado em Brasil, série c | Marcado com , , , | 2 Comentários

Henrique Almeida ou Luan na frente? Faça sua escolha

Lucas Uebel/Divulgação GrêmioNos sistemas preferidos pelo técnico Renato, há quase sempre a figura de um centroavante posicionado. Foi assim em suas passagens anteriores pelo Grêmio, mesmo quando ele privilegiava a defesa, e repetiu-se no último domingo, na vitória sobre a Chapecoense.

Apesar das contestações da torcida e do fraco desempenho nos jogos, Henrique Almeida foi escalado no ataque e deve permanecer, pelo que se conclui das entrevistas do técnico.

No esquema, segundo ele, Luan deve jogar pelos lados do campo, com liberdade.

Pois bem, aos 20 minutos do segundo tempo, Renato trocou Henrique Almeida por Guilherme, que foi jogar na esquerda, e passou Luan para o meio.

A partir daí, a defesa da Chapecoense que não se preocupava muito, passou a ter maiores dificuldades porque Luan recuava, avançava com a bola dominada, lançava os atacantes do lado sempre com bons passes.

Ficou evidente que o time se mostra mais à vontade com Luan na posição, até porque desde o ano passado, com Roger, este foi o sistema preferido.

Perguntas ao torcedor:

– O que você prefere?

– O novo esquema de Renato ou aquele a que o time já está acostumado?

– Henrique Almeida, como centroavante, ou Luan livre na posição?

 

Publicado em Brasileirão, Grêmio | Marcado com , , , | 1 Comentário

Inter: priorizar ou não?

Diante da situação quase desesperadora na tabela de classificação, o Inter deve concentrar todos seus esforços para tentar se livrar do rebaixamento no Brasileirão e deixar as decisões da Copa do Brasil contra o Santos em segundo plano ou precisa lutar, com todas as forças e esforços, nas duas competições, sem priorizar nenhuma delas?

Publicado em Brasileirão, Inter | Marcado com , , , | 11 Comentários

Obras de arte apenas com papel

Da série Vídeos para começar bem o dia: utilizando-se de folhas de papel, de diversas cores, a  artista russa Yulia Brodskaya compõe obras de arte.

Confiram:

Publicado em Vídeos para o dia | Marcado com , , , | Deixe um comentário

A matemática que pode salvar o Inter

Agora, o corredor está mais estreito ainda.

Restam 11 jogos para o Inter e 33 pontos a disputar.

Destes jogos que faltam, seis serão no Beira-Rio. Dezoito pontos, portanto.

Para chegar a uma pontuação segura, que evite o rebaixamento, o Inter precisa chegar a pelo menos 44 pontos, segundo previsão dos analistas.

Significa que o Inter terá de conquistar mais 17 pontos – ou um índice de aproveitamento superior a 50%.

Terá de melhorar muito. Nas últimas 19 partidas, o Inter venceu apenas uma.

Publicado em Brasileirão, Inter | Marcado com , , , | 30 Comentários

A vitória, segundo o estreante Renato

Lucas Uebel/Divulgação InterHabituado há quase dois anos ao estilo de jogo preferido do técnico Roger, o torcedor do Grêmio terá de se habituar a uma mudança e tanto – que já ficou clara, por sinal, na vitória de domingo sobre a Chapecoense, na estreia de Renato Portaluppi no Brasileirão. O time passa a jogar de forma mais pragmática, sem arriscar muito, por vezes cedendo a posse de bola ao adversário (como fez na Arena) e marcando sempre. Chegou ao ponto de Renato trocar um atacante por um zagueiro, cinco minutos antes do fim da partida.

– O que importa são os três pontos – costuma dizer o técnico.

Vejam o que ele falou:

– Conseguimos vencer um adversário que não dá muito espaço. Fazia alguns jogos que o Grêmio não ganhava, que o ataque não marcava. Fizemos os dois hoje. Isso vai dar mais tranquilidade e confiança. Gostei bastante, principalmente da maneira que quero que a equipe se comporte. Quase não deu chance aos adversários. Já é difícil fazer gol, então não dá para dar espaços para o outro fazer. Essa partida de quarta, por exemplo (primeiro jogo contra o Palmeiras pelas quartas de final da Copa do Brasil) é malandra, porque é de 180 minutos. Nada vai se decidir agora. Tem mais 90 minutos em São Paulo. Vamos fazer de tudo em casa para não tomar gol, que é importante na Copa do Brasil.

Publicado em Brasileirão, Grêmio | Marcado com , , , , | 1 Comentário