Inter quer chegar a 200 mil sócios. Você acha possível?

Um dos grandes saltos de qualidade da dupla Gre-Nal nos últimos anos foi a mudança nos quadros sociais. Foi o que deu a Grêmio e Inter uma renda garantida mês a mês, ajudando a cobrir as despesas do futebol.

Agora, o Inter acaba de estabelecer um novo objetivo: quer ampliar o quadro social de 103 mil para 200 mil pessoas na próxima temporada, ano de obr

Para os homens do clube, não há dúvidas: um quadro social assim dará sustentação ao futebol, acabando definitivamente com a necessidade de vender jogadores ano a ano.

O atual quadro social já deu fôlego ao Inter que hoje é um dos quatro maiores orçamentos do futebol brasileiro, ao lado de Corinthians (líder), São Paulo e Flamengo. Com estádio novo, convênios com clubes do Exterior para venda de produtos do Inter em lojas de outros clubes na Ásia, por exemplo, proximidade com a Copa, será hora de buscar o reforço no número de sócios.

Será preciso, claro, reorganizar o acesso ao estádio nos jogos, como fazem os europeus. Por exemplo: dar um prazo para que os associados da modalidade antiga, que não precisam reservar ingressos, avisem se comparecerão aos jogos ou não – e vender o número de lugares que sobram.

Questão para os torcedores do Inter:

- Você acha possível chegar a 200 mil sócios?

-  Ou o quadro social, de um clube do Sul do país, já chegou ao limite?

About these ads

Sobre mariomarcos

Jornalista, natural de criciúma, fã incondicional de filmes, bons livros e esportes
Esse post foi publicado em Inter e marcado , , , . Guardar link permanente.

87 respostas para Inter quer chegar a 200 mil sócios. Você acha possível?

  1. luiz roberto vicente disse:

    Mas evidente que sim, embora algumas criticas aqui e outras ali para a nova direção, o Inter é o mais organizado entre todos os clubes brasileiros (com muito respeito a todos os outros), então teria essa possibilidade sim, com certeza, o que seria um novo sonho bom esses 200mil socios , dando mais oportunidades de mais investimentos no futebol e na manutenção dos nossos bons jogadores.

    • João Carlos disse:

      A meta de 200 mil exige um marketing mais inteligente. Até pela capacidade do estádio a maioria dos novos associados teriam menos vinculação com a presença no estádio em jogos. Então qual seria a motivação prática além da paixão e do desejo de auxiliar o clube? Este sistema de pontos e sua troca por brindes, a rede de convênios, o sorteio de viagens e ingressos vip, a revista mensal, são todas ações neste sentido, mas é preciso mais, é preciso que aquele torcedor que não vai a jogos sinta-se participante do clube por ser sócio, sinta-se uma peça importante do contexto colorado e não apenas um torcedor anônimo. Será preciso também uma forte atuação dos consulados e sugiro uma “caravana” colorada muito atrativa, bonita e bem organizada visitando as diversas cidades e motivando as pessoas a se associarem. As ações que estão sendo feitas a algum tempo trouxeram este ótimo patamar de sócios atual, ou seja, alcançaram basicamente seu limite. Para novos resultados novas e mais criativas ações são necessárias e aí entra um marketing muito criativo com ações que atendam basicamente ao colorado que pouco vai a campo mas que pode ser motivado a ajudar o clube.

    • Helinho disse:

      Vai depender dos resultados do campo. Tem que ganhar pelo menos o Gauchão e sair campeão do Musa do Brasileirão ou Miss Brasil.

      Obtida a classificação para a 2ª fase da LA 2012, a maior torcida do Rio Grande se aproximará do clube.

      O valor da mensalidade vale só pela revista. Fora o desconto de 50% no ingresso.

      Quanto à capacidade do Gigante, é bom lembrar que recebeu aproximadamente 20 mil torcedores no grenal final do Gauchão 2011. Ainda tem muito espaço.

  2. Zeca Nivete disse:

    E a venda de ingressos para quem não é sócio? Ou será que somente sócios poderão assistir no estádio? Não sou sócio porque moro a 600 km de Porto Alegre, poderia ajudar igual o clube com minha mensalidade, mas como eu, a grande maioria paga para ter algum benefício, ou seja, ir assistir aos jogos no estádio.

    • Pacificador disse:

      É evidente que quem tem preferência são os sócios… afinal pagam pra isso.

    • Chiqueiraço 2011 disse:

      O cara pode morar na China e ser sócio igual. A vantagem dele seria pagar um valor de ingresso menor (desde que se apresente para compra antes de se esgotarem, obviamente). É assim que funciona em qualquer clube do mundo com grande volume do sócios. Pode ter 1 milhão de sócios, mas entram no estádio os primeiros 50.000 que “chegarem” pra adquirir o ingresso. ;-)

      .

    • Andrei disse:

      Por que não se associa então?

    • PODEMOS SIM CHEGAR AOS 200 MIL SÓCIOS EM 2012 !!!

      Podemos iniciar o alcance dessa arrojada meta ”associando” o nosso amigo Zeca Nivete.

      Também resido à 600 km, assisto poucos jogos mas com prazer e satisfação contribuo com minha mensalidade e de meu filho.
      Quem gosta de chope deve conhecer o pórtico ao fundo da foto.

      Não quero apenas presenciar, ”quero fazer parte da história” tornando o INTER o maior quadro social do planeta.

      Podemos e queremos ???

      Eis a pergunta que cada um deve responder para si.

    • 66colorado66 disse:

      Zeca…durante 1 ano, o Beira-Rio recebe no máximo uns 50 jogos. Mais ou mneos isso.
      Desses 50 jogos, o estádio efetivamente fica lotado não mais do que 10 vezes. Nesse ano de 2011, eu vi o Beira-Rio lotado em apenas 3 jogos. Penharol, pela Libertadores e Corinthians e Flamengo, pelo brasileirão. E mesmo assim, tinha lugar. Nenhum jogo foi daqueles de ficar gente do lado de fora por falta de espaço.
      Ou seja, não existe esse negócio de pagar a mensalidade e não poder entrar.
      Não lembro contra o Penharol se os ingressos esgotaram. Contra Corinthians e Flamengo sim.
      Mas em todos os outros jogos, tinha espaço de sobra no Beira-Rio.
      O problema é que tem torcedor que só quer comer filé mignon. Faz um fiasco porque não conseguiu ver Inter e Flamengo, mas depois o Inter joga com Coritiba, Vasco da Gama, Palmeiras, Avaí ou qualquer outro time, o Beira-Rio está lá com seus torcedores de sempre.
      Nem no grenal o Beira-Rio lotou.

      • eduardob disse:

        além desses, teve o do america mg que tava na promoção e o grenal

      • Paulo Anton disse:

        66 Colorado:
        Sinceramente, este teu argumento não engana nem a vó da vizinha… e é muito fraco. Ninguém nasceu ontem e ninguém quer ser enganado; pelo menos da minha parte, não admito!

        Olha só: o único responsável que o Beira Rio não enche mais nos jogos (nem vou falar em lotar…), é a própria DIREÇÃO DO CLUBE.

        Sabe por que?

        A direção poderia numa cajadada matar dois coelhos de uma só vez; ou seja, encher mais o estádio em jogos “não tão decisivos” e nos jogos decisivos, resolver o MAIOR PROBLEMA DE TODOS COM RELAÇÃO AOS SÓCIOS: administrar para que não fiquem “buracos abertos no estádio; em média de 5 a 10 mil lugares (fato que aconteceu em praticamente todos os jogos decisivos a partir de 2006).

        Como fazer?

        Simples; criar um CONTROLE sobre os sócios (de todas as modalidades) a partir da vinda destes aos jogos “comuns” do Inter no Beira Rio.
        Criar um sistema de pontos (pré-definidos) para os sócios. Conforme forem acumulando pontos, começam a ter vantagens em jogos decisivos.
        Disponibilizar preferencialmente essa lista do controle num local de acesso online aos sócios, (site do clube, por exemplo).
        Com o passar dos jogos, o sócio “acumula pontos” para em jogos decisivos e com critérios prévios determinados, TER PREFERÊNCIA DE 24 HORAS (sobre os demais) para adquirir e confirmar o ingresso no jogo decisivo. Mas, NECESSITA CONFIRMAÇÃO!

        Garanto a quem quiser que de uma forma simples e sem tumultos, a Direção resolvia o problema e traria mais torcida ao estádio, porém, está claro que não há interesse no momento de trazer o torcedor sócio ao estádio, assim como, não há muito interesse em TRAZER MAIS VANTAGENS para os torcedores que moram além de 100km de POA.

        Atualmente, o modelo de sócios do Inter funciona só para a Grande POA. Fora disso, (financeiramente falando…), não há vantagens em ser sócio, infelizmente!

      • 66colorado66 disse:

        Paulo…A média de público do Internacional no Brasileirão de 2011 foi de 18.188 torcedores.
        Sem chilique…tem muito espaço para ser ocupado no Beira-Rio até que se possa afirmar que não tem lugar para o sócio.
        Com todo o respeito, o problema só acontece quando tem jogo decisivo. mas aí, não importa o tamanho do Beira-Rio, ele jamais vai comportar TODOS os que desejam assistir a partida.
        Com 10 mil, 20 mil, 50 mil, 100 mil ou 300 mil sócios.
        Sempre vai ter um jogo em que vai faltar lugar.
        Tem gente que só quer assistir op Inter contra Corinthians, Flamengo e gremio. No resto do tempo nem aparece.

    • Pitcho disse:

      Moro em Portugal e continuo sócio (antigo) do Inter. O bom é que finalmente este ano criaram o espaço no site para dizer que eu NÃO vou aos jogos e então sobrar lugar para outros colorados que possam ir. Ainda acho que esse processo possa ser mais automatizado (mandando um e-mail e com um simples clique vague meu lugar).
      Acredito que estou ajudando o clube de alguma forma e continuarei sócio para sempre. Claro que muitos querem benefícios, mas existe MUITA coisa que dá para se fazer ainda… é só pesquisar nos clubes europeus, por exemplo.
      Só pra citar duas aqui do Benfica, o cartão é transmissível a outros, ou seja, um avô pode ser sócio e ficar emprestando a carteira para os netos e filhos sem quebrar qualquer regra. Cartão de crédito que premia o usuário com até 2 euros por gol marcado do time no campeonato português. E por aí vai…
      É só usar a imagainação e também COPIAR o que já existe…

    • Helinho disse:

      Ainda bem que tem colorados como o Zeca.

      Se não fossem eles, eu teria ficado de fora das finais da Copa LA 2006, Recopa Sulamericana 2007, Copa Sulamericana 2008, Copa LA 2010 e Recopa Sulamericana 2011.

      E olha que não tenho lugar garantido no Estádio.

      Tô de olho no Sky Box da AG. Espero que os sócios tenham preferência.

    • vanderlei disse:

      Moro em Itaituba-PA (mais ou menos uns 3000 mil km de POA) e sou sócio do Inter, não fui ao estádio depois que me associei (desde 2007). Porém consumo futebol diariamente. Eu tenho uma tese: se não mantivermos um quadro social no nível máximo de nossa capacidade, seremos engolidos por Corintians e Flamengo. É só olhar a diferença de patrocínio deles com o restante dos times, a longo prazo, se nada for feito, irá acontecer como aconteceu na Espanha, com Real e Barcelona. O que mantinha um equilíbrio entre os times aqui no Brasil era o Clube dos 13, agora é cada um por si e a Globo por Flamengo e Corintians. EU FAÇO MINHA PARTE PARA MANTER O CLUBE DO MEU CORAÇÃO ENTRE OS GRANDES!!!

      • 66colorado66 disse:

        Parabéns, Vanderlei. Tu és um verdadeiro colorado.
        Concordo contigo. Nosso diferencial em relação ao clubes do eixo Rio-São Paulo e em especial Flamengo e Corinthians, que vão receber muito mais grana que nós, tem que ser o quadro social.
        Já nos diferenciamos do resto do Brasil por conta disso. Precisamos continuar crescendo sempre e sempre.
        Tirando os grandes clubes europeus, ou prá ficar mais fácil a análise, apenas os clubes espanhóis, alguém sabe o tamanho do quadro social de clubes como Valência, Villareal, Atlético de Madrid, apenas a título de comparação???
        Apesar de eu achar que Flamengo e Corinthians jamais serão Barcelona e Real Madrid um dia.

      • Colorado disse:

        Bingo.
        Perfeito.

  3. Zeca Nivete disse:

    Deixando claro que sou a favor do plano da direção, quanto mais gente melhor.

  4. Roberto disse:

    “Para os homens do clube, não há dúvidas: um quadro social assim dará sustentação ao futebol, acabando definitivamente com a necessidade de vender jogadores ano a ano.”

    Engraçado, esse argumento era usado para chegar aos 50 mil sócios. Quando chegou, se esqueceu disso e se usou para chegar aos 100 mil sócios. Quando chegou, se esqueceu novamente e se usou para agora chegar aos 200 mil sócios. Quando chegar, provavelmente vão esquecer do argumento e usá-lo para chegar aos 300 mil. E assim segue o ciclo.

    Um quadro social desse perfil será ótimo. Ajudará muito o clube a montar um elenco forte e se manter no topo. Entretanto é uma demagogia barata esse argumento. Com elencos mais fortes, inter terá maiores salários. Resultado: continuará vendendo jogadores com a mesma frequência.

    • 66colorado66 disse:

      Tá certo, Roberto. Também acho que continuarão vendendo jogadores.
      Meu maior receio é que quando a grana tá curta, o clube tem que ser muito mais criterioso ao contratar um jogador, justamente pq sabe que a margem de erro tem que ser a menor possível.
      Já quando tem dinheiro em caixa, contratam mais e nem sempre melhor.
      Tem um ditado que diz que “o dinheiro é mau conselheiro”.
      Mas é inegável que com dinheiro, a possibilidade de trazer jogadores de mais qualidade aumenta e consequentemente aumenta a folha de pagamento.
      Quando o Fernando Carvalho contava os caraminguás na tesouraria, em 2005 ele fez contratações pontuais e conseguiu armar aquele timaço de 2005/2006 que era muito melhor que o Inter atual.
      Fernandão, Tinga, Jorge Wagner, Sóbis, Bolívar, Indio e Fabiano Eler, Ceará, Alex, Iarley…imagina todos esses jogadores com 6 anos a menos. Todos voando em campo.
      Era um baita time.

      • juliocolbeich disse:

        Essa sempre foi a minha crítica, se o Inter fosse denunciado no Procon seria engraçado, mas tem que parar de mentir que não irão mais vender jogadores. Sou sócio e isso é a única coisa que me irrita, além do Wilson Mathias. Falem a verdade: vamos vender jogadores, mas com 200.000 sócios teremos a possibilidade de investir mais nas categorias de base, formar um time mais forte, melhorar o clube como um todo, mas nunca mentir. O Inter já melhorou muito, se continuar melhorando podemos continuar disputando títulos.

      • João Carlos disse:

        É isso aí Júlio, a saída de jogadores, a famosa “venda” acontece não somente porque o clube precisa, mas também pq o jogador quer. Por vezes o clube quer manter o jogador mas o atleta quer faturar mais e acaba indo embora. Essa dinâmica de entrada e saída de jogadores é permanente em qualquer clube do mundo e os 200 mil sócios não vão mudar isso. O que vai mudar é que o Inter vai ter mais bala na agulha para trazer e manter ótimos jogadores por mais tempo.

    • André disse:

      Sim não precisaríamos vender. Mas ao mesmo tempo, estamos aumentando a folha salarial, pq p time precisa se qualificar mais ainda e torcida quer mais jogadores de renome.

      Convenhamos, até o momento, a única venda do Inter é Juan. O Kléber não pertence ao Inter. E não mantivemos Damião, Oscar, D’ale e cia. Para mim, isto já é reflexo dos mais de 100 mil sócios.

      Outra coisa, com os times do eixo Rio-SP ganhando mais do que o dobro de direitos televisivos do que nós, como faríamos frente a eles? Só com mais sócios. Pois cada vez mais esses times vamos inflacionar o mercado, pois eles terão dinheiro.

  5. Aldrin Freitas disse:

    Moro no Pará , a 3000Km do Gigante, porém as alegrias que o Colorado tem me dado não tem preço. Vou me associar com certeza. Nada vai nos separar!!!!!!!

  6. Hugo disse:

    Na teoria, há um mercado de 5 milhões de potenciais sócios tanto para Grêmio quanto para Inter, somente no RS, se arrendondarmos o nº de habitantes do estado em 10 milhões.

    Mas, é nessas horas que é bom se enxergar futebol de forma macro – conjuntamente com outras valências sociais, principalmente com a economia. Todo esse blábláblá pra chegar a conclusão trivial: depende da situação da economia da região, no caso, do Brasil.

    De modo que, se associar ou não a um clube e ser contribuinte EFETIVO (e não levado por modismo como o clube estar passando por uma fase de vitórias), vai além da paixonite do sujeito, como se acaba descobrindo quando chega o fim do mês e se vê aquele maço de bloquetos que o cara tem que pagar…esse detalhe sobre a questão econômica é importante, pois a tendência com a remodelação dos estádios, daqui para a frente, é que o futebol vai se tornando um lazer da classe média, como eram cinema e teatro no passado e o futebol era reservado para o zé povinho. E esse perfil tá mudando…vamos ver se os clubes saberão lidar com esse novo público consumidor, pois se não souberem lidar com ele, esse consumidor vai se voltar para outras formas de lazer, pois se é verdade que o futebol entrou na alça de mira desta (nova) classe consumidora, também é verdade que há uma infinidade de novas opções também.

    Mas, repetindo: tudo isso dependendo da situação econômica…

    • juliocolbeich disse:

      Se desses 5 milhões, 10% se associassem, viraríamos uma potência mundial. Os torcedores de modinha como vc fala também são importantes, pois eles compram camisas do time, dão audiência na TV, etc e alguns deles acabam virando contribuintes efetivos. Tem que olhar esse nicho de mercado também. E concordo com vc também quando fala que depende da situação econômica.

      • Paulo Anton disse:

        Julio:
        E olha que, esses “torcedores de modinha” é um número extremamente espressivo; e ESSE TORCEDOR é aquele que se espelha na situação do FUTEBOL DO CLUBE. Se a situação for boa, ele consome; se não, nada feito.
        Aliás, vários me questionam o por que dos produtos colorados sempre estarem em DESVANTAGEM de OPÇÕES que os produtos do nosso maior rival???
        Pessoalmente, vi diversas vezes esse fato…
        Alguém pode responder???

  7. Marcelo disse:

    Claro que é possível chegar a 200 mil sócios. Tanto para o Inter quanto para o Grêmio.
    Hoje em dia a classe C tem maior poder de compra e esse filão pode ser muito melhor aproveitado pelos clubes. Basta que se organizem, mostrem resultado, seriedade, invistam no retorno ao torcedor e apliquem de forma correta estes recursos.

    Na atual fase econômica brasileira existem muito mais pessoas se associando a locadoras, petshops, academias, seguradoras, etc. Imagine se esse pessoal todo não iria investir um pouquinho que fosse em sua maior paixão: a dupla Grenal.

    Creio que, mostrando seriedade, respeito e competência, o número pode ser alcançado num médio prazo.

  8. Pablo Hernan disse:

    A TORCIDINHA DO INTER CABE NUMA KOMBI, ISSO É FATO.

    FAZ DE CONTA QUE TEM 100 MIL, COM 50% INADIMPLENTE, DENTRE MORTOS E EX-SÓCIOS.

    SÓ COM A CAMPANHA DOS PETS, PODERÁ CHEGAR A 100 MIL DE FATO.

    E NÃO CHOREM, POIS ESTAMOS PERTO DO NATAL.

  9. Capitancito Loco disse:

    Com certeza. Principalmente agora que o plano PET-Sócio, o hotel para pet´s a ser construido na Arena Andrade Gutierrez (Andradão) e a distribuição de mata-pulgas antes do jogos vai fomentar (ainda mais) a inclusão desses belos animais no quadro social lacustre.

  10. Guilherme disse:

    Sou gremista e invejo apenas uma coisa no co-irmão: a sua organização.

    Torço pela chegada aos 200 mil deles e também, o Grêmio, claro. Em nossa nova Arena isso será possível, no “Velho Casarão”, infelizmente não.

  11. Claudio Rocha disse:

    NÃO NOS ESQUEÇAMOS QUE 50 MIL SÓCIOS PAGARIAM OS SALÁRIOS DE UMA FOLHA DE UNS ANOS ATRÁS… A FOLHA SOBE E O NÚMERO DE SÓCIOS TEM DE AUMENTAR PRA TUDO SEGUIR IGUAL… OU SEJA: VAMU VAMU INTER!!

  12. Lincoln disse:

    Precisamos ficar atentos a guerra que se estabelecerá a partir de agora contra o domínio iminente do eixo Rio-SP, sobretudo nas competições nacionais, diante das privilegiadas cotas de patrocínio e televisão.

    Temo que dentro de 4, 5 anos teremos algo semelhante a Inglaterra, Espanha ou Itália, apenas para citar os maiores, onde 2, 3 clubes tem chances efetivas de disputar títulos.

    Para que Grêmio e Inter se insiram neste seleto grupo, é preciso que cresçam dentro da rivalidade, onde um buscará alcançar o que o outro tem de melhor. O inter buscando, por exemplo, a mesma excelência do novo e moderno estadio tricolor, já o grêmio, a gestão administrativa e o quadro social colorado…

    Acho não só possível como recomendado para o bem da Dupla que o Internacional atinja 200 mil sócios, pois assim serão grandes as possibilidades do Grêmio alcançar rapidamente a marca dos 100 ou 150 mil, o que ao final de contas será bom para o crescimento e a saúde financeira de ambos.

    Ao contrário, estaremos aqui dentro de alguns anos discutindo quem ganhou mais Grenais ou Regionais, como ocorre em estados como Paraná, SC, Norte e Nordeste.

  13. 66colorado66 disse:

    Eu acho que o Inter deveria investir maciçamente na captação do público feminino. Apesar do aumento significativo da presença feminina no estádio, acredito que ainda exista muito a ser explorado.
    O que há alguns anos era absolutamente impensável, uma mulher ir sozinha a um jogo de futebol, hoje em dia isso é cada vez mais comum. Hoje elas vão sozinhas ou em grupos e assistem o jogo tranquilamente.
    Só que eu acho que elas ainda não somam 10% do público total. .Existe um espaço enorme a ser explorado.
    Mulher gosta de um agradinho. Um mimo.
    Bem como eu acho que o clube poderia dar algum presente, alguma lembrança, aos sócios mais assíduos tanto no estádio quanto no pagamento em dia da mensalidade. Algo semelhante ao desconto que o bom motorista recebe por não ter multas durante o ano.
    Pode ser qualquer coisa. Até uma foto autografada de algum ídolo. Sei lá.
    Mas eu acredito que o Inter possa chegar a 200 mil sócios. Basta que a direção consiga manter os investimentos ( a contratação do Dagoberto é um exemplo disso ) e seguir disputando competições importantes em condições de vencer.
    O torcedor obviamente quer ver o seu time ganhando, mas acima de tudo quer ver o seu time competitivo e em condições de lutar de igual prá igual com seus adversários.

    • Sergio disse:

      66 em Concórdia num jantar dos Colorados, os representantes da direção presentes divulgaram que o Inter possui ataualmente 35.000 ( trinta e cinco mil ) pessoas do sexo feminino como Sócias do Inter. Fato

  14. Adriano Colorado NoSegunda disse:

    não adianta arrecadar com 100,150,200 mil sócios e gastar tudo com jÔ, mathias , edu e mais umas trocentas tranqueiras que vemos vestindo o manto sagrado…

  15. disse:

    Como é dificil conseguir debater futebol com pessoas com QI de uma alface como esse Capitancito Loco, não pode simplesmente expressar a sua opinião? Precisa ficar fazendo esse esparro feito uma gazela?

    • 66colorado66 disse:

      Zé…eles não dão opinião porque não as possuem.
      O negócio deles é ficar o tempo inteiro se alfinentando porque eles achamq ue cada alfineta, cada flauta absolutamente repetitiva, é uma vitória em relação ao rival.
      Como o rival acha a mesma coisa, isso não termina nunca.
      Eles acham que isso é que é a rivalidade grenal.
      Tem mais uma meia dúzia de bocós que ainda não apareceram. Mas já já eles aparecem.

  16. Diogo disse:

    Pode poia até cachorro faz parte dos associados. Dos 100.000, 50% é de gatos piriquitos e cachorros, e loiras que todas são coloradas.

  17. chegará sim,mas terá que mudar algumas coisas. Por exemplo,trazer jogos para o interior do Rs,Sc e Paraná,especialmente Cascavel,Rondonopolis-Mt…
    O S.C. Internacional deixou de ser um clube somente do Rs,no oeste do Paraná a torcida predominante é de colorados,Cascavel tem um estadio para 30 mil pessoas,o Inter jogaria em casa e o clube estaria perto de sua torcida

  18. 66colorado66 disse:

    E qual o problema de associar o seu animal de estimação???
    Se eu tivesse um, associaria.
    Não vejo nada de errado nisso.
    Basta ter um mínimo de cérebro prá saber separar as coisas.
    Dentro de pouco tempo até isso será motivo de rivalidade aqui no blog e virão os mesmos malas de sempre dizer que o o meu time tem mais Pets que o teu…o meu Papagaio nunca disputou a segunda divisão ou o meu Periquito nunca perdeu pro Mazembe.

  19. Marcel disse:

    resido a 2.600 km do beira-rio e sou sócio. torcedor não pode avaliar ser sócio se vai ao estádio ou não. sou sócio porque quero ligar o PPV no final de semana e ver meu time decentemente, como tem ocorrido faz vários anos.

    Acho que já deveríamos ter começado essa campanha. porque parar nos cem mil sócios?

  20. Rogério disse:

    Logicamente é possivel, porém já li e escutei a mesma conversa para chegar aos 100 mil sócios.
    “chegando a 100 mil sócios não venderemos mais jogadores”, pois é chegamos aos 100 mil, porém vendemos Nilmar, Alex, Sandro, Giuliano, Rafal Sóbis ( na melhor fase), contratamos Roth ( lembro que os treinadores sondados ná epoca eram Felipão, Autuori, Abel,Dorival, Luxemburgo, contratamos com 100 mil sócios o Roth, é isso que me faz não ser sócio do inter, apesar de ser fanático, este ano faltaram 2 ou 3 jogadores para ganharmos o título do brasileiro, pois é temos 100 mil sócios, a diretoria pediu os torcedores associaram-se.
    Com os 200 mil será a mesma coisa? Para que eu confie que chegando a 200 mil não venderão mais jogadores, a direção terá que provar, como? Segurem Damião, Oscar, busque Nilmar, Giuliano, Alex, Zaqueiro Breno.
    Ou seja façam o papel inverso, tenham coragem, contratem e não vendam, depois muitos torcedore serão sócios..

    • ricardo disse:

      Não foi invadida por militares. foi um oficial de justiça que foi lá com a policia. tudo dentro da lei. Aqui no Brasil os mafiosos se escondem atrás do discurso da liberdade de imprensa. Lá na argentina o governo da Cristina, mostra como se luta contra esse poder.

  21. Maurício disse:

    Moro a três horas de POA e já não tenho o mesmo pique para ir toda semana ao Beira Hell, mas minha principal intenção ao me associar sempre foi a de colaborar com o clube, e posso garantir que estou bem satisfeito com o retorno que venho obtendo.
    Me agrada o trabalho de marketing profissional e superior que o Inter possui, e penso que nossa senda vitoriosa dos últimos anos por si só já é argumento suficientemente poderoso para que continuemos aumentando o quadro. Aliás penso que, mais importante que atingir essa nova meta, o clube deve procurar fazer por onde manter um crescimento regular do quadro que possa ser sempre bem administrado.

  22. Márcio Becker disse:

    Se seguir proporcionando aos seus torcedores grandes competições e grandes títulos, tem tudo pra chegar lá.

  23. ricardo disse:

    Na minha opinião, possível é, mas pouco provável. Pelo menos enquanto o clube insistir em dar privliégios à uma categoria de sócios no acesso ao estádio.. De qualquer forma vai ser duro convencer a esmagadora maioria de que em jogos importantes serão disponibilizados apenas 10 ou 12 mil ingresso dos 52 mil disponiveis. Há menos que aquela velha conversa fiada do “se associar para ajudar o clube” ainda funcione.

    • Chiqueiraço 2011 disse:

      Mas quem sempre foi sócio desde os tempos das vacas magras tem que ter alguma vantagem em relação aos novos (os novos inclusive pagam valores menores por não terem a menos vagas).

      Seria um absurdo os caras que pegaram o Viamão lotado só agora (no auge das glórias) virem querer sentar na janelinha. Assim até eu!! ;-)

      • ricardo disse:

        Não se tratam de valores. Se trata de privilegios no acesso ao estádio. O clube prejudica uma categoria de sócios, a esmagadora maioria, na medida em que disponibiliza em média apenas 12 mil ingressos em jogos interessantes. Por outro lado, reserva 30 à 40 mil lugares para outra categoria de sócios, que se fizerem as contas paga ao clube mensalmente menos ainda, se consideramos valor de mensalidade, mais o meio ingresso e o numero de jogos/mês. E reserva essa que nunca se cumpre, deixando imensos vazios no estádio e muita gente frustrada por não obter o ingresso.

        A titulo de sugestão, eu penso que o clube tem de disponibilizar os 52 mil lugares referente a capacidade para todos ao mesmo tempo. Tanto para o sócio que não paga meio ingresso quanto para o que paga. Ou seja tem que obrigatoriamente retirar o ticket independente da categoria a que pertença e em igualdade de condições com os demais.
        Se os dirigentes acham que o torcedor vai se associar pura e simplesmente para ajudar, estão enganados.Esse tempo já passou, Se futebol é marketing pro lado do clube tem que ser também pro lado do consumidor

      • mariomarcos disse:

        Na Europa eles fazem assim. O Barcelona tem muito mais sócios que a capacidade do Nou Camp. Então, ele dá prazo para a reserva dos ingressos. Quem não cumprir, terá seu lugar vendido.

  24. Ah uma auditória isenta nestes quadros…… estes 103 mil reduziriam drasticamente.

  25. Gervásio disse:

    Se a direção do Inter contratar: Gabriel, Rafael Marques, Rodolfo, Gilson, Wiliam Magão, Lins, Clementino e André Lima eu tenho motivos para associar meu filho gremista no Inter.

  26. Rafael Copetti disse:

    Esse plano depende dos resultados de campo em 2012. Torcedor brasileiro só se associa se o clube estiver ganhando, se estiver em má fase o clube anda perde sócios. Esse time atual, com o grupo que está sobrando (considerando que bons nomes como Andrezinho, que é bom reserva, e Kleber, que é titular absoluto, estão saindo), acrescentando somente o Dagoberto (o único efetivo reforço), não tem chances de títulos maiores em 2012. Só poderá aspirar vencer o gauchão e conquistar mais uma vaga na Libertadores 2013 com um quarto ou quinto lugar no Brasileirão. Parece que Luigi e seus assessores não conseguem entender que pra ganhar tem que investir, não adianta manter jogadores que já mostraram que não rendem mais do que o que demonstraram (como Nei, Bolivar, índio – em fim de carreira). O Grêmio não vendeu ninguém (com exceção do Adilson, que é no máximo 1/2 jogador e 1/2 estivador) e já trouxe alguns reforços de peso, e o Inter? Está vendendo o Andrezinho, já vendeu o Juan (muito bem vendido, por sinal, quase 4 milhões de euros) e não veio nenhum jogador capaz de ser titular do time de 2012. Se não reforçar o grupo com jogadores que venham com capacidade para ser titulares, um lateral-direito, um zagueiro pela esquerda, um meio-campo (para as já certas ausências de D’Ale e Oscar) e um reserva pro Damião, nem adianta planejar, o que eles conseguirão é terminar 2012 com menos sócios do que 2011. E ainda tem a questão dos volantes, o Guiñazu não anda bem, Tinga não aguenta uma seqüência de jogos, Bolatti não é camisa 5 e Elton ainda não é confiável, assim vamos começar 2012 sem um volantão de confiança, como em 2011. Esse filme já foi visto, e acabou somente com festa por conquista de vaga…

    • marianomonkey disse:

      Concordo com tudo o que dissestes, exceto em relação ao Índio, que teve uma má fase, mas que (espero) passou.

      Tem um ano mais pela frente…depois sim, pode se despedir dos gramados com uma carreira brilhante e vitoriosa e entrar para a história do clube como o jogador que mais venceu títulos no Colorado.

      • Rafael Copetti disse:

        Respeito muito o Índio, foi um dos melhores zagueiros do Internacional, peça fundamental nas grandes conquistas de 2006 para cá, mas já está com seu prazo de validade se esgotando. É um jogador que, como o Tinga, não aguenta uma rotina de 2 jogos por semana, não se pode montar uma zaga confiável com mum jogador que já se sabe que só vai aguentar metade dos jogos da temporada. Sse colocarem ele a jogar todas as partidas vai certamente entrar em má fase, por declínio físico, ou vai se lesionar e deixar a equipe desfalcada. Tem que trazer um zagueiro de alto nível para o lado esquerdo, um jogador já formado, até para dar maior segurança ao Moledo que vem em franca ascensão. Não adianta querer preencher a vaga com os moleques da base, um dos maiores problemas do Inter em 2011 foi não ter uma defese de alto nível, os times de melhor defesa chegaram na pomta do campeonato brasileiro, a melhor defesa (36 gols sofridos) foi a do corinthians, que só fez 53 gols contra 57 o Inter. Se tivéssemos uma defesa melhor formada, não teríamos perdido pontos vitais em casa, como contra ceará, Flamengo, Fluminense, Santos, etc…, e teríamos disputado o campeonato até a última rodada. Acorda Luigi !! Sem investimento não se faz futebol vencedor e sem vitórias não se atraem sócios e rendimentos de marketing.

    • Colorado57 disse:

      De acordo.
      E lembrando também que a preparação física foi sofrível em 2011. Há muito não se via o Inter de língua de fora, se arrastando em campo no segundo tempo.
      Não é falta de respeito com os velhos ídolos, mas alguns jogadores realmente não aguentam a sequencia e isto provoca lesão,afastamento, etc,.. ou se faz um planejamento para ter reposição com a mesma qualidade ou teremos um repeteco de 2011.
      O Tinga já mostrou que não aguenta, o Indio também, o Bolivar nem precisamos falar. Nao é falta de respeito é fato.
      Preparação física e reforços de qualidade.

  27. César disse:

    Moro em SC e essa semana me associei! Chegaremos aos 200 mil sócios com certeza… tenho pena é dos cotovelos azuis!! Saudações !!

  28. Alexandre disse:

    O inter está na sua melhor fase na história e tem 100 mil sócios, sem contar inadimplentes.

    O Grêmio está na pior década da sua história e tem 66 mil sócios em dia.

    Comparar o momento de grêmio e inter beira o absurdo.

    Se o Grêmio ganhar dois ou três títulos nos próximos dois anos (uma brasileiro e uma copa do brasil ou libertadores) o Grêmio passa o inter fácil.

    • Rafael Copetti disse:

      Você não está considerando que o Gremio só tem 66 mil sócios exatamente porque o Inter tem mais de 100 mil, se Inter tivesse, hoje, 30 mil sócios vcs teriam uns 20 mil e olhe lá…
      O Gremio só alcançou esse número de sócios, mesmo com o clube em péssima fase, porque os torcedores não querem ficar atrás do Inter. Veja, por exemplo, quantos sócios o Gremio tinha durante a época Felipão, quando ganhou muitos títulos? Aposto que tinha uns 15 mil sócios… Como o inter lançou a “moda” de alcançar um grande número de sócios, ao estilo dos europeus, o Gremio (e também os torcedores mais fanáticos) não quis ficar atrás, por isso os torcedores se empolgaram, mesmo com um time de m… e sem gangar nada há 10 anos. Se não fosse o Inter vcs teriam uns 5 mil sócios agora.

  29. nilmar - gremio - disse:

    1. Eu acredito em 200 mil socios
    2. Eu acredito em Papai Noel
    3. Eu acredito no fim do Mundo em 2012
    4. Eu acredito que o Kadafi nao esta morto
    Fala serio. Lavaram + d 100 anos para chegar em 100 mil socio e agora acham que vao fazer o dobro em 1 ano.

  30. Colorado57 disse:

    Mario.
    Para tudo isto precisa ter um time, um grupo, um conjunto.
    Acidentes acontecem, mas não é aceitável, um time entregar jogos como fizeram para Penharol, Santos, Fluminense, Corintia, Ceara e até Ipatinga há mais tempo.
    As contratações devem ser melhor avaliadas, deve haver mais critério. Sabemos que tem um risco em tudo, mas apostas em um Kleber Pereira, Jô, Edu, por exemplo, é uma calamidade.
    Deve haver mais transparência.

  31. Chegaremos facil é so ganhar a libertadores 2012

  32. ODAIR Cunha disse:

    Acho possível.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s